(65) 99638-6107

CUIABÁ

Dinheiro na mão é vendaval

Auxílio emergencial: veja quem recebe até R$ 375 neste domingo

Publicados

Dinheiro na mão é vendaval


source
Os valores do auxílio 2021 correspondem a R$ 150 (para quem mora sozinho), R$ 250 (para famílias com dois ou mais integrantes) e R$ 375 (para mães chefes de família)
Sophia Bernardes

Os valores do auxílio 2021 correspondem a R$ 150 (para quem mora sozinho), R$ 250 (para famílias com dois ou mais integrantes) e R$ 375 (para mães chefes de família)

Neste domingo (26), a  sexta parcela do auxílio emergencial 2021 será depositada para os trabalhadores nascidos em junho sem direito ao Bolsa Família. A quantia será creditada em contas poupanças sociais digitais pela Caixa Econômica Federal. O saque, porém, somente estará liberado no dia 6 de outubro, conforme o calendário abaixo.

Até lá, o dinheiro poderá ser movimentado pelo Caixa Tem. O app permite o pagamento de boletos (como contas de água, luz, gás e telefone) e de compras feitas em farmácias, supermercados e lojas (via cartão virtual gerado na hora ou QR Code).

Os valores do auxílio 2021 correspondem a R$ 150 (para quem mora sozinho), R$ 250 (para famílias com dois ou mais integrantes) e R$ 375 (para mães chefes de família).

CALENDÁRIO DA SEXTA PARCELA – TRABALHADORES EM GERAL

Datas de depósito

  • Nascidos em janeiro – 21 de setembro
  • Nascidos em fevereiro – 22 de setembro
  • Nascidos em março – 23 de setembro
  • Nascidos em abril – 24 de setembro
  • Nascidos em maio – 25 de setembro
  • Nascidos em junho – 26 de setembro
  • Nascidos em julho – 28 de setembro
  • Nascidos em agosto – 29 de setembro
  • Nascidos em setembro – 30 de setembro
  • Nascidos em outubro – 1º de outubro
  • Nascidos em novembro – 2 de outubro
  • Nascidos em dezembro – 3 de outubro.
Leia Também:  Inflação supera teto da meta, e presidente do BC reforça intenção de elevar juro

Datas de saque

  • Nascidos em janeiro – 4 de outubro
  • Nascidos em fevereiro – 5 de outubro
  • Nascidos em março – 5 de outubro
  • Nascidos em abril – 6 de outubro
  • Nascidos em maio – 8 de outubro
  • Nascidos em junho – 11 de outubro
  • Nascidos em julho – 13 de outubro
  • Nascidos em agosto – 14 de outubro
  • Nascidos em setembro – 15 de outubro
  • Nascidos em outubro – 18 de outubro
  • Nascidos em novembro – 19 de outubro
  • Nascidos em dezembro – 19 de outubro.

Bolsa Família

Os beneficiários do Bolsa Família com Número de Identificação Social (NIS) de final 6 também terão o depósito da sexta parcela nesta sexta-feira, mas neste caso o saque já estará liberado em agências da Caixa, casas lotéricas ou correspondentes bancários.

Vale reforçar que os beneficiários do programa de transferência de renda têm direito ao pagamento de maior valor: o auxílio emergencial ou o benefício social anterior, o que for mais vantajoso.

Os pagamentos do Bolsa Família referentes a esse mês serão feitos até o dia 30, para um grupo de beneficiários por dia. Os últimos a sacar serão os que têm NIS de final 0. Veja abaixo.

Leia Também:  Banco Pan anuncia Luciano Huck como novo membro consultivo do conselho; entenda

Passo a passo para retirada

1) Para trabalhadores com ou sem Bolsa Família, para sacar o dinheiro, é preciso fazer o login no app Caixa Tem, selecionar a opção “saque sem cartão” e “gerar código de saque”.

2) Depois, basta inserir a senha para ter acesso ao código de saque na tela do celular, o qual tem validade de uma hora e deve ser informado nas agências, nas unidades lotéricas ou nos correspondentes Caixa Aqui.

Somente no caso de quem tem Bolsa Família, os recursos também podem ser sacados por meio do Cartão Bolsa Família ou do Cartão Cidadão.

