(65) 99638-6107

CUIABÁ

É bem Mato Grosso

Deputado Claudinei indicou mais de R$ 2 milhões para serem investidos na Educação

Publicados

É bem Mato Grosso


Foto: Marcos Lopes

Entre os anos de 2020 e 2021, o deputado estadual Delegado Claudinei (PSL) indicou importantes emendas para atender a área da educação com valor de aproximadamente R$ 2,266 milhões. A destinação dos recursos envolvem desde a aquisição de equipamentos ou mobiliários, a ônibus e outros veículos.  

O Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) José Altamiro Paim, em Poxoréu, recebeu 28 aparelhos de ar condicionado, com recursos de R$ 65 mil com emenda parlamentar do ano de 2020, sendo a única unidade escolar que faltava contar com esses equipamentos. “Praticamente, estaremos com todas as escolas municipais equipadas com climatização. Isso dá conforto e investir em educação é uma das nossas prioridades na minha gestão”, comentou o prefeito municipal Nelson Paim (PDT).

Em 2020, os municípios de Alto Taquari e Poconé foram contemplados com mobiliários e equipamentos para atender, respectivamente, as escolas municipais Professora Elzinha Lizardo Nunes e João Godofredo. “Só temos que agradecer o deputado Claudinei. A escola Professora Elzinha chegou a trocar todo o telhado e, agora, com o mobiliário vai contribuir para ter uma eficácia na metodologia de ensino, educação e outros procedimentos. Foi de grande valia essa emenda liberada para nós”, disse a prefeita de Alto Taquari, Marilda Sperandio (DEM).

Leia Também:  Ulysses Moraes cobra posicionamento de governador sobre reajuste da Aneel

 Ainda no mesmo período, para facilitar a locomoção dos profissionais da educação, Claudinei destinou emendas parlamentares para as prefeituras de Diamantino e Jaciara que contou com a contrapartida do município. Também, a Escola Municipal Daniel Titton da cidade de Cláudia recebeu R$ 60 mil para fazer a compra de equipamentos para compor o laboratório de informática.

“Esses foram os resultados que obtivemos, em 2020, com as liberações feitas pelo governo estadual. Infelizmente, foram repassados somente 30% dos recursos que acabou prejudicando o nosso planejamento e, também, o nosso comprometimento e a expectativa de representantes dos municípios que nos apresentaram as principais necessidades. Já as emendas de 2021, espero que tenhamos êxito para que todas as nossas indicações sejam atendidas”, declarou Claudinei.

2021 – Em 2020, o valor total das emendas para a Educação somaram R$ 445.201. Ao reconhecer a importância e a necessidade de proporcionar mais incrementos no setor, ele propôs R$ 1.821 milhão de emendas em 2021,  que estão todas empenhas até o momento, no aguardo pela liberação por parte do governo de Mato Grosso.

Leia Também:  Casa Cuiabana recebe exposição sobre arte indígena e africana

Dentre as indicações de 2021, estão previstas aquisições de aparelhos de ar condicionado que vão contemplar as unidades escolares de Guarantã do Norte, Rondonópolis, Sapezal, Primavera do Leste, Paranatinga e Colniza. Além disso, também foi indicada a compra de notebooks, carteiras escolares, televisores, forno industrial, veículo com carroceria e ônibus.

Fonte: ALMT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

É bem Mato Grosso

Atendimento de excelência é tema de capacitação para 800 servidores do Judiciário estadual

Publicados

em

O Poder Judiciário de Mato Grosso aposta na capacitação do publico interno para oferecer à sociedade um serviço cada vez melhor. Esta semana a Corregedoria- Geral da Justiça, encerrou o Curso “Praticas eficazes para atendimento de excelência” direcionado a oficiais de justiça, agentes da infância e juventude, distribuidores, técnicos, analistas e gestores gerais de diversas comarcas do Estado. A capacitação, realizada pela Escola dos Servidores, além de ser elogiada pelos participantes, é em atenção a Resolução 192/2014, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que trata sobre a Política Nacional de Formação e Aperfeiçoamento dos Servidores do Poder Judiciário.
 
