(65) 99638-6107

CUIABÁ

Dinheiro na mão é vendaval

O maravilhoso mundo por detrás da compra de Bitcoin

Publicados

Dinheiro na mão é vendaval


source

Bitcoin . Para alguns, é uma realidade diária e a primeira coisa sobre a qual eles lêem quando acordam, mas para outros é como matemática avançada. Apesar do fato de se falar muito sobre essa temática e de quase parecer que todos são donos dessa  cripto digital, hoje em dia, acontece que uma grande parte da população tem pouco conhecimento sobre este tipo de moeda. Como são, em concreto, criadas as Bitcoins e qual é o processo por detrás disso?

Os bastidores do maravilhoso mundo das criptomoedas
Luciano Rocha

Os bastidores do maravilhoso mundo das criptomoedas

Mineração de Bitcoin

El Salvador, esse é o lugar onde o Bitcoin foi, há pouco tempo, reconhecido como uma moeda corrente. Para incentivar isto, cada residente de El Salvador recebeu 30 dólares de Bitcoin como presente. Em resultado disso, foram adquiridos 17,5 milhões de dólares de Bitcoins em um curto período de tempo. Esta compra parece simples, mas na prática é bem diferente e está ligada aos termos mineração e blockchain. Explicaremos abaixo estes termos para você.

Uma blockchain consiste em uma cadeia de blocos, onde cada bloco é preenchido com um pacote de transações. Além disso, cada bloco contém um pedaço do bloco anterior. Este pedaço (ou “hash”) pode ser visto como uma espécie de impressão digital, o que garante que toda a história da cadeia de blocos esteja “trancada” em seu último bloco. Se houver uma mudança em um dos blocos anteriores, isto faz com que todas as impressões digitais dos blocos que se seguem sejam também alteradas. Dessa forma, se algo for mudado, esse fato será notado imediatamente.

Leia Também:  Elon Musk ganha US$ 36,2 bilhões em 24 horas; veja de onde vem a fortuna

Leia Também

Estes blocos são administrados por mineiros. Estes mineiros acrescentam um pacote de transações a uma blockchain. Então ele ou ela tenta ser o primeiro a encontrar a solução que permitirá a publicação do bloco de transações. A primeira pessoa a encontrar a solução é recompensada com uma nova criptomoeda. A descoberta desta solução é chamada de mineração.

Encontrar a solução é muito simplesmente equivalente a calcular o “hash”, a impressão digital. É aqui que entra em jogo o “mecanismo de comprovação de desempenho”. Este mecanismo é o que determina como é difícil chegar a uma solução. Esta solução consiste em caracteres, nos quais o mecanismo exige que os primeiros X caracteres sejam 0. Quanto maior for a concorrência, mais caracteres devem ser 0. A solução final é chamada de “nonce”.

Uma fórmula matemática

Como você tem a oportunidade de ler, há muita coisa envolvida por detrás do processo da compra de Bitcoin. Se você for um grande geek e amar todas as coisas relacionadas com a Bitcoin, você mesmo pode optar por fazer a mineração. Por favor, denote que você precisa de muito conhecimento e do equipamento certo para isso. Também é importante perceber que isso envolve muitos custos de energia e, portanto, não é para todos. Mesmo assim, pode ser muito interessante. Se você quiser comprar bitcoins, mas preferir terceirizar a mineração, você também pode fazer o outsourcing. Se certifique de conhecer todas as opções e entidades antes de avançar, já que há muitos golpistas no mercado. Mas não deixe que isso estrague a sua diversão. Porque, por mais empolgante que seja, pode vir a ser um grande sucesso para você!

Leia Também:  Caixa finaliza pagamento da 4ª parcela do auxílio para usuários do Bolsa Família

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Dinheiro na mão é vendaval

Criptomoedas têm queda nos preços; confira as maiores desvalorizações

Publicados

em


source
Bitcoin sofre liquidação e derruba todo o mercado: confira as criptomoedas com maiores desvalorizações na semana
Luciano Rocha

Bitcoin sofre liquidação e derruba todo o mercado: confira as criptomoedas com maiores desvalorizações na semana

Durante as últimas 24 horas, o mercado de criptomoedas experimentou uma nova queda forte nos preços. O Bitcoin (BTC), por exemplo, perdeu o suporte de US$ 40 mil e agora opera pouco acima dos US$ 35 mil.

Como resultado, a criptomoeda acumula uma queda de 20% ao longo dos últimos sete dias. Mas as altcoins não fizeram um papel melhor. De fato, absolutamente todas as  criptomoedas do Top 100 encerrou a semana no negativo.

Entre as maiores perdas, o cenário foi ainda pior, pois muitas delas chegaram a cair acima dos 40%. Portanto, a lista dessa semana mostrará não as maiores desvalorizações, mas sim as maiores perdas do mercado.

Disclaimer: a lista leva em conta os preços e percentuais registrados no momento da produção do texto. Além disso, serão consideradas as criptomoedas que estão no Top 100 da lista do CoinMarketCap. Sem mais delongas, eis a lista!

Leia Também:  'Tese do século’ do STF pode gerar rombo de R$ 120 bilhões para governo, diz IFI

Loopring (LRC)

A Loopring é uma camada do Ethereum (ETH) especializa na construção de exchanges descentralizadas (DEX). O preço de seu token LRC caiu 42,68% na semana, atingindo R$ 4,35. Com R$ 5,7 bilhões em valor de mercado, o token ocupa a 77ª posição na lista.

Desempenho da LRC ao longo da semana. Fonte: CoinMarketCap.

Harmony (ONE)


Leia Também

Mais uma rede com foco em aplicações descentralizadas, a Harmony também viu seu token ONE sofrer e perder 42,97% de seu valor na semana. Como resultado, o preço do token caiu para R$ 1,11, derrubando seu valor de mercado para R$ 12,8 bilhões. O ONE ocupa a 47ª posição na lista.

Desempenho da ONE ao longo da semana. Fonte: CoinMarketCap.

Curve DAO Token (CRV)

A Curve é uma DEX que fornece liquidez e estrutura para a negociação de stablecoins descentralizadas. Seu token CRV encerrou a semana em queda de 44% e vale R$ 16,18 cada unidade. Já o valor de mercado total chegou aos R$ 7,3 bilhões e ficou na 63ª posição.

Leia Também:  Doria diz que alta da gasolina é por "incompetência" do governo; Lira rebate

Desempenho do CRV ao longo da semana. Fonte: CoinMarketCap.

Leia Também

Near Protocol (NEAR)

Com queda de 44,86%, o token NEAR ganhou a medalha de prata da semana. Seu preço fechou a semana em R$ 61,86 enquanto seu valor de mercado chegou aos R$ 38,3 bilhões, o que ainda garantiu a 24ª posição ao protocolo.

Desempenho do NEAR ao longo da semana. Fonte: CoinMarketCap.

Gala Games (GALA)

Nem mesmo os badalados jogos em blockchain escaparam da queda, conforme mostra a perda de 45,87% no valor do token GALA. A forte desvalorização derrubou o preço do token para R$ 1,02, e o valor de mercado da Gala atingiu R$ 7,1 bilhões, ficando com a 65ª posição.

Desempenho do GALA ao longo da semana. Fonte: CoinMarketCap.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MATO GROSSO

POLÍCIA

Economia

BRASIL

MAIS LIDAS DA SEMANA