CUIABÁ EM POLVOROSA: Em meio à ação da Polícia Federal, a mando do MPF, da Justiça Federal e do STF, em Cuiabá, alguns absurdos aconteceram. Por que invadir o Gaeco? Essa gente do MPF e da Polícia Federal também faz muita bobagem

Paulo Prado é o atual procurador geral de Justiça e chefe do Ministério Público em Mato Grosso

Paulo Prado é o atual procurador geral de Justiça e chefe do Ministério Público em Mato Grosso

A nota pública divulgada pelo Ministério Público Estadual nesta terça-feira, diz tudo. Essa gente do MPF e da Polícia também faz muita bobagem. Causou espanto, justificadamente, a noticia de que agentes da Polícia Federal haviam feito busca e apreensão na sede do Gaeco. Coisa de gente incompetente e desnecessariamente truculenta. Por que invadir o Gaeco de Mato Grosso? O Gaeco e o MPE-MT não são parceiros do MPF e da Policia Federal em tantas e tantas açpões. Não dá pra entender. Não dá pra aceitas. Confira nota do MPE.


Operação Ararath

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Diante da divulgação de matérias jornalísticas a respeito da Operação realizada nesta terça-feira (20) pela Polícia Federal, que resultou na prisão do deputado estadual José Geraldo Riva e do ex-secretário de Estado, Éder de Moraes Dias, e no cumprimento de diversos mandados de busca e apreensão, o Ministério Público do Estado de Mato Grosso esclarece:

1 – Entre dezembro/2013 e fevereiro/2014, o investigado Éder de Moraes Dias procurou membro do Gaeco para apresentação de documentos e versões acerca dos objetos da investigação da Polícia Federal (Operação Ararath).

2 – Esclarece que todo o histórico da atividade executada pelo promotor de Justiça foi comunicado pela Procuradoria Geral de Justiça ao Ministério Público Federal por meio de ofícios, sendo que o último deles foi entregue na quinta-feira passada (15) ao próprio Procurador-Geral da República.

3 – As informações obtidas até o momento pelo Ministério Público Estadual são de que os mandados, cumpridos na manhã desta terça-feira(20) no Gaeco, visam buscar e apreender eventuais documentos que possam elucidar possível relação do membro do MP com o investigado Éder de Moraes Dias.

4 – O Procurador-geral de Justiça ressaltou que o Ministério Público do Estado de Mato Grosso trabalhou nesta manhã para respeitar e garantir a efetividade da medida judicial apresentada pelo MPF e PF. A Instituição reafirma que não tem nada a esconder, seja do Ministério Público Federal, da Polícia Federal ou da sociedade mato-grossense, e espera que haja o esclarecimento dos fatos de forma imparcial.

14 Comentários

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 201.88.229.140 - Responder

    Sabe nada, inocente!

    • - IP 201.40.30.153 - Responder

      Faço coro, sabe de nada, inocente!!

      • - IP 189.59.42.69 - Responder

        To nessa…sabe nada, inocente….que abundância…há..ah..ah…ah..

  2. - IP 201.88.96.159 - Responder

    Sinceramente, não causou espanto algum. Como esse blog gosta de puxar o pêndulo na sanha de desaprovar os órgãos federais. Deve ser por que a PGR pediu a condenação dos “inocentes”. kkk

  3. - IP 177.201.98.81 - Responder

    Incompetente é o gaeco que tem 11 de cada 10 ações anuladas, ta explicado porque não gosta que a policia investigue!

  4. - IP 187.7.212.2 - Responder

    Será que a invasão foi porque o Ministério Público processou um famoso Senador no caso dos “Maquinários”?
    Esse Senador reclamou muito…..
    Taí a resposta.

  5. - IP 179.82.232.214 - Responder

    Acho justo que se questione a inoperancia da PGJ. Paulo Prado, quando se trata de prender políticos é mais lento que tartaruga pne. Agora, invadir o Gaeco, isso precisa ser mesmo esclarecido.

    • - IP 189.59.38.178 - Responder

      É que ele passa muito tempo com o pessoal do governo na boca livre da parte dos sei lá quantos mil assentos reservados a “otoridades” na arena pantanal, olhando pros babacas que pagaram 80 reais no ingresso pra não ter onde sentar.

  6. - IP 201.49.159.68 - Responder

    Napoleão, cite duas operações do GAECO anuladas pela Justiça, por favor!

  7. - IP 179.185.69.254 - Responder

    PARA BUSCAR O DOSSIÊ QUE O ÉDER ENTREGOU PARA O PROCURADOR REGINOLD…??

    • - IP 189.59.42.69 - Responder

      E aí Rafael…Napoleão tem bala na agulha…

  8. - IP 179.253.63.17 - Responder

    Ademar Adams protesta contra a “invasão” do Gaeco. Caro jornalista, não ocorreu nenhuma invasão. Você não ficou sabendo que houve uma operação da Polícia Federal, por determinação do Ministro do STF? Invasão pressupõe ação ilegal e isso não ocorreu. E pergunto: Por acaso o Gaeco está fora do alcance dos poderes da República? O Gaeco está acima do bem e do mal. É isso, Ademar, que deixa todos com a pulga atrás da arelha em se tratando de Ong. Moral. Neste caso, você tentou uma manipulação absurda. que não pega bem e deixa a sociedade muito preocupada. Quanto à operação, devemos aguardar os resultados e a quebra do sigilo no momento oportuno.

  9. - IP 201.49.159.68 - Responder

    Napoleão, meu caro, procure se informar melhor: “A Tentáculos” é uma investigação conduzida pela Polícia Civil que buscou apoio no GAECO para os pedidos de prisão e busca e FORAM ESSAS MEDIDAS que foram anuladas e não a ação penal em si. A investigação era da POLÍCIA CIVIL. Portanto, não é uma operação do GAECO! A “Gafanhoto” foram anuladas ALGUMAS ligações telefônicas apenas, a maioria permaneceu e o processo AGUARDA SENTENÇA, e NÃO FOI ANULADA. Logo, você indicou duas operações que NÃO FORAM ANULADAS! Desse modo, continuo aguardando as outras DUAS operações do GAECO e que foram anuladas, vamos lá!

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

10 − sete =