Depois de muita pressão do MCCE e da Ong Moral, Assembleia abre concurso para contratação de servidores. São 430 vagas com salários superiores a R$ 2 mil, para cargos de nivel médio e superiores a R$ 5 mil, para cargos de nivel superior. Confira o edital

Edital Concurso Publico Assembleia Legislativa de MT by Enock Cavalcanti

Assembleia abre concurso para 430 vagas; média de salários é R$ 5 mil  

Glaucia Colognesi

RD NEWS

 

A Assembleia publicou hoje (15) o edital nº 1/2013 do concurso público e busca amenizar as críticas feitas ao Parlamento em razão do número excessivo de DAS e contratados. O processo seletivo oferece 430 vagas e ainda a formação de cadastro reserva. O edital foi divulgado no Diário Oficial do Estado desta segunda (15), mas que circula nesta terça (16) – veja aqui.

A maioria das vagas é para a comunicação, mas também há para copeiros, garçons, motoristas, almoxarifado, secretário, serviços gerais, eletricista, administrador, analista de sistema, assistente social, bibliotecário, engenheiro elétrico, contador, fisioterapeuta, engenheiro elétrico, engenheiro civil, psicólogo e professores de línguas estrangeiras. Salários para o nível médio são de R$ 2,2 mil e superior, R$ 5 mil. O maior subsídio destinado aos procuradores, com R$ 6 mil.

O período de inscrição para o processo seletivo vai de 20 a 26 deste mês de julho. A taxa é de R$ 70 para nível médio, R$ 120 para superior e R$ 150 para procuradores legislativos. Haverá prova escrita e objetiva para todos os cargos. A prova prática será apenas para cargos técnicos de nível médio e superior na TV Assembleia. Quem mora no interior do Estado terá que se deslocar até Cuiabá ou Várzea Grande para a realização da prova.

A publicação do edital deve reduzir as críticas contra a Assembleia em razão da falta de concursos. Há anos esse concurso é anunciado, mas nunca saiu do papel. A ONG Moral e o Movimento de Combate à Corrupção (MCCE), inclusive, até fizeram representações contra a Mesa Diretora no Ministério Público do Trabalho para sair o concurso e acabar com a prática de cabide de emprego que impera no Legislativo estadual – à época o Legislativo era comandado por Sérgio Ricardo. Depois de muita pressão do MCCE e da Ong Moral, Assembleia Legislativa abre concurso público para contratação de servidores. São 430 vagas para profissionais como copeiros, garçons, serviços gerais, motoristas, jornalistas, contadores, engenheiros, professores com salários superiores a R$ 2 mil, para os cargos de nivel médio e superiores a R% 5 mil, para cargos de nivel superior. Confira o edital

Categorias:Beleza Pura

3 Comentários

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 179.252.11.208 - Responder

    Que empresa é essa que vai fazer o concurso?? Nunca ouvi falar dela em MT. Será que não tem maracutaia aí? Porque não a UFMT, UNB, FGV que são instituições sérias. Sinto no ar o cheiro de marmelada a la Riva…

    • - IP 187.5.109.196 - Responder

      Vc não sabe de quem é o IDP??? Não acredito, é de um tal de Gilmar Mendes, já ouviu falar ??? Brasilia, STF, quer mais ou precisa desenhar????

  2. - IP 177.193.130.53 - Responder

    Nada a ver com MCCE ou Moral, o concurso é fruto de um TAC firmado entre a Procuradoria Regional do Trabalho da 23ª Região, e a Assembleia Legislativa.
    De início a PRT notificou, propondo o TAC por entender que as funções da TV AL deveriam ser de competência de funcionários efetivos, aí neste termo a Assembleia se comprometeu a fazer concurso para os cargos da TV AL, aproveitando o gancho a Mesa Diretora achou por bem fazer para os demais setores da casa.

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

dez − dez =