(65) 99638-6107

CUIABÁ

É bem Mato Grosso

Cuiabá comemora 302 anos com investimentos do Governo em infraestrutura viária, esportiva, educacional e na área de saúde

Publicados

É bem Mato Grosso


A população cuiabana comemora o 302º aniversário da capital mato-grossense, nesta quinta-feira, 8 de abril, com ações do Governo do Estado em infraestrutura viária, esportiva, educacional e na área de saúde, cujos investimentos exclusivamente estaduais somam mais de R$ 313 milhões, além de R$ 207,5 milhões de recursos federais para a retomada do Hospital Universitário Júlio Muller.

Entre as realizações estão obras remanescentes da Copa do Mundo de 2014, como a Avenida Parque dos Barbados e o Centro Olímpico da UFMT, entregues em 2020; e também de outras gestões, como a Estrada do Coxipó do Ouro, o Residencial Nico Baracat e a duplicação de trecho da rodovia Helder Cândia (Estrada da Guia).

Obras entregues

Com 1,6 quilômetro de extensão, a Avenida Parque do Barbado, que deveria ser entregue há sete anos, foi finalmente concluída em 2020. Os investimentos foram de R$ 29,33 milhões e a obra interligou as Avenidas Fernando Correa da Costa e Arquimedes Pereira Lima (Estrada do Moinho).

Obra remanscente da Copa do Mundo, a  Avenida Parque do Barbado foi inaugurada em 2020 – Marcos Vergueiro 

Também em 2020, o Governo do Estado, por meio da Sinfra (Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística) concluiu a duplicação de 4,9 quilômetros da MT-010 (Rodovia Arquiteto Helder Cândia), no trecho entre o entroncamento da estrada para Chapada dos Guimarães e o trevo de acesso ao Rodoanel. Com investimentos de R$ 38,2 milhões, a rodovia ainda recebeu drenagem, sinalização, paisagismo, iluminação e ciclovia.

Duplicação da Rodovia Arquiteto Helder Cândia, a Estrada da Guia – Marcos Vergueiro  

E após décadas de espera, os moradores da comunidade do Coxipó do Ouro foram interligados à Capital por asfalto. Em dezembro do ano passado, o Governo do Estado concluiu a pavimentação de 8,5 quilômetros, com uma ciclovia de 7,76 quilômetros entre a MT-251 (Estrada para Chapada dos Guimarães) e a entrada do distrito. Foram investidos R$ 10,5 milhões.

Além disso, o governo concluiu a restauração do asfalto e melhorias na infraestrutura da Trincheira do Complexo Viário do Tijucal, como substituição de drenos cuja eficiência estava comprometida. Foram investidos R$ 32,9 milhões.

Após três décadas de espera, comunidade do Coxipó do Ouro teve sua estrada asfaltada – Michel Alvim  

Outra obra remanescente da Copa do Mundo, o COT (Centro Olímpico de Treinamento) da UFMT, com 5,4 mil m2 de área construída e capacidade para 1.500 pessoas, foi concluído em janeiro de 2020. Com investimentos de R$ 17,1 milhões, o espaço conta com pista de atletismo com padrão internacional, campo de futebol com quatro torres de iluminação, banheiros, inclusive para pessoas com deficiência, salas de aula, camarotes, lanchonete, sala antidoping, auditório, elevador com acessibilidade e mirante.

Leia Também:  Professores da rede estadual terão notebook e internet paga por três anos

Outra obra remanescente da Copa do Mundo, COT da UFMT foi finalmente concluído – Mayke Toscano 

Em junho de 2019, após cinco anos de espera, 360 famílias receberam as chaves de sua casa própria no Residencial Nico Baracat, cujos investimentos totais foram de R$ 22,386 milhões. Responsável pelas obras de drenagem e esgoto no bairro Osmar Cabral, o Governo do Estado investiu cerca de R$ 6 milhões na conclusão do residencial.

Na área de Saúde, o governo assumiu a gestão do Hospital Estadual Santa Casa, após paralisação dos serviços no primeiro semestre de 2019. Até então, uma instituição filantrópica, o hospital foi totalmente modernizado e ampliado, com investimentos de R$ 3 milhões em recursos próprios do Estado. Atualmente, a unidade é uma das referências para o tratamento dos pacientes da Covid-19.

