(65) 99638-6107

CUIABÁ

Dinheiro na mão é vendaval

Sem solução para precatórios, governo estuda expansão do auxílio emergencial

Publicados

Dinheiro na mão é vendaval


source
Ministro da Economia, Paulo Guedes tenta buscar alternativas para precatórios e reforma do IR
Reprodução: iG Minas Gerais

Ministro da Economia, Paulo Guedes tenta buscar alternativas para precatórios e reforma do IR

A dificuldade do governo em resolver o pagamento dos precatórios e a falta de previsão orçamentária para custear o novo programa social do governo, o Auxílio Brasil, têm feito crescer a pressão para se estender o auxílio emergencial, que termina mês que vem.

Uma parte do integrantes do governo quer aprovar o Auxílio Brasil de R$ 300 para 17 milhões, com solução para precatórios e a reforma do Imposto de Renda em 30 dias.

Outra parte, a mais política, torce para a prorrogação do auxílio emergencial, maior e para o dobro de pessoas, o que pode ser mais danoso para o equilíbrio orçamentário, inclusive com a possibilidade de que essa despesa fique “fora”do teto, piorando a situação fiscal .

Com a proximidade do ano eleitoral, integrantes do governo pressionam para elevar, ao máximo possível, os gastos sociais. O próprio presidente Jair Bolsonaro já disse, diversas vezes, que gostaria que o novo benefício fosse de R$ 400.

Leia Também:  SP: CPTM entra em greve e paralisa quatro linhas nesta quinta-feira

Aliados temem o impacto na popularidade do presidente com o fim do Auxílio Emergencial, que pode deixar 25 milhões de pessoas sem os recursos, grupo que não migrará automaticamente para o Bolsa Família, que hoje atende 14,6 milhões de famílias com benefício médio de R$ 192.

Programa de R$ 62 bilhões

O novo programa social que substitui o Bolsa Família prevê pagamento de benefício médio mensal de R$ 300 para 17 milhões de pessoas, a um custo de cerca de R$ 62 bilhões.

Se isso não ocorrer, o governo não poderá criar o programa social no próximo ano, medida proibida em ano eleitoral. Assim, ampliaria a pressão para a prorrogação do Auxílio Emergencial.

Porém, integrantes do governo preocupados com a questão fiscal defendem que o Auxílio Brasil manteria a estabilidade econômica e que outras soluções seriam aventuras que poderiam repercutir de forma negativa nas contas públicas e no mercado financeiro.

Leia Também:  INSS paga 13º da aposentadoria nesta terça-feira; veja quem recebe

Além da questão do Auxílio Brasil, não está descartado algum tipo de benefício para o gás, que subiu 40% este ano, e uma alternativa para as famílias que perderão o Auxílio Emergencial, mas não se enquadrarão no Auxílio Brasil.

Mas isso só tende a avançar com mais velocidade, após a garantia de que o principal programa social do governo, umas das vitrines eleitorais de 2022, saia de fato do papel.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Dinheiro na mão é vendaval

IPO do Nubank contará também com BDRs na Bolsa; saiba como vai funcionar

Publicados

em


source
Nubank contrata bancos para liderar IPO de US$ 40 bilhões na bolsa de valores dos EUA

O IPO do Nubank está cada vez mais próximo. Programada para o final de novembro deste ano, o maior banco digital do mundo vai estrear na Bolsa de Valores norte-americana, o Índice Nasdaq, com um valor de mercado de aproximadamente US$ 70 bilhões.

Já no Brasil, o Nubank planeja lançar seus Brazilian Depositary Receipts ( BDRs ), ou seja, certificados de ações estrangeiras negociados na Bolsa de Valores brasileira (B3). A informação foi divulgada pelo jornal O Estado de S. Paulo.

Com o valor de mercado maior do que US$ 50 bilhões, a fintech brasileira vai superar alguns dos maiores bancos tradicionais do Brasil, também listados nos Estados Unidos. Um exemplo é o Itaú (ITUB4), avaliado em US$ 42 bilhões, e o Bradesco (BBDC4), que soma US$ 34 bilhões.

Leia Também

Lucro de R$ 76 milhões

O primeiro lucro registrado pelo Nubank foi de R$ 76 milhões no primeiro semestre de 2021. Vale lembrar que a quantia é inferior ao que o banco digital já tomou de prejuízo. Só em 2019 e 2020, foram R$ 542 milhões no negativo.

Leia Também:  Mega-Sena pagará R$ 12,8 milhões nesta quinta; confira as dezenas sorteadas

Mesmo assim, a conquista do primeiro lucro é significativa para o banco digital e uma ótima notícia para os investidores, uma vez que o roxinho logo mais estreará sua oferta pública inicial ( IPO ) na bolsa de valores norte-americana.

Em suma, o valor adquirido de lucro não será distribuído aos investidores. De acordo com o Nubank, o dinheiro deve ser reaplicado na instituição como forma de investimento. Com isso, melhorando alguns produtos e serviços.

Leia Também

Nubank contrata bancos para liderar IPO de US$ 40 bilhões na bolsa de valores dos EUA
Logotipo do Nubank

Nubank entre as 100 maiores

Em resumo, com a oferta pública inicial nos Estados Unidos, o Nubank almeja conquistar US$ 100 bilhões em valor de mercado. Portanto, caso alcance, a fintech ficará entre as 100 maiores norte-americanas.

Saiba mais em 1Bilhão , parceiro do iG.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MATO GROSSO

POLÍCIA

Economia

BRASIL

MAIS LIDAS DA SEMANA