(65) 99638-6107

CUIABÁ

Dinheiro na mão é vendaval

Rede Globo tem vagas abertas no Rio e em SP; veja oportunidades

Publicados

Dinheiro na mão é vendaval


source
Rede Globo abre vagas de emprego no Rio e em SP
[email protected] (O Dia)

Rede Globo abre vagas de emprego no Rio e em SP

A Rede Globo está com vagas abertas para vários setores em São Paulo e Rio de Janeiro, como administração, TI, engenharia de produção, marketing, economia, entre outros. Os processos seletivos estão ocorrendo de forma 100% remota durante a pandemia e as inscrições podem ser feitas de qualquer lugar do Brasil e do mundo.

Os benefícios oferecidos são: assistência médica e odontológica, auxílio-creche, vale-refeição, vale-alimentação, vale-transporte, horário flexível, previdência privada, seguro de vida e descontos em produtos. A escolaridade mínima exigida é ter formação superior completa. Conhecimentos em inglês e pacote Office são exigidos ou te destacam para alguns dos cargos. Fazendo parte do time da Globo você pode trabalhar em diferentes projetos, com várias metodologias, além de ter autonomia.

Leia Também:  Caixa libera R$ 6,3 bilhões para novas contratações do Pronampe

Conheça alguma das vagas:

– Analista de Estratégia de Relacionamento com Agências Pleno; – Analista de Acompanhamento de Resultados Pleno | Temporário; – Customer Experience Specialist | Globoplay Internacional; – Analista de Remuneração e Org Design II (Performance); – Designer Gráfico Pleno; – Analista de Métricas Digitais Júnior; – Gerente de Planejamento de Negócios; – Analista de Dados Pleno; – Especialista em Gestão de Dados | Produtos e Serviços Digitais. Para conferir essas e mais oportunidades,  clique aqui.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Dinheiro na mão é vendaval

“Ou acionistas da Petrobras, ou caminhoneiros”, diz Chorão sobre Bolsonaro

Publicados

em


source
Wallace Landim, Chorão, líder caminhoneiro
Reprodução/Facebook

Wallace Landim, Chorão, líder caminhoneiro

O presidente da Associação Brasileira dos Condutores de Veículos Automotores (Abrava), Wallace Landim, deu prazo de 15 dias para o presidente Jair Bolsonaro decidir se irá favorecer os caminhoneiros ou acionistas da Petrobras. A declaração foi dada em entrevista ao portal UOL , nesta segunda-feira (18).

Líder dos caminheiros, Chorão, como é conhecido, disse que o preço do diesel nas bombas prejudica a categoria e prometeu entrar em greve a partir de 1° de novembro. A proposta também foi aprovada por outras lideranças em assembleia realizada neste fim de semana.

“Chegou uma hora que o governo do presidente Jair Bolsonaro precisa escolher. Ou os acionistas, ou os caminhoneiros e a classe média. Ele tem 15 dias para escolher”, disse Landim.

Na entrevista, Chorão acusou o Palácio do Planalto de não atender as demandas de caminhoneiros e ironizou as críticas de Bolsonaro sobre o ex-presidente Michel Temer, que enfrentou a paralisação em 2018.

Leia Também

“Durante a campanha política para presidente ele falava mal do Temer. E hoje ele está lá e não está fazendo nada. É isso que a categoria esta observando”, afirmou.

O líder dos caminhoneiros também questionou a fala de Jair Bolsonaro sobre a privatização da Petrobras. Após uma declaração do ministro da Economia, Paulo Guedes, Bolsonaro colocou a estatal na lista de possibilidade de venda.

“A gente vê o presidente jogando na mídia a privatização da Petrobras isso é, no meu ponto de vista, para causar polemica. É para tirar a responsabilidade de si”, afirmou ao UOL .

“Por isso que eu tenho certeza que dessa vez sai. E eu torço para que o governo subestime mesmo. Se eles querem subestimar, eu acho legal da parte dele”, concluiu Chorão.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MATO GROSSO

POLÍCIA

Economia

BRASIL

MAIS LIDAS DA SEMANA