Obras em execução

Mais uma obra remanescente da Copa do Mundo de 2014, os 3,67 quilômetros da Avenida Oito de Abril receberam investimentos de R$ 27,2 milhões, para execução dos serviços de pavimentação, ciclovia, reconstrução de calçadas e passeios, contenção em trechos com risco de desabamentos, reforço no fundo do canal e lajes das rotatórias nas Avenidas Senador Metello, Ranulfo Paes de Barros e Barão de Melgaço, além de paisagismo e iluminação. Sua conclusão está prevista para este ano.

Outro trecho da MT-251, com 44 quilômetros interligando Cuiabá à Chapada dos Guimarães, passa por restauração. Com investimentos de R$ 13,19 milhões, a obra é realizada entre o Trevo do Manso (entroncamento da MT-351) e Chapada dos Guimarães.

Iniciada em outubro do ano passado, a ponte de concreto sobre o Rio Bandeira (na MT-400), vai atender a um pedido antigo dos moradores da região, será de fundamental importância na interligação entre as comunidades de Porto das Bandeiras, Tarumã e Sucuri, além de propiciar o acesso à Capital por um caminho mais seguro.

O investimento na construção da ponte, que terá 40 metros de extensão, é de R$ 2,2 milhões. A Sinfra já concluiu a fundação, blocos e pilares de sustentação e a previsão de término é para 2024.

Saúde

Além do Hospital Estadual Santa Casa, o governo retomou as obras do Hospital Universitário Júlio Muller, considerada pelo governador Mauro Mendes um compromisso de sua gestão. Com 58,5 mil metros quadrados de área construída em um terreno de 147 hectares (1,47 milhão de m2) e localizado no KM 16 da MT-040, entre Cuiabá e Santo Antônio de Leverger, o novo hospital já conta com cerca de R$ 96 milhões do Ministério da Educação (MEC) assegurados. Ao todo serão investidos R$ 207,485 milhões. A contrapartida do Estado também já está garantida.

Leia Também:  Setasc fornece apoio técnico aos municípios; finalidade é aprimorar e qualificar oferta dos serviços

Obras do Hospital Universitário Júlio Muller foram retomadas – Marcos Vergueiro 

Também foram retomadas as obras do Hospital Central, após mais de três décadas paralisadas. O investimento será de R$ 92,9 milhões somente na construção do hospital, que conta com um cronograma de aproximadamente 22 meses de execução, com previsão de entrega para novembro de 2022.

O Governo do Estado ainda investe R$ 14,1 milhões na reforma e ampliação do Hospital Adauto Botelho, cuja previsão de conclusão é novembro deste ano, além R$ 665,8 mil em melhorias estruturais do Centro de Atenção Psicossocial Adauto Botelho (Lar Doce Lar).

Educação

Uma escola nova e duas em reformas, com investimentos somando R$ 13,425 milhões, das quais duas estão previstas para serem entregues na próxima semana, vão reforçar o ensino nos bairros cuiabanos.

No bairro Pedra 90, será inaugurada nos próximos dias a recém-construída Escola Estadual Mário de Castro, com 16 salas de aula e quadra poliesportiva. Investimento de R$ 7,831 milhões.

A nova EscolaEstadual Mario de Castro, no bairro Pedra 90, Mayke Toscano 

E no bairro Coophema, na região do Coxipó, será inaugurada a Escola Estadual Hermelinda de Figueiredo reformada e com refeitório novo. O investimento é de R$ 2,725 milhões; enquanto a também escola estadual Cleinia Rosalina de Souza, no bairro Residencial Itamarati passa por uma reforma geral. Investimento de R$ 2,869 milhões.

Gasoduto

No início de março deste ano, o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sedec), da MT Gás e MT Par, deu ordem de serviço ao projeto executivo do gasoduto no Distrito Industrial de Cuiabá, para, dentro de três meses, licitar obra, cujo prazo de conclusão é final de 2022. A previsão de investimentos é de R$ 13 milhões em toda a obra.

O gasoduto tem um ramal inicial de 27,5 quilômetros para atender à demanda de três milhões de metros cúbicos ao mês de três a cinco anos, podendo chegar a 6 milhões de metros cúbicos de consumo mensal.

Atualmente, o Distrito Industrial de Cuiabá sedia 260 empresas, entre as quais cerca de 70 indústrias poderão ser beneficiadas com o gás natural.

(*) Colaboração das assessorias de imprensa da Sinfra, SES e Seduc

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

É bem Mato Grosso

PM orienta sobre como se proteger de golpes virtuais e clonagem de WhatsApp

Publicados

em


Devido ao isolamento social por causa da pandemia, a população passou a acessar ainda mais a internet, seja no celular ou computador. Ficar mais tempo em casa, é sinônimo de mais tempo online. A Polícia Militar por meio da Diretoria de Agência Central de Inteligência (Daci), orienta as pessoas a ficarem atentas ao receberem SMS, e-mails com links estranhos e mensagens de ajuda nos aplicativos de mensagens; pois criminosos estão se aproveitando da crise para aplicar golpes virtuais como a clonagem do aplicativo de celular WhatsApp.

