(65) 99638-6107

CUIABÁ

É bem Mato Grosso

Alunos da Escola Estadual Gilvan de Souza participam de experiência inédita

Publicados

É bem Mato Grosso

Com o objetivo de desenvolver atividades pedagógicas interdisciplinares, pautadas no tema “Arte além dos muros”, e aprimorar o conhecimento sobre os artistas Romero Brito, Tarsila do Amaral e Leonardo da Vinci, a Escola Estadual Gilvan de Souza, em Porto Alegre do Norte (1.139 km de Cuiabá), investiu em uma atividade, que enriquece a educação e auxilia na aprendizagem.

Entre os meses de fevereiro e maio, as artes plásticas se tornaram rotina, envolvendo comunidade escolar, profissionais da educação e sociedade, como expectadora desta novidade, e passa a fazer parte do Projeto Político-Pedagógico (PPP) da escola. “Foi uma experiência que deu certo e, certamente, fará parte da nossa rotina pedagógica de agora em diante”, disse o diretor Jhonnathan Rodrigues.

Ele lembra que a pintura é um dos meios de comunicação mais utilizados pela sociedade desde a Pré-História. Por meio dela é possível conhecer o passado, descobrir hábitos e costumes, a sociedade, a cultura e os diferentes estilos de cada época. “A pintura, no nosso caso, foi usada como forma de expressar ideias, de passar para a tela o que cada um sente através dos desenhos e cores”.

Leia Também:  Historiador Sebastião Carlos Gomes de Carvalho lança "Dicionário de Termos e Expressões de Mato Grosso". Trabalho de pesquisa de fôlego, livro faz o primeiro inventário da tradição histórico-cultural da gente mato-grossense, apresentando em torno de 1.500 verbetes, com as expressões que caracterizam o linguajar popular em nossa terra com suporte em obras literárias, textos científicos, poesias e relatos históricos.

Segundo ele, nas releituras feitas em trabalhos de Romero Brito, Tarsila do Amaral e Leonardo da Vinci, cada estudante envolvido refletiu o seu olhar de autor, revelando outras interpretações sobre as obras. “Cumprimos o nosso objetivo”, avaliou Jhonnathan.

A finalização do projeto “Arte além dos muros”, em 23 de junho, contou com a participação dos 150 alunos da escola, que atende a Educação de Jovens e Adultos (Ensino Fundamental e Ensino Médio), alunos dos Sistema Prisional, e sala de recurso multifuncional (Educação Especial).

“Foi uma experiência gratificante e inesquecível, principalmente para os 20 alunos da EJA, que protagonizaram as pinturas. A riqueza e expressividade das linguagens artísticas e manifestações culturais enriqueceram a aprendizagem, sem sombra de dúvida”, acrescentou o diretor.

Para a professora de Arte, Lilian Rwany Sousa Coelho, a avaliação do projeto foi positiva. Os alunos foram os protagonistas de todo o processo, do início à culminância do projeto. “O projeto fez com cada aluno refletisse sobre a sua importância no meio em que vive, potencializou suas capacidades cognitivas e possibilitou envolver toda comunidade escolar, pois a exposição dos trabalhos foi além dos muros da escola”, analisou.

Leia Também:  Período proibitivo do fogo em Mato Grosso começa nesta sexta-feira (1º)

Ela confirmou que o projeto seguiu as competências da Base Nacional Comum Curricular, a BNCC. “O resultado prático foi promover uma estratégia de ensino prazerosa, com atividades em que o estudante coloca as mãos na massa, possibilitando um desenvolvimento formativo, contínuo e processual na rotina de aprendizado”, finalizou Lilian.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

É bem Mato Grosso

Justiça participa de Plano Municipal de Convivência Familiar e inauguração de Casa Lar em Itiquira

Publicados

em

O Poder Judiciário de Mato Grosso participou do lançamento do Plano Municipal de Efetivação do Direito à Convivência Familiar e Comunitária do Município de Itiquira (357 km ao sul de Cuiabá). A iniciativa tem o objetivo de promover, proteger e defender o direito de crianças e adolescentes à convivência familiar e comunitária refletindo o compromisso de oferecer prioridade a essa temática, com a perspectiva de garantir a proteção integral. Além disso, o Poder Judiciário participou da inauguração da nova sede da Casa Lar dos Idosos do município.
 
Segundo a juíza substituta da Vara Única, Fernanda Mayumi Kobayashi, no encontro, que marcou o lançamento do Plano, foi realizado um treinamento sobre Formação Vivencial para Acolhimento em Rede voltado a todos os servidores que atuam na Rede de Proteção às crianças e aos adolescentes.
 
“Itiquira possui uma Casa de Acolhimento e queremos diminuir o número de crianças e adolescentes e o tempo de estadia deles. Uma das estratégias para que isso aconteça é a implementação do Programa Família Acolhedora no município. O evento foi uma oportunidade de apresentar o programa, que é um serviço de acolhimento temporário em residências de famílias cadastradas com o intuito de oferecer as essas crianças e adolescentes a oportunidade de um convívio familiar. Foi um bom primeiro encontro e é um programa de muito potencial”, destacou a juíza.
 
A magistrada participou da inauguração da nova sede da Instituição de Longa Permanência para Idosos o Lar Nossa Senhora Aparecida, que agora está localizado no Bairro Altino Ribeiro. Um espaço amplo, mais moderno, com acessibilidade que garantirá mais qualidade de vida aos idosos institucionalizados do município.
 
“A nova sede, que foi fruto de um Termo de Acordo de Ajustamento entre a Prefeitura e o Ministério Público, é um local mais adequado para receber esses idosos, com acessibilidade, banheiros adaptados e um espaço mais arejado. Realmente é um grande avanço. A nova sede ainda dá a possibilidade de receber novos idosos, atualmente oito moram nesse local, mas é importante ressaltar que não é qualquer idoso que pode ficar lá, existem critérios”, apontou.
 
Participaram do evento no Salão Paroquial da Igreja Matriz de Itiquira aproximadamente 100 pessoas entre servidores da Secretaria Municipal de Assistência Social, Conselho Tutelar, Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), Conselho Municipal da Assistência Social, Educação, Saúde, Ministério Público, Poder Judiciário e famílias pretendentes. Durante o evento também foi apresentado aos presentes os serviços do Programa Família Acolhedora.
 
#ParaTodosVerem: esta matéria possui recursos de texto alternativo para promover a inclusão das pessoas com deficiência. Imagem 1: Foto horizontal colorida todos os participantes estão perfilados, com pessoas ajoelhadas ou em pé. Ao fundo uma tela de retroprojetor, caixas de som e uma cruz. Imagem 2: Foto horizontal colorida do pátio da nova sede da Casa dos Idosos, que possui um pergolado e bancos de madeira.
 
Larissa Klein/ Foto: Assessoria da Prefeitura de Itiquira
Assessoria de Imprensa CGJ 

Fonte: Tribunal de Justiça de MT

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Deputado defende mais investimentos em entrega de viatura ao Corpo de Bombeiros em Sorriso
Continue lendo

MATO GROSSO

POLÍCIA

Economia

BRASIL

MAIS LIDAS DA SEMANA