(65) 99638-6107

CUIABÁ

Dinheiro na mão é vendaval

G7 promete reforçar pressão econômica sobre a Rússia

Publicados

Dinheiro na mão é vendaval

source
Ministros de Relações Exteriores do G7 se reuniram neste sábado
Reprodução

Ministros de Relações Exteriores do G7 se reuniram neste sábado

Os ministros das Relações Exteriores do G7 prometeram neste sábado (14) que vão reforçar o isolamento econômico e político da Rússia. O grupo, que reúne as maiores economias mundiais, ainda afirmou que vai continuar fornecendo armas para a Ucrânia e trabalhando para conter a escassez mundial de alimentos causada pela guerra. As informações são da Reuters.

Reunidos na Alemanha, ministros da Grã-Bretanha, Canadá, Alemanha, França, Itália, Japão, Estados Unidos e União Europeia se comprometeram a continuar auxiliando a Ucrânia militarmente pelo “tempo que for necessário”. 

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia

Em comunicado, o G7 ainda insistiu para que a China interrompa qualquer tipo de ajuda à Rússia e tentativas de justificar a guerra.

O próximo passo para aumentar a pressão contra Moscou deve ser proibir gradualmente a compra de petróleo russo por estados membros de União Europeia. Um acordo deve ser estabelecido na próxima semana.

“Vamos acelerar nossos esforços para reduzir e acabar com a dependência do fornecimento de energia russo e o mais rápido possível, com base nos compromissos do G7 de eliminar ou proibir as importações de carvão e petróleo russos”, disse o grupo, em comunicado.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Dinheiro na mão é vendaval

Indústria dos EUA avança 1,1% em abril

Publicados

em

source
Indústria dos EUA avança 1,1% em abril
Ivonete Dainese

Indústria dos EUA avança 1,1% em abril

Nos Estados Unidos, a produção industrial avançou mais 1,1% em abril (o 4º mês consecutivo de ganhos). A produção manufatureira aumentou 0,8%. O índice de serviços públicos subiu 2,4%, e o índice de mineração avançou 1,6%. Os números são do Federal Reserve e foram apresentados nesta manhã.

Com 105,6% de sua média de 2017, a produção industrial total em abril ficou 6,4%, ou seja, acima do nível do mesmo período do ano anterior. Além disso, o acréscimo de 1,1% ficou acima do que esperavam os analistas, +0,4%.

A capacidade de utilização subiu para 79,0%, uma taxa que está 0,5 p.p abaixo da média de longo prazo (1972–2021).

Grupos de mercado

Em abril, todos os principais grupos registraram ganhos, com a maioria subindo cerca de 1%. Um aumento na produção de veículos automotores e peças contribuiu para aumentos de 1,5%, 3,3% e 1,1% para bens de consumo duráveis, equipamentos de trânsito e materiais duráveis, respectivamente.

Leia Também:  Bolsonaro sanciona projeto que busca abaixar preço de combustíveis

Dentro de bens de consumo duráveis, os aumentos ficaram em 2,5% nos índices de eletrodomésticos e de produtos automotivos superaram a queda de 1,5% registrada em eletrodomésticos, móveis e carpetes.

Equipamentos de negócios e equipamentos de defesa e espaço aéreo registraram ganhos superiores a 1%. A produção de materiais aumentou 1,3%, já que tanto os materiais não energéticos quanto os energéticos aumentaram 1,0% ou mais.

Se você gostou deste conteúdo e quer continuar por dentro do mundo dos investimentos, não se esqueça de clicar aqui

Entre no nosso grupo de trader

O post Indústria dos EUA avança 1,1% em abril apareceu primeiro em 1 Bilhão Educação Financeira .

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MATO GROSSO

POLÍCIA

Economia

BRASIL

MAIS LIDAS DA SEMANA