Campanha Coronavirus

Comissária de bordo faturou R$ 4 milhões por sexo em banheiros de aviões em vôos entre os Estados Unidos e o Oriente Médio

Comissária de bordo faturou R$ 4 milhões por sexo em banheiros de aviões

POR FERNANDO MOREIRA, em O globo

(Foto meramente ilustrativa)

Uma comissária de bordo de uma empresa aérea do Oriente Médio faturou o equivalente a R$ 4 milhões fazendo sexo com passageiros em banheiros de aviões, de acordo com o jornal árabe “Sada”. O nome da mulher e da empresa não foram revelados. A comissária trabalhava em voos do Golfo Pérsico aos EUA.

Por cada sessão de sexