(65) 99638-6107

CUIABÁ

Dinheiro na mão é vendaval

Infra Week promove maratona de leilões ao longo de abril

Publicados

Dinheiro na mão é vendaval


source
Infra Week promove maratona de leilões ao longo de abril
Redação 1Bilhão Educação Financeira

Infra Week promove maratona de leilões ao longo de abril

Infra Week promove maratona de leilões ao longo de abril

O setor de infraestrutura terá uma maratona de leilões em abril, a Infra Week. Só nesta semana, serão realizadas três concorrências: de 22 aeroportos; da Ferrovia de Integração Oeste Leste (Fiol) e de cinco terminais portuários. Juntos, os projetos devem contratar R$ 10 bilhões em investimentos .

Até o fim do mês, também estão marcadas outras três licitações: das linhas 8 e 9 da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), da BR-153 (entre Goiás e Tocantins) e dos quatro blocos de concessão da Companhia Estadual de Águas e Esgotos do Rio de Janeiro (Cedae).

De acordo com o Valor Econômico, no caso dos leilões programados para o fim do mês, há chance de atrasos por eventuais questionamentos e liminares judiciais, que são habituais. A concessão da Cedae, por exemplo, é vista como um alvo certo. Mesmo com os riscos, a expectativa é que a cifra de investimentos contratados em abril chegue a R$ 20 bilhões.

Embora cada leilão tenha um contexto particular, de modo geral, a expectativa é que todas as licitações tenham ao menos um interessado. Alguns dos ativos devem ser alvo de disputa acirrada, embora, com o cenário de crise e pandemia, a tendência seja de ágios mais contidos.

Leia Também:  Covaxin: empresário oculta patrimônio enquanto compra em grifes de luxo

“Estamos bastante animados. É claro que a pandemia afetou, é por isso que adiamos alguns leilões, que teriam ocorrido no ano passado, e revisamos os estudos. Mas infraestrutura é longo prazo, são contratos de 30, 35 anos”, afirma Natália Marcassa, secretária de Fomento, Planejamento e Parcerias do Ministério de Infraestrutura.

“Não vemos risco de algum leilão dar ‘vazio’, mas ainda não conseguimos medir o nível de concorrência”, diz ela.

Infra Week promove maratona de leilões ao longo de abril

Você viu?

Infra Week

Conforme o jornal, o primeiro leilão da sequência será realizado na quarta-feira (7), com a concessão de três blocos de aeroportos federais – os lotes Sul, Norte e Central. Apesar de o setor aéreo ser um dos mais impactados pela atual crise, analistas projetam interesse em todos os blocos ofertados. O lote Sul, liderado pelo aeroporto de Curitiba, é visto como o mais

No dia seguinte, na quinta (8), será feito o leilão do primeiro trecho da Fiol, entre Caetité (BA) e Ilhéus (BA). O ativo não deverá ser alvo de grande concorrência. O principal – e, possivelmente, único – candidato à concessão é a Bahia Mineração (Bamin), empresa do grupo Eurasian Resources Group, do Cazaquistão.

Leia Também:  "Foi apenas um remanejamento", disse Guedes sobre as trocas no ministério

Desde a concepção do projeto, a mineradora é apontada como principal interessada, porque a viabilidade econômico-financeira da Fiol (neste trecho até Caetité) depende quase exclusivamente da carga da companhia, que opera uma mina de ferro na região.

Além da Bamin, chegaram a analisar o ativo grupos chineses e outros operadores mais tradicionais de ferrovias. Para esses grupos, um dos atrativos seria a perspectiva de que, no futuro, outros dois trechos da Fiol deverão ser licitados, o que significaria uma gama maior de cargas e uma conexão com o trecho central da Ferrovia Norte-Sul, da Rumo.

A semana termina com mais um leilão, na sexta-feira (9), de quatro terminais no porto de Itaqui (MA), destinados a granéis líquidos, e um terminal de carga geral no Porto de Pelotas (RS).

  • Só clique aqui se já for investidor

O post Infra Week promove maratona de leilões ao longo de abril apareceu primeiro em 1 Bilhão Educação Financeira .

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Dinheiro na mão é vendaval

“Ou acionistas da Petrobras, ou caminhoneiros”, diz Chorão sobre Bolsonaro

Publicados

em


source
Wallace Landim, Chorão, líder caminhoneiro
Reprodução/Facebook

Wallace Landim, Chorão, líder caminhoneiro

O presidente da Associação Brasileira dos Condutores de Veículos Automotores (Abrava), Wallace Landim, deu prazo de 15 dias para o presidente Jair Bolsonaro decidir se irá favorecer os caminhoneiros ou acionistas da Petrobras. A declaração foi dada em entrevista ao portal UOL , nesta segunda-feira (18).

Líder dos caminheiros, Chorão, como é conhecido, disse que o preço do diesel nas bombas prejudica a categoria e prometeu entrar em greve a partir de 1° de novembro. A proposta também foi aprovada por outras lideranças em assembleia realizada neste fim de semana.

“Chegou uma hora que o governo do presidente Jair Bolsonaro precisa escolher. Ou os acionistas, ou os caminhoneiros e a classe média. Ele tem 15 dias para escolher”, disse Landim.

Na entrevista, Chorão acusou o Palácio do Planalto de não atender as demandas de caminhoneiros e ironizou as críticas de Bolsonaro sobre o ex-presidente Michel Temer, que enfrentou a paralisação em 2018.

Leia Também

“Durante a campanha política para presidente ele falava mal do Temer. E hoje ele está lá e não está fazendo nada. É isso que a categoria esta observando”, afirmou.

O líder dos caminhoneiros também questionou a fala de Jair Bolsonaro sobre a privatização da Petrobras. Após uma declaração do ministro da Economia, Paulo Guedes, Bolsonaro colocou a estatal na lista de possibilidade de venda.

“A gente vê o presidente jogando na mídia a privatização da Petrobras isso é, no meu ponto de vista, para causar polemica. É para tirar a responsabilidade de si”, afirmou ao UOL .

“Por isso que eu tenho certeza que dessa vez sai. E eu torço para que o governo subestime mesmo. Se eles querem subestimar, eu acho legal da parte dele”, concluiu Chorão.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MATO GROSSO

POLÍCIA

Economia

BRASIL

MAIS LIDAS DA SEMANA