(65) 99638-6107

CUIABÁ

É bem Mato Grosso

Após força-tarefa incêndio subterrâneo na Baía dos Guató é controlado pelo Corpo de Bombeiros

Publicados

É bem Mato Grosso


Os militares do Corpo de Bombeiros de Mato Grosso (CBMT) conseguiram conter o incêndio florestal de média proporção na Terra Indígena Baía dos Guató, região do Pantanal em Barão de Melgaço. Na última sexta-feira (23.07), uma equipe de oito soldados realizaram uma força-tarefa no local de difícil acesso, com a retirada de material combustível dos pontos considerados eminentes ao fogo e análise do campo.

Segundo informações do comandante do 1°Pelotão Independente do CBMT, tenente Thiago Soares, “durante todo o dia foram separados os materiais das bordas que poderiam servir como fonte para um novo incêndio”. Além disso, foi detectado uma área de vegetação verde e úmida ao redor do local onde estava o incêndio, uma barreira natural que impediu a propagação das chamas. Ele reforçou que não há mais incêndio subterrâneo e os trabalhos continuam.

Como forma preventiva, o CBM vai monitorar via satélite, além de fazer sobrevoos uma vez por semana, para verificar a situação do solo. O relatório aponta que apenas uma área de 200 hectares foi consumida pelas chamadas. No último final de semana, não foi detectado nenhum novo foco de incêndio ou fumaça no local.

Leia Também:  Desenvolve MT presta atendimento local durante a 6º edição do Circuito Empreendedor em Juara

É segunda vez que foi registrado incêndio no mesmo local, decorrente de um fenômeno natural do Pantanal, ocasionado pelas (turfas; uma espécie de carvão primário criando de vegetação compactada no solo) possibilitando a formação de pequenas brasas que se intensificaram com o atual clima seco na região.

Para realizar essa missão, o CBM contou com apoio do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer), além do Sesc Pantanal, que disponibilizou helicópteros para deslocar os militares e equipamentos de trabalho.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

É bem Mato Grosso

Seduc abre inscrições para processo seletivo do programa Alfabetiza MT

Publicados

em


A Secretaria de Estado de Educação (Seduc-MT) abre, nesta segunda-feira (20.09), inscrições para seleção de profissional da rede estadual de ensino de Mato Grosso para atuar como coordenador regional, formador regional de educação infantil, formador regional de alfabetização e consultor de formação do Programa Alfabetiza MT, lançado no mês passado pelo Governo do Estado. As inscrições para coordenador podem ser feitas até quarta-feira (22). Para formador e consultor até sexta-feria (24). Confira o edital.

A política pública tem a finalidade de alfabetizar crianças na idade certa, até o segundo ano do Ensino Fundamental, em regime de colaboração do Estado com os municípios. O governo estadual investirá R$ 16,5 milhões ao ano e terá apoio da Fundação Lemann, Associação Bem Comum e Instituto Natura.

Há incentivos para as profissionais e premiações conforme o desempenho de alfabetização dos envolvidos. O programa é inspirado em uma política pública que melhorou a qualidade da educação no Estado do Ceará.

Secretário de Estado de Educação, Alan Porto destaca que 135 municípios já aderiram ao Alfabetiza MT, o maior programa de alfabetização da história de Mato Grosso. Lembra que, em parceria com os municípios, o Governo do Estado vai focar na formação continuada dos profissionais, na avaliação diagnóstica, na formação complementar e todo o acompanhamento e monitoramento que os parceiros precisarem.

Leia Também:  Desenvolve MT presta atendimento local durante a 6º edição do Circuito Empreendedor em Juara

“Não queremos mudar a política de alfabetização do município, muito pelo contrário, o Estado quer fortalecer a gestão de alfabetização. Vamos premiar as escolas que atingirem os melhores resultados e auxiliar as que tiverem os piores índices para garantir o nível de aprendizado dessas crianças. A base de tudo é a alfabetização e a formação dessas crianças para que elas possam ter nos anos finais do Ensino Fundamental e no Ensino Médio, uma qualidade maior no aprendizado. E eu tenho certeza que, em parceria com os municípios, nós vamos ter um ganho muito grande na qualidade da educação no Estado de Mato Grosso”.

Vagas, carga horária e seleção

O processo seletivo simplificado será para o preenchimento de vaga e formação de cadastro reserva, com a validade de dois anos, prorrogáveis por igual período.

O procedimento contempla os critérios para cada um dos cargos. Para 15 coordenadores regionais, poderão participar professores efetivos da rede estadual de ensino de Mato Grosso, lotados nos municípios que constituem os polos das 15 Diretorias Regionais de Educação (DREs).

Já os 15 formadores regionais de educação infantil, 15 formadores regionais de alfabetização e um consultor de formação poderão participar professores pedagogos, na condição de bolsista.

Os coordenadores regionais atuarão por 40 horas semanais e terão remuneração mensal do subsídio do servidor e mais 33,33%, com a vigência de 24 meses. Os formadores terão 30 horas de carga mensal e receberão R$ 600,00 por mês em um período de 8 meses. Enquanto o consultor de formação será remunerado por R$ 4 mil ao mês em contrato de 12 meses.  

Leia Também:  Um recado de Enock Cavalcanti para Emanuel Pinheiro

O processo de seleção para todos os cargos ocorrerá em duas etapas. A primeira com a análise curricular, de caráter classificatório e eliminatório, com pontuação máxima de 15 pontos. E a segunda, entrevista semiestruturada, de caráter eliminatório e classificatório, via Google Meet ou presencial, a fim de concretizar uma avaliação adequada do candidato, conforme os quesitos exigidos para cada cargo/função.

A secretaria criará uma Comissão de Seleção composta por diretor, coordenador pedagógico e um professor formador da DRE de inscrição dos candidatos.

A Seduc informa que a participação no processo seletivo não implica na obrigatoriedade do recrutamento do profissional, apenas quando ocorrer a expectativa de contrato. A Secretaria de Estado de Educação se reserva no direito de proceder às chamadas em número que atenda às necessidades de alfabetização.

O Processo de Seleção será organizado pela Secretaria de Estado de Educação, por meio da Secretaria Adjunta de Gestão de Pessoas e Secretaria Adjunta de Gestão Educacional, através da Comissão de Seleção das DREs.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MATO GROSSO

POLÍCIA

Economia

BRASIL

MAIS LIDAS DA SEMANA