(65) 99638-6107

CUIABÁ

É bem Mato Grosso

CGE e Seciteci são os primeiros órgãos a oficializar implantação do SIGADOC

Publicados

É bem Mato Grosso


A Controladoria Geral do Estado (CGE-MT) e a Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Seciteci) são os primeiros órgãos do Poder Executivo do Estado de Mato Grosso a definir data de implantação e funcionamento do Sistema Estadual de Produção e Gestão de Documentos Digitais (Sigadoc), para todos os atos processuais administrativos executados nas respectivas instituições. Os atos foram publicados em Diário Oficial na última semana.

No âmbito da Controladoria, a regulamentação foi feita por meio da Portaria nº 075/2021 que fixou a data limite para implantação do Sigadoc em 15 de outubro de 2021. No entanto, a CGE desde março deste ano, de forma gradativa, iniciou o processo de instauração do sistema oficial do Governo de Mato Grosso em todas as suas atividades (Auditoria e Controle Preventivo, Ouvidoria, Transparência, Corregedoria e Integridade).

Já a Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Seciteci), por meio da Portaria nº 175/2021, estipulou que a partir desta segunda-feira (18.10) os atos processuais administrativos sejam feitos por meio do Sigadoc.

Leia Também:  Três municípios recebem drones para reforçar segurança pública

O Sigadoc é o sistema oficial de produção e gestão de documentos do Governo do Estado. Levando em conta o plano de ação de implantação do sistema, todos os órgãos e entidades deverão a partir de 1º de janeiro de 2022 adotar o uso absoluto do Sistema Estadual de Produção e Gestão de Documentos Digitais (Sigadoc).

Destino do Sistema de Protocolo

Em relação ao funcionamento do Sistema de Protocolo do Estado de Mato Grosso, a ferramenta permanecerá disponível apenas para consulta sendo proibido a utilização do sistema para criação ou registro de novos processos.

Treinamento Sigadoc

Desde o início de outubro, os integrantes da coordenação de implantação do Sigadoc estão realizando treinamentos com os servidores dos órgãos e entidades do Estado. O cronograma de capacitações segue de forma online até 10 de dezembro de 2021.

Até o momento já participaram das capacitações virtuais os seguintes órgãos: CGE, Secretaria de Ciência e Tecnologia e Inovação de Mato Grosso (Seciteci), Instituto de Terras do Mato Grosso (Intermat), Secretaria de Planejamento e Gestão, Casa Civil, Secretaria de Estado de Comunicação e Governadoria.

Leia Também:  Lançada pedra fundamental da nova sede do Sesc em Sinop
Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

É bem Mato Grosso

Mais de 280 profissionais são capacitados em urgência e emergência psiquiátrica

Publicados

em


Mais de 280 profissionais de diferentes áreas e que atuam na região do Teles Pires participaram do curso de atualização em Atenção à Crise em Urgência e Emergência Psiquiátrica, que foi promovido por meio de unidades geridas à Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT).

A capacitação foi oferecida pelo Escritório Regional de Saúde de Sinop em parceria com a Escola de Saúde Pública (ESP-MT), o Núcleo de Educação Permanente do CIAPS Adalto Botelho, a Comissão de Residência Médica, a Comissão Intergestores Regional (CIR) e a Comissão de Integração Ensino Serviço (CIES).

Na primeira etapa do curso, foram realizadas aulas teóricas presenciais e online, com 280 participantes. Já na segunda etapa, que contou aulas práticas ministradas por profissionais do CIAPS Adauto Botelho, foram capacitados 168 profissionais dos 14 municípios da Região Teles Pires.

O diretor geral do CIAPS Adauto Botelho, Paulo Henrique de Almeida, destacou que o objetivo da capacitação é oferecer instrumentos teóricos e práticos para a avaliação, intervenção e encaminhamento das principais emergências e urgências psiquiátricas em Mato Grosso.

Leia Também:  Lançada pedra fundamental da nova sede do Sesc em Sinop

“Além de capacitar, o curso visa fortalecer a RAPS dos municípios e oferecer um atendimento mais humanizado à população que necessita do serviço. Cada participante será multiplicador do conhecimento para os seus municípios”, pontuou o gestor.

Neste curso, foram contemplados profissionais de diversas áreas que compõe a rede de atenção psicossocial, dentre eles: médicos, enfermeiros, psicólogos, assistentes sociais, técnicos de enfermagem, policiais, bombeiros, nutricionistas, educadores físicos, professores, fonoaudiólogos, motoristas condutores de ambulância, cuidadores da Casa Lar, agentes de segurança, assistentes administrativos, fiscais sanitários, agentes comunitários de saúde, acadêmicos e recepcionistas.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MATO GROSSO

POLÍCIA

Economia

BRASIL

MAIS LIDAS DA SEMANA