(65) 99638-6107

CUIABÁ

Dinheiro na mão é vendaval

Nunca foi tão vantajoso abastecer com GNV, diz especialista

Publicados

Dinheiro na mão é vendaval


source
Cinco anos atrás, quem abastecia o carro com GNV pagava menos de R$ 2 pelo metro cúbico do combustível. Agora, o preço nos postos mais do que dobrou
Reprodução: ACidade ON

Cinco anos atrás, quem abastecia o carro com GNV pagava menos de R$ 2 pelo metro cúbico do combustível. Agora, o preço nos postos mais do que dobrou

Cinco anos atrás, quem abastecia o carro com GNV pagava menos de R$ 2 pelo metro cúbico do combustível. Agora, o preço nos postos mais do que dobrou. Segundo a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), entre 3 e 9 de outubro, o brasileiro pagou, em média, R$ R$ 4,131/m³. Apesar do alto custo, essa segue sendo a opção mais vantajosa financeiramente frente à gasolina, que custa em torno de R$ 6,117 no país (média), e do etanol, que é comercializado a R$ 4,77.

O diretor do Comitê Nacional do GNV, Gabriel Kropsch, defende que nunca esteve tão favorável abastecer com gás como agora. Além da ampla diferença de preço para as demais opções, o GNV rende mais.

Para comparar adequadamente, o consumidor deve fazer o cálculo do custo por quilômetro rodado. Cálculos da Associação Brasileira das Empresas Distribuidoras de Gás Canalizado (Abegás) mostram que se um carro percorre 10,7km por litro e 13,2km por metro cúbico, por exemplo, o condutor vai gastar, no Rio de Janeiro, R$ 0,63 se abastecer com gasolina e R$ 0,31 se optar pelo gás. Ou seja, o GNV é 52% mais barato do que a gasolina.

“É importante o consumidor fazer essa conta corretamente e calcular também em quanto tempo irá recuperar o investimento da instalação do kit-gás. Um motorista de aplicativo, que roda muito, recupera em poucos meses”, afirma Kropsch.

Por meio de um simulador disponível no site da Naturgy, é possível descobrir em quanto tempo o motorista tem o retorno do valor investido para a instalação. Considerando um kit no valor de R$ 3.500, quem roda mil km por semana pode ter a compensação entre 9 e 11 meses. Já quem usa bastante o carro, rodando cerca de 3 mil km semanais, pode ter o retorno mais rapidamente, em cerca de três meses.

Leia Também:  Prevendo derrota, comissão na Câmara abre votação da reforma administrativa

Instalação e cuidados

O gerente da rede de instalação de GNV Inove Gás, Márcio Paschoal, de 53 anos, diz que é possível optar por um kit da terceira geração, que sai, em média, por R$ 2.700, ou por um da quinta geração, vendido por cerca de R$ 3.750. Ele ainda conta que, nos últimos três meses, a demanda pela conversão quase dobrou nas lojas da rede.

“Muita gente está migrando para aplicativo porque ficou desempregado. As pessoas rodam uma semana na gasolina e percebem que não têm lucro nenhum, então sentem a necessidade de colocar o kit-gás”, comenta Paschoal: “Também temos muitos clientes que começaram a fazer entregas de sites como Mercado Livre usando carro próprio ou que migraram para empregos onde precisam usar o veículo.”

Para quem não tem condições de pagar à vista ou limite disponível no cartão, a empresa oferece parceria com uma financeira. Assim, o interessado instala o kit-gás e depois acerta o empréstimo, com juros, com a instituição.

Leia Também

O presidente Sindicato da Indústria de Reparação de Veículos e Acessórios do Estado do Rio de Janeiro (Sindirepa RJ), Celso Mattos, diz que é comum ter aumento de demanda pela instalação de kit-GNV no fim do ano, já que aqueles que fazem conversão até 31 de dezembro ganham desconto no Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) do ano seguinte no Rio de Janeiro. No entanto, o interesse dos consumidores tem sido tão grande que novas empresas estão sendo abertas de olho nesse mercado.

Leia Também:  Conta de luz vai encarecer durante o ano devido a nova seca; entenda

“A diferença do GNV para a gasolina costumava ser de aproximadamente R$ 2,30. Agora, já é possível encontrar postos com R$ 3 de diferença entre os combustíveis. Então, vale muito a pena”, opina.

Gabriel Kropsch, do Comitê Nacional do GNV, alerta que é preciso encontrar uma oficina certificada pelo Inmetro para fazer a conversão:

“A gente tem feito o acompanhamento dos acidentes, e todos foram oriundos de conversões ilegais. Por uma vantagem de R$ 300, a pessoa expõe a si mesmo e a própria família ao risco.”

