(65) 99638-6107

CUIABÁ

Dinheiro na mão é vendaval

Bolsonaro assina antecipação do 13º de aposentados e pensionistas do INSS

Publicados

Dinheiro na mão é vendaval


source
Decreto será publicado nesta quarta-feira no Diário Oficial da União
O Dia

Decreto será publicado nesta quarta-feira no Diário Oficial da União

O presidente Jair Bolsonaro assinou nesta terça-feira (04) o decreto que antecipa o pagamento do13º para aposentados e pensionistas da Previdência Social . A medida será públicada nesta quarta-feira (05) no Diário Oficial da União . Normalmente, o pagamento do 13º ocorre em agosto e novembro.

Segundo o decreto, o pagamento ocorrerá em duas parcelas: a primeira, será paga entre os dias 25 de maio e 8 de junho. A segunda será paga com os benefícios do mês de junho, entre 24 de junho e 8 de julho.

A antecipação do 13º para os aposentados faz parte do pacote de medidas do governo para mitigar os efeitos da pandemia e estimular a atividade econômica. Em 2020, também houve antecipação do pagamento e a primeira parcela foi paga em abril e a segunda, em maio.

O objetivo do governo é aumentar a renda de aposentados e pensionistas para incentivas a movimentação da economia e favorecer a recuperação econômica. Nesta segunda-feira (03), em entrevista concedida no Palácio do Planalto, o ministro da Economia, Paulo Guedes , reforçou que a recuperação da economia está acontecendo “em V”, ou seja, retomando rapidamente os índices pré-pandemia.

A expectativa da equipe econômica é que sejam injetados R$ 52,7 bilhões com a antecipação do abono. Os principais beneficiados são idosos, doentes ou aqueles com invalidez. O governo destacou que a medida não tem impacto orçamentário, uma vez que haverá somente a antecipação do pagamento do benefício que já estava previsto para o final do ano.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Dinheiro na mão é vendaval

Confiança da indústria aumenta cresce em maio; otimismo segue para o semestre

Publicados

em


source
Confiança na Indústria cresce em maio
Redação 1Bilhão Educação Financeira

Confiança na Indústria cresce em maio

Após quatro quedas consecutivas, o Índice de Confiança do Empresário Industrial (Icei), divulgado pela Confederação Nacional da Indústria ( CNI ), subiu 4,8 pontos em maio, na comparação com abril, e atingiu 58,5 pontos , em uma escala que vai de 0 a 100 pontos tendo, na marca dos 50 pontos, a linha de corte entre confiança e falta de confiança por parte do empresário brasileiro.

De acordo com a CNI, “esse crescimento reverte parte da queda ocorrida entre janeiro e abril deste ano de 9,4 pontos”. Na comparação com maio de 2020, mês em que as indústrias foram obrigadas a paralisar suas atividades devido à pandemia, o Icei registra alta de 23,8 pontos.

Segundo o gerente de Análise Econômica da CNI, Marcelo Azevedo, a confiança do empresário voltou a se afastar da linha divisória de 50 pontos, o que demonstra melhora da percepção do empresário em relação às atuais condições do país. “É importante notar que, neste ano, o índice sempre esteve acima dos 50 pontos, o que significa que em nenhum momento, o empresário deixou de ter confiança. Mas, agora em maio, percebemos que ela está mais forte e disseminada”, avalia Azevedo.

O levantamento aponta que “todos os componentes do índice de confiança da indústria tiveram forte avanço no mês de maio de 2021”, com destaque para o Índice de Condições Atuais, que cresceu 5,3 pontos, chegando a 50,2 pontos, ultrapassando a linha divisória de 50 pontos.

Já o Índice de Expectativas cresceu 4,5 pontos, ficando em 62,6 pontos, bem acima da linha divisória de 50 pontos. De acordo com a CNI, o resultado indica “otimismo em relação aos próximos seis meses”.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MATO GROSSO

POLÍCIA

Economia

BRASIL

MAIS LIDAS DA SEMANA