CALENDÁRIO DA SEXTA PARCELA – BOLSA FAMÍLIA

  1. NIS de final 1 – 17 de setembro
  2. NIS de final 2 – 20 de setembro
  3. NIS de final 3 – 21 de setembro
  4. NIS de final 4 – 22 de setembro
  5. NIS de final 5 – 23 de setembro
  6. NIS de final 6 – 24 de setembro
  7. NIS de final 7 – 27 de setembro
  8. NIS de final 8 – 28 de setembro
  9. NIS de final 9 – 29 de setembro
  10. NIS de final 0 – 30 de setembro.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Dinheiro na mão é vendaval

Cinco profissões na área da estética prometem bombar em 2022; confira

Publicados

em


source
Cinco profissões na área da estética prometem bombar em 2022
Divulgação/Saudicas

Cinco profissões na área da estética prometem bombar em 2022

Hoje em dia, existem milhares de opções de cursos na área da especialização em Cabelos, Barba, Depilação, Unhas, Maquiagem, Massagem e Olhos, por exemplo. Algumas destas são as profissões que mais estão em alta no mercado da beleza para 2022 e, a partir disso, o Instituto Embelleze, maior rede de franquias do segmento de beleza da América Latina, listou as cinco profissões do futuro e comentou alguns dos motivos pela procura em investimento neste mercado. Os que apresentaram maiores crescimentos no último ano são: Manicure e Pedicure, com 101%; Especialização e Alongamento em Unhas, 92%; e Designer de Cílios, que registrou 91%. Designer de Sobrancelhas teve um crescimento de  17%.  

Além dessas, de 2016 a 2019, a empresa observa um grande crescimento da volta das barbearias. Essa informação vai de encontro com o relatório da agência Euromonitor, que mostra que o consumo no mercado de beleza masculina cresceu 70% entre 2012 e 2017, chegando a uma arrecadação de R$ 19,8 bilhões. Com isso, outro conceito também ganha força: não só oferecer o serviço e embelezamento masculino, mas também trazer novas experiências ao cliente, com espaço que ganha no entretenimento e bom atendimento, por exemplo. 

Leia Também:  PGR abre investigação preliminar sobre offshores de Paulo Guedes e Campos Neto

Devido a reabertura dos salões que, segundo o Instituto Embelleze, a profissão de New Designer chega para ganhar espaço no que, antes, era apenas manicure e pedicure. As peculiaridades desta área é que a profissional não é só de esmaltação e cutilagem, mas acaba se tornando um designer, ou seja, precisa olhar para a estética da unha e trazer soluções de mercado. 

Além da retomada das atividades nos salões, as franquias do Instituto mostram aos alunos um futuro prévio de onde o profissional da beleza pode parar e que, hoje, o que ganha o cliente é a melhor experiência. Com a pandemia, a individualização do consumidor ganhou força e, por isso, o profissional passa a carregar e montar um cenário onde ele consegue trabalhar, diferente para cada cliente, levando experiência e o serviço que se tornou essencial. 

Leia Também

Outra profissão que está em constante crescimento é a Maquiadora, que pelo meio digital, por causa dos vídeos de tutorias e desafios que estão ganhando as redes sociais. Especialista em Cachos também entra como uma profissão do futuro, devido ao crescimento e empoderamento preto, que procuram sair da química e passar pela transição capilar. E, por último, a promessa para 2022 é o profissional da Estética. Uma pesquisa do Instituto Embelleze mostrou que essa é uma profissão promissora, e os tratamentos que estão mais crescendo são as de rejuvenescimento e harmonização facial , por exemplo.

Leia Também:  Quase metade dos brasileiros possuem contas em atraso, diz Datafolha

“Hoje, com atendimentos instigados por nossa metodologia, alunos com poucos procedimentos já conseguem partir de uma receita de R$ 2.000. Grande parte dos profissionais não saem com uma formação, e sim com uma carreira. A composição de especialidades na área da beleza, possibilita ainda mais ganhos. Exemplo, antes, um profissional saia apenas como Designer de Sobrancelhas, hoje ele faz Designer de Cílios e Micropigmentação, atuando no mercado como como um Especialista em Beleza do Olhar. Essa é a nova tendência de mercado: carreira segmentada”, explica Douglas Baptista, responsável pelos cursos do Instituto Embelleze. 

O Instituto Embelleze trabalha com 13 combos de carreira, que são acoplados em dois ou mais cursos. Os alunos têm a possibilidade de fazer combos mais completos, conhecidos como ‘’Master’’, envolvendo três ou mais cursos, ou fazer os combos “Especialista”, que envolve dois cursos. 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MATO GROSSO

POLÍCIA

Economia

BRASIL

MAIS LIDAS DA SEMANA