(65) 99638-6107

CUIABÁ

Dinheiro na mão é vendaval

Pacheco diz que desoneração da folha será votada nesta quinta-feira no Senado

Publicados

Dinheiro na mão é vendaval

 

 

source
Pacheco promete votação sobre desoneração da folha nesta quinta-feira
Reprodução: iG Minas Gerais

Pacheco promete votação sobre desoneração da folha nesta quinta-feira

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), afirmou nesta terça-feira (7) que colocará para votar, na quinta-feira, o projeto de lei que prorroga por mais dois anos a desoneração da folha de pagamento. A medida é considerada essencial para a manutenção de seis milhões de empregos e para a retomada econômica e perderia a validade em 31 de dezembro.

“Ficou decidido, considerando tratar-se de tema já aprovado na Câmara e já conhecido no Congresso, da inclusão na pauta do senado da próxima quinta-feira. A desoneração entra nesta semana no Senado”, disse Pacheco.

Pacheco e o senador Veneziano Vital do Rego (MDB-PB), confirmado como relator do processo,  se reuniram com representantes dos 17 setores nesta terça-feira.

O presidente do Congresso afirmou que por se tratar de um assunto que já foi amplamente discutido nas duas Casas é possível apostar em uma tramitação célere, diretamente no plenário e com a possibilidade de aprovação na própria quinta.

Leia Também:  Governo terá que gastar quase R$ 100 bilhões para baixar combustível em R$ 1

Leia Também

“O projeto é importante porque alcança setores com alto índice de empregabilidade, daí a razão de seu mérito. Acredito na colaboração, se não unânime, da maioria dos senadores”, afirmou Pacheco.

Relator da matéria, Veneziano afirmou que deve entregar um parecer ainda na quarta-feira para a apreciação dos colegas senadores. Sua preocupação é com o prazo: quer que haja tempo hábil para a aprovação e sanção do texto até o final deste ano.

“É um tema altamente sensível e dificilmente haveria ou haverá quem desconheça a importância de sua prorrogação. São com essas motivações que eu quero crer é que até quinta-feira nós consigamos votar esse projeto de lei”, afirmou.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Dinheiro na mão é vendaval

Eletrobras: Funcionários de Furnas e do Cepel entram em greve

Publicados

em


source
Eletrobras: Funcionários de Furnas e do Cepel entram em greve
Fernanda Capelli

Eletrobras: Funcionários de Furnas e do Cepel entram em greve

Cerca de 80% dos funcionários da gestão central da holding, da usina hidrelétrica de Furnas e do Centro de Pesquisas de Energia Elétrica entraram em greve nesta segunda-feira (17), informa a Associação dos Empregados da Eletrobras. Ao todo de 7 a 8 mil empregados estão parados. 

O trabalho de Furnas segue operando somente para emergências, disse Emanuel Mendes, presidente da associação ao site Poder360. A intenção é agir para que não ocorram apagões, nada além disso. 

Funcionários da Chesf (Companhia Hidrelétrica do São Francisco), Eletronuclear e Eletronorte ainda não aderiram ao movimento.

A reivindicação é para que a empresa não aumente a participação dos funcionários no pagamento do plano de saúde. Mendes alega que o percentual subiu de 10% a 20% para 40%.

Leia Também

A Eletrobras tentou o reajuste no ano passado, mas os funcionários conseguiram liminares para suspender o aumento, até que a empresa recorreu ao TST (Tribunal Superior do Trabalho) obteve liminar que paralisou todas as ações até que o mérito seja julgado.

“O problema é que a Eletrobras entendeu que, com essa liminar, poderia fazer as alterações. O que a gente está pedindo é o seguinte: aguarda o julgamento do mérito no TST. O que o tribunal decidir, a gente vai cumprir, claro. Não tem problema“, afirmou Mendes. 

A Eletrobras disse que a paralisação não provocou “descontinuidade dos serviços prestados pela companhia”.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MATO GROSSO

POLÍCIA

Economia

BRASIL

MAIS LIDAS DA SEMANA