Em breve, em caminhões

O Diretor de Estratégia e Mercado da Abegás, Marcelo Mendonça, afirma que já estão sendo fabricados carretas e caminhões no Brasil que podem usar GNV como combustível. Além de ser benéfico para o bolso dos condutores, a substituição do diesel contribuiria para a redução do frete pago no transporte de mercadorias.

“Isso já é usado nos Estados Unidos e na Europa. Ainda não temos como fazer a conversão de um caminhão, como ocorre no carro. Então, o aumento da frota de caminhões rodando com GNV se dará com o tempo, pela troca dos veículos” explica Mendonça.

O diretor chama a atenção que, para além de um benefício financeiro, o GNV contribui com o meio ambiente por ser um combustível menos poluente.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Dinheiro na mão é vendaval

Cinco profissões na área da estética prometem bombar em 2022; confira

Publicados

em


source
Cinco profissões na área da estética prometem bombar em 2022
Divulgação/Saudicas

Cinco profissões na área da estética prometem bombar em 2022

Hoje em dia, existem milhares de opções de cursos na área da especialização em Cabelos, Barba, Depilação, Unhas, Maquiagem, Massagem e Olhos, por exemplo. Algumas destas são as profissões que mais estão em alta no mercado da beleza para 2022 e, a partir disso, o Instituto Embelleze, maior rede de franquias do segmento de beleza da América Latina, listou as cinco profissões do futuro e comentou alguns dos motivos pela procura em investimento neste mercado. Os que apresentaram maiores crescimentos no último ano são: Manicure e Pedicure, com 101%; Especialização e Alongamento em Unhas, 92%; e Designer de Cílios, que registrou 91%. Designer de Sobrancelhas teve um crescimento de  17%.  

Além dessas, de 2016 a 2019, a empresa observa um grande crescimento da volta das barbearias. Essa informação vai de encontro com o relatório da agência Euromonitor, que mostra que o consumo no mercado de beleza masculina cresceu 70% entre 2012 e 2017, chegando a uma arrecadação de R$ 19,8 bilhões. Com isso, outro conceito também ganha força: não só oferecer o serviço e embelezamento masculino, mas também trazer novas experiências ao cliente, com espaço que ganha no entretenimento e bom atendimento, por exemplo. 

Leia Também:  Itapemirim começa a voar em junho, em meio à disputa judicial

Devido a reabertura dos salões que, segundo o Instituto Embelleze, a profissão de New Designer chega para ganhar espaço no que, antes, era apenas manicure e pedicure. As peculiaridades desta área é que a profissional não é só de esmaltação e cutilagem, mas acaba se tornando um designer, ou seja, precisa olhar para a estética da unha e trazer soluções de mercado. 

Além da retomada das atividades nos salões, as franquias do Instituto mostram aos alunos um futuro prévio de onde o profissional da beleza pode parar e que, hoje, o que ganha o cliente é a melhor experiência. Com a pandemia, a individualização do consumidor ganhou força e, por isso, o profissional passa a carregar e montar um cenário onde ele consegue trabalhar, diferente para cada cliente, levando experiência e o serviço que se tornou essencial. 

Leia Também

Outra profissão que está em constante crescimento é a Maquiadora, que pelo meio digital, por causa dos vídeos de tutorias e desafios que estão ganhando as redes sociais. Especialista em Cachos também entra como uma profissão do futuro, devido ao crescimento e empoderamento preto, que procuram sair da química e passar pela transição capilar. E, por último, a promessa para 2022 é o profissional da Estética. Uma pesquisa do Instituto Embelleze mostrou que essa é uma profissão promissora, e os tratamentos que estão mais crescendo são as de rejuvenescimento e harmonização facial , por exemplo.

Leia Também:  De olho nas eleições, governo quer autorizar reajustes de servidores em 2022

“Hoje, com atendimentos instigados por nossa metodologia, alunos com poucos procedimentos já conseguem partir de uma receita de R$ 2.000. Grande parte dos profissionais não saem com uma formação, e sim com uma carreira. A composição de especialidades na área da beleza, possibilita ainda mais ganhos. Exemplo, antes, um profissional saia apenas como Designer de Sobrancelhas, hoje ele faz Designer de Cílios e Micropigmentação, atuando no mercado como como um Especialista em Beleza do Olhar. Essa é a nova tendência de mercado: carreira segmentada”, explica Douglas Baptista, responsável pelos cursos do Instituto Embelleze. 

O Instituto Embelleze trabalha com 13 combos de carreira, que são acoplados em dois ou mais cursos. Os alunos têm a possibilidade de fazer combos mais completos, conhecidos como ‘’Master’’, envolvendo três ou mais cursos, ou fazer os combos “Especialista”, que envolve dois cursos. 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MATO GROSSO

POLÍCIA

Economia

BRASIL

MAIS LIDAS DA SEMANA