(65) 99638-6107

CUIABÁ

Dinheiro na mão é vendaval

Guedes vê Eletrobras ‘condenada à irrelevância’ e risco para Correios

Publicados

Dinheiro na mão é vendaval


source
Guedes voltou a defender privatização da Eletrobras e Correios
Fernanda Capelli

Guedes voltou a defender privatização da Eletrobras e Correios

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse nesta quarta-feira (01) que a Eletrobras está “condenada à irrelevância”, os Correios correm risco de perder mercado nos próximos anos e a Petrobras “está sob risco”. A fala foi feita durante evento de certificação de governança de estatais no Ministério da Economia.

Em seu discurso, Guedes argumentava a favor da privatização das estatais. Sobre a Eletrobras, cujo processo de privatização está em andamento no governo, o ministro disse que ela não tem capacidade de fazer os investimentos necessários para acompanhar um crescimento de “4% ou 5%” do país.

“A Eletrobras teria que investir R$ 15,7 bi todo ano só para manter o fornecimento de energia elétrica, a fatia de mercado dela do fornecimento de energia elétrica. Ela só consegue investir R$ 3,5 bilhões, então ela está condenada à irrelevância. Se o Brasil crescer ela desaparece, se o Brasil ficar pequenininho, parado, em recessão,e ela continua importante”, disse Guedes.

Leia Também:  Luiza Trajano critica aumento do IOF: "Temos que fazer mais com menos"

O ministro ainda disse que, em funcionamento, a Eletrobras impede que outras empresas entrem no mercado porque nenhuma instituição privada.

“Se você tem uma estatal dominando o mercado ninguém entra”, afirmou o ministro.

Logo depois, Guedes defendeu a venda dos Correios. Segundo ele, a estatal terá que virar uma empresa de logística e há um risco de “dois ou três anos” virar irrelevante no mercado.

Leia Também

“Todo mundo que tá fazendo vendas e entregas digitais já tá preferindo montar sua própria empresa de logística, então ou vende ou perde o valor”, disse.

Ao falar da Petrobras, o ministro aproveitou para criticar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que lidera as pesquisas de intenção de voto para a presidência nas eleições de 2022.

“O mundo inteiro está indo em direção ao verde. O futuro é verde e digital, o futuro não é por a mão suja de graxa feito um ex-presidente fica ai toda hora com a mão suja de graxa falando que quer a Petrobras de volta. De volta pra quê? Pra saquear?”, disse.

Leia Também:  Enel reajustará em 11,4% contas de energia de São Paulo a partir de domingo

Em seguida, Guedes ainda ressaltou que a transição energética do mundo vai fazer com que o petróleo fique obsoleto.

“Vai morrer sentado em cima desse petróleo. Valendo zero. A Petrobras está sob risco, daqui 5, 10, 15 anos, o mundo vai fazer a transição para fora do petróleo, para carro elétrico, outras coisas”, destacou o ministro.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Dinheiro na mão é vendaval

Criptomoedas têm queda nos preços; confira as maiores desvalorizações

Publicados

em


source
Bitcoin sofre liquidação e derruba todo o mercado: confira as criptomoedas com maiores desvalorizações na semana
Luciano Rocha

Bitcoin sofre liquidação e derruba todo o mercado: confira as criptomoedas com maiores desvalorizações na semana

Durante as últimas 24 horas, o mercado de criptomoedas experimentou uma nova queda forte nos preços. O Bitcoin (BTC), por exemplo, perdeu o suporte de US$ 40 mil e agora opera pouco acima dos US$ 35 mil.

Como resultado, a criptomoeda acumula uma queda de 20% ao longo dos últimos sete dias. Mas as altcoins não fizeram um papel melhor. De fato, absolutamente todas as  criptomoedas do Top 100 encerrou a semana no negativo.

Entre as maiores perdas, o cenário foi ainda pior, pois muitas delas chegaram a cair acima dos 40%. Portanto, a lista dessa semana mostrará não as maiores desvalorizações, mas sim as maiores perdas do mercado.

Disclaimer: a lista leva em conta os preços e percentuais registrados no momento da produção do texto. Além disso, serão consideradas as criptomoedas que estão no Top 100 da lista do CoinMarketCap. Sem mais delongas, eis a lista!

Leia Também:  Bolsa Família não será o único responsável pela reeleição de Bolsonaro, diz Roma

Loopring (LRC)

A Loopring é uma camada do Ethereum (ETH) especializa na construção de exchanges descentralizadas (DEX). O preço de seu token LRC caiu 42,68% na semana, atingindo R$ 4,35. Com R$ 5,7 bilhões em valor de mercado, o token ocupa a 77ª posição na lista.

Desempenho da LRC ao longo da semana. Fonte: CoinMarketCap.

Harmony (ONE)


Leia Também

Mais uma rede com foco em aplicações descentralizadas, a Harmony também viu seu token ONE sofrer e perder 42,97% de seu valor na semana. Como resultado, o preço do token caiu para R$ 1,11, derrubando seu valor de mercado para R$ 12,8 bilhões. O ONE ocupa a 47ª posição na lista.

Desempenho da ONE ao longo da semana. Fonte: CoinMarketCap.

Curve DAO Token (CRV)

A Curve é uma DEX que fornece liquidez e estrutura para a negociação de stablecoins descentralizadas. Seu token CRV encerrou a semana em queda de 44% e vale R$ 16,18 cada unidade. Já o valor de mercado total chegou aos R$ 7,3 bilhões e ficou na 63ª posição.

Leia Também:  PL que subsidia gás de cozinha para os mais pobres tramita em urgência na Câmara

Desempenho do CRV ao longo da semana. Fonte: CoinMarketCap.

Leia Também

Near Protocol (NEAR)

Com queda de 44,86%, o token NEAR ganhou a medalha de prata da semana. Seu preço fechou a semana em R$ 61,86 enquanto seu valor de mercado chegou aos R$ 38,3 bilhões, o que ainda garantiu a 24ª posição ao protocolo.

Desempenho do NEAR ao longo da semana. Fonte: CoinMarketCap.

Gala Games (GALA)

Nem mesmo os badalados jogos em blockchain escaparam da queda, conforme mostra a perda de 45,87% no valor do token GALA. A forte desvalorização derrubou o preço do token para R$ 1,02, e o valor de mercado da Gala atingiu R$ 7,1 bilhões, ficando com a 65ª posição.

Desempenho do GALA ao longo da semana. Fonte: CoinMarketCap.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MATO GROSSO

POLÍCIA

Economia

BRASIL

MAIS LIDAS DA SEMANA