De acordo com o tenente-coronel, Vitor Sakata da Diretoria de Agência Central de Inteligência da PMMT, as quadrilhas se aproveitam que o aplicativo de mensagem está sendo um grande aliado da população para evitar sair de casa para arrancar dinheiro dos contatos com a clonagem do App.

“Identificamos um aumento de crimes de estelionato e outras fraudes no estado. Neste primeiro trimestre de 2021 foram registradas mais 2.297 ocorrências de pessoas que foram vítimas destes criminosos. Neste mesmo período, em 2020, registramos 420 ocorrências de golpes virtuais. As quadrilhas tentam arrancar dinheiro das vítimas em sites de compras e clonando o aplicativo WhatsApp; se passando por familiar, amigo, conhecido para conseguir dinheiro”, relata o militar.

O militar diz ainda a polícia já identificou que os golpistas elaboram uma espécie de engenharia social para aplicar os golpes; para cada situação e vítima eles tentam aplicar uma fraude diferente. 

Leia Também:  Projeto de lei cria cadastro para bloqueio de ligação de telemarketing

“Devido a pandemia, a população para seguir com o distanciamento social, passou a utilizar ainda mais o aplicativo de mensagem para trabalhar, comprar, estudar e até mesmo se divertir em grupos de conversas entre amigos online. Com mais tempo no aplicativo, vamos deixando rastros como informações pessoais e dados; o que facilita para os golpistas adotarem métodos que a vítima passa a acreditar que está ajudando um familiar, amigo ou conhecido; mas não é”, alerta Vitor Sakata.

O policial diz ainda que as quadrilhas tentam de diferentes formas ter acesso ao código do aplicativo da vítima. “Os criminosos para clonarem o WhatsApp eles enviam falsas pesquisas sobre a Covid-19, emitem notificações para a pessoa atualizar os dados cadastrais de bancos, auxílio emergencial, site de compra e venda; operadoras telefônicas e até as incluem em falsos sorteios, promoções e até brindes; tudo para obter esse código que permite que eles acessem o App”, explica o tenente-coronel Sakata. 

A primeira orientação da PM para a população é sempre desconfiar e prevenir, não deixar dados pessoais salvos (CPF, RG, endereço, números de cartão) salvos em sites, redes sociais, blocos de anotações virtuais e no histórico de conversas do aplicativo.

A PM orienta que se a pessoa percebeu que o aplicativo no seu celular foi clonado, ela deve imediatamente desinstalar o APP. Em seguida, a vítima deve aguardar alguns instantes e reinstalar a ferramenta; somente após receber um novo código de acesso, deve -se tentar restaurar o aplicativo. Se possível repita a operação até o bloqueio do aplicativo e faça a ativação em duas etapas nas configurações do WhatsApp.

Leia Também:  Suspeito de golpes em plataformas virtuais é preso em flagrante; prejuízo é estimado em R$ 2 milhões

Para recuperar a conta do aplicativo, a polícia orienta que a vítima deve enviar um e-mail para [email protected]; solicitando que seja desativada a conta, o número de telefone deve ser incluído no corpo do e-mail com o código do país (+55). Assim que a empresa receber a informação, ela irá desativar a conta que poderá ser acessada após sete dias.

Ao perceber o golpe, a vítima deve comunicar aos seus contatos do aplicativo através de outro número e telefone que o App foi clonado, porque os criminosos costumam se passar pela vítima com mensagem ‘preciso de ajuda, você pode depositar o valor X? quando você vai me pagar? Esse é o boleto para você pagar! Me ajuda, faz um depósito com a quantia Y?

O tenente-coronel Vitor Sakata orienta as vítimas a registrarem o boletim de ocorrência, pois através deste comunicado oficial, as forças de segurança podem identificar e elaborar ações enérgicas para combater a prática criminosa.

Quer saber mais?

Confira o oitavo episódio do PMCAST que traz relatos inéditos de vítimas da fraude e um bate papo com o policial da DACI/PMMT especialista no assunto. No Spotfy ; Google ou no site da PMMT.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CATEGORIA

CATEGORIA

CATEGORIA

CATEGORIA

MAIS LIDAS DA SEMANA