(65) 99638-6107

CUIABÁ

Dinheiro na mão é vendaval

TCU dá aval para a concessão da Via Dutra no quarto trimestre do ano

Publicados

Dinheiro na mão é vendaval


source
No total, estão previstos R$ 14,8 bilhões em investimentos por parte da iniciativa privada
Divulgação/CCR NovaDutra

No total, estão previstos R$ 14,8 bilhões em investimentos por parte da iniciativa privada

O Tribunal de Contas da União (TCU) aprovou nesta quarta-feira o edital para o leilão da rodovia Presidente Dutra, a Via Dutra, que liga o Rio a São Paulo. Esse é o último passo antes da publicação do documento e a realização da licitação, prevista para o quarto trimestre.

No total, estão previstos R$ 14,8 bilhões em investimentos por parte da iniciativa privada para ampliação de capacidade, com duplicações, implantação de terceiras e quartas faixas, vias marginais, entre outras melhorias.

No total, são 364 quilômetros de pistas concedidas entre o município de Seropédica (RJ) e o entroncamento com a BR-381/SP-01 (Marginal Tietê), em São Paulo. Atualmente, a via é administrada pela CCR. O leilão vai incluir também a concessão da Rio-Santos (BR-116) entre o Rio e Ubatuba (SP).

O governo colocou as duas rodovias numa mesma concessão para juntar uma estrada que dá lucro (a Via Dutra) com outra que pode ter prejuízos (a Rio-Santos).

Leia Também:  Dataprev libera consulta da 5ª parcela do auxílio emergencial; veja como fazer

Entre as principais intervenções está a implantação da nova subida para Serra das Araras. O trecho de 16,2 quilômetros está localizado entre Piraí e Paracambi, ambos no Rio de Janeiro, e atualmente possui um alto índice de acidentes.

Você viu?

O projeto também determina a implantação de quatro pontos de parada e descanso para caminhoneiros. Além disso, outros R$ 10,7 bilhões serão utilizados para serviços de operação, ao longo de um contrato com 30 anos de duração.

O leilão ocorrerá pelo modelo híbrido de concorrência. Nesse formato, o edital traz o valor máximo da tarifa e um teto de desconto. Ganha o leilão quem oferecer o maior desconto ao usuário dentro do teto permitido. O valor de outorga, dinheiro que vai para os cofres da União, servirá como critério para o desempate entre concorrentes.

A nova concessão também será a primeira de uma rodovia federal a testar o sistema free-flow para pagamento eletrônico de tarifas, sem a necessidade de uma praça de pedágio, e que oferece um valor variável de acordo com a demanda de veículos para contribuir para a fluidez do tráfego, entre as pistas expressas e marginais. O teste está previsto para ocorrer na região do município de Guarulhos.

Outra inovação será a implantação de um sistema de monitoramento inteligente de tráfego com câmeras capazes de detectar acidentes de maneira automática a fim de reduzir o tempo de resposta da concessionária no atendimento aos motoristas (iRap).

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Dinheiro na mão é vendaval

CVM vai investigar Petrobras; investidores apostaram na possível privatização

Publicados

em


source
Após as falas do ministro da Economia, Paulo Guedes, e do presidente Jair Bolsonaro, uma das operações registrou valorização de quase 200%
Sophia Bernardes

Após as falas do ministro da Economia, Paulo Guedes, e do presidente Jair Bolsonaro, uma das operações registrou valorização de quase 200%

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) abriu nesta quarta-feira (27) um processo para investigar a Petrobras. O órgão não informou o motivo, mas o processo vem na esteira das falas do ministro da Economia, Paulo Guedes, e do presidente Jair Bolsonaro sobre a possibilidade de desestatização da empresa.

Segundo a agência Reuters, a investigação se dá posteriormente ao fato relevante publicado na segunda-feira em que a estatal diz ter  “indagado” o governo sobre a eventual existência de estudos para privatização da companhia.

Segundo o jornalista André Spigariol, do Brazilian Report, investidores abriram posições milionárias em opções de compra da Petrobras, além de investirem em ações preferenciais da companhia. 

Uma das operações registrou valorização de quase 200% entre sexta e segunda, fortemente beneficiada pelo plano de privatizar a Petrobras anunciado por Bolsonaro e endossado por Guedes. A coincidência de horário teria chamado a atenção da CVM.

Nesta segunda, Bolsonaro assumiu ter  vontade de privatizar a Petrobras e afirmou que proposta entrou no radar no Palácio do Planalto nos últimos meses. Bolsonaro, no entanto, insinuou ter recuado da ideia após possibilidade de manutenção ou aumento nos preços dos combustíveis.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MATO GROSSO

POLÍCIA

Economia

BRASIL

MAIS LIDAS DA SEMANA