“Com muita alegria concluímos mais um ciclo de capacitações. Durante a pandemia o desembargador José Zuquim assumiu um risco, mas decidiu que era necessário investir em capacitações presenciais e, inicialmente, até dezembro do ano passado, trouxemos 300 servidores a Cuiabá. E depois, agora em 2022, após recebermos feedback positivo, vieram mais 500, totalizando 800 servidores. Esperamos que todos tenham aproveitado esse momento de aprendizado, de vivência, de calor humano tão necessário, de olhar para si, pois se não estamos bem como vamos atender nosso usuário com eficiência?”, indagou o coordenador da Corregedoria, Flávio de Paiva Pinto.
 
Na última etapa, 40 gestores e oficias de justiça participaram do curso que sensibilizou e capacitou os servidores que fazem atendimento direto com a sociedade e, principalmente, com os usuários do Judiciário mato-grosssense. Entre os principais pontos trabalhados no curso destacam-se temas como mudança comportamental, práticas de bons hábitos e técnicas, comunicação como instrumento essencial, competências e ferramentas na busca pela eficácia.
 
“Foram dois dias de aprendizado, troca de experiências com o intuito de ajudar os servidores a fazer um atendimento ainda melhor ao nosso usuário, além de melhorar o relacionamento com o cliente interno. Para tanto, mostramos algumas ferramentas para convidá-los a avançar em autoconhecimento e nas relações humanas de uma maneira que o atendimento de excelência passa a ser uma consequência”, exemplificou Meire Dias, palestrante e consultora da capacitação.
 
Meire Dias acrescentou que foi feito um mapeamento de perfil de identidade organizacional do Tribunal de Justiça onde cada servidor, cada servidora, das mais variadas unidades judiciais presentes no treinamento, internalizou a missão, visão, valores e princípios institucionais, mas também identificou e construiu valores pessoais e missão profissional. A consultora entende que a contribuição dos participantes é o que se sustenta e faz existir de fato a grande missão do Tribunal.
 
Para a gestora do Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc) da Comarca de Sorriso (420 Km de Cuiabá), Eliane Pandolfo Martini, o grande diferencial da capacitação foi ser voltado para o autoconhecimento. “Ao longo dos meus 25 anos de Judiciário já fiz diversos cursos, mas gostei muito desse, porque teve essa preocupação com o olhar interno, de como estamos sentindo. O que vimos é que não adianta conhecer muitas leis, ter aquele conhecimento técnico e não sabermos lidar com as pessoas e com os nossos problemas. E quando a gente se conhece melhor, consequentemente, consegue atender melhor. Saímos daqui todos mais renovados e felizes”, pontuou Martini.
 
Flávio de Paiva Pinto agradeceu a parceria entre a Presidência e a Corregedoria Geral que oportunizou o ciclo de capacitações, e desejou aos participantes do treinamento que empreguem com desenvoltura todo o aprendizado para que atinjam com habilidade e competência sucesso e excelente desempenho no atendimento interno e externo em cada unidade judicial que atuam. Flávio lembrou que os conteúdos trabalhados no curso são baseados nos planejamentos da gestão e de acordo com as sugestões recebidas dos próprios servidores durante o Programa Corregedoria em Ação, que visita comarcas no Estado.
 
#ParaTodosVerem: esta matéria possui recursos de texto alternativo para promover a inclusão das pessoas com deficiência. Imagem 1: Foto horizontal colorida o coordenador da Corregedoria discursa para os participantes. Todos os alunos estão sentados e ele está de pé e terno azul e óculos preto. Imagem 2: Foto horizontal colorida a palestrante fala com a turma no encerramento do curso. Todos os alunos estão sentados na sala de aula. 3: Foto horizontal colorida em que todos os participantes da última turma estão perfilados em pé na escadaria da Escola dos Servidores.
 
Larissa Klein
Assessoria de Imprensa CGJ
 
 

Fonte: Tribunal de Justiça de MT

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Casa Cuiabana recebe exposição sobre arte indígena e africana
Continue lendo

MATO GROSSO

POLÍCIA

Economia

BRASIL

MAIS LIDAS DA SEMANA