(65) 99638-6107

CUIABÁ

Dinheiro na mão é vendaval

Governo estuda remuneração aos proprietários de terras que preservarem florestas

Publicados

Dinheiro na mão é vendaval


source
Governo pretende melhorar imagem de preservação da Amazônia
Mario Oliveira/ MTUR

Governo pretende melhorar imagem de preservação da Amazônia

Parte do pacote que o governo está elaborando para apresentar na Cúpula da ONU sobre Mudanças Climáticas (COP-26) prevista para novembro, em Glasgow (Escócia), sobre economia verde pode ser antecipado e apresentado junto com as comemorações dos mil dias do governo do presidente Jair Bolsonaro, que serão completados no domingo.

Ainda incipiente, o governo quer criar um sistema de pagamento para proprietários rurais que preservem florestas em parte de suas áreas.

De acordo com uma fonte, o governo planeja que este programa tenha US$ 2 bilhões (cerca de R$ 10,6 bilhões) para remunerar estes proprietários. Os recursos, a princípio, não seriam orçamentários, mas de investidores e do Novo Banco de Desenvolvimento (NDB, o chamado Banco dos Brics).

Não há mais detalhes de como seria essa remuneração, uma espécie de Cédula de produto Rural Verde e de como seria a captação com investidores e governos estrangeiros ou a remuneração aos proprietários.

O projeto estava previsto para integrar um grande “Programa de Crescimento Verde”, que deve ser apresentado em Glasgow.

A ideia do governo é apresentar um grande projeto, para reduzir as críticas ambientais contra o governo e tentar fazer o Brasil retomar parte da liderança que tinha no debate climático mundial.

Entretanto, parte do governo quer turbinar as comemorações dos mil dias de governo. Assim, essa parte do projeto poderá ser apresentado na próxima semana, em Bonito (MS) pela ministra Teresa Cristina (Agricultura), em seu estado de base política.

Entretanto, outros defendem que o projeto de pagamento seja anunciado pelo Ministério do Meio Ambiente e ainda pela Economia. Uma definição deve ocorrer nos próximos dias.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Dinheiro na mão é vendaval

Criptomoedas têm queda nos preços; confira as maiores desvalorizações

Publicados

em


source
Bitcoin sofre liquidação e derruba todo o mercado: confira as criptomoedas com maiores desvalorizações na semana
Luciano Rocha

Bitcoin sofre liquidação e derruba todo o mercado: confira as criptomoedas com maiores desvalorizações na semana

Durante as últimas 24 horas, o mercado de criptomoedas experimentou uma nova queda forte nos preços. O Bitcoin (BTC), por exemplo, perdeu o suporte de US$ 40 mil e agora opera pouco acima dos US$ 35 mil.

Como resultado, a criptomoeda acumula uma queda de 20% ao longo dos últimos sete dias. Mas as altcoins não fizeram um papel melhor. De fato, absolutamente todas as  criptomoedas do Top 100 encerrou a semana no negativo.

Entre as maiores perdas, o cenário foi ainda pior, pois muitas delas chegaram a cair acima dos 40%. Portanto, a lista dessa semana mostrará não as maiores desvalorizações, mas sim as maiores perdas do mercado.

Disclaimer: a lista leva em conta os preços e percentuais registrados no momento da produção do texto. Além disso, serão consideradas as criptomoedas que estão no Top 100 da lista do CoinMarketCap. Sem mais delongas, eis a lista!

Leia Também:  Guedes diz que pode reformular tabela do IR caso tenha havido "erro na dose"

Loopring (LRC)

A Loopring é uma camada do Ethereum (ETH) especializa na construção de exchanges descentralizadas (DEX). O preço de seu token LRC caiu 42,68% na semana, atingindo R$ 4,35. Com R$ 5,7 bilhões em valor de mercado, o token ocupa a 77ª posição na lista.

Desempenho da LRC ao longo da semana. Fonte: CoinMarketCap.

Harmony (ONE)


Leia Também

Mais uma rede com foco em aplicações descentralizadas, a Harmony também viu seu token ONE sofrer e perder 42,97% de seu valor na semana. Como resultado, o preço do token caiu para R$ 1,11, derrubando seu valor de mercado para R$ 12,8 bilhões. O ONE ocupa a 47ª posição na lista.

Desempenho da ONE ao longo da semana. Fonte: CoinMarketCap.

Curve DAO Token (CRV)

A Curve é uma DEX que fornece liquidez e estrutura para a negociação de stablecoins descentralizadas. Seu token CRV encerrou a semana em queda de 44% e vale R$ 16,18 cada unidade. Já o valor de mercado total chegou aos R$ 7,3 bilhões e ficou na 63ª posição.

Leia Também:  Após mudança na regra do teto, dólar renova alta e opera a R$ 5,70

Desempenho do CRV ao longo da semana. Fonte: CoinMarketCap.

Leia Também

Near Protocol (NEAR)

Com queda de 44,86%, o token NEAR ganhou a medalha de prata da semana. Seu preço fechou a semana em R$ 61,86 enquanto seu valor de mercado chegou aos R$ 38,3 bilhões, o que ainda garantiu a 24ª posição ao protocolo.

Desempenho do NEAR ao longo da semana. Fonte: CoinMarketCap.

Gala Games (GALA)

Nem mesmo os badalados jogos em blockchain escaparam da queda, conforme mostra a perda de 45,87% no valor do token GALA. A forte desvalorização derrubou o preço do token para R$ 1,02, e o valor de mercado da Gala atingiu R$ 7,1 bilhões, ficando com a 65ª posição.

Desempenho do GALA ao longo da semana. Fonte: CoinMarketCap.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MATO GROSSO

POLÍCIA

Economia

BRASIL

MAIS LIDAS DA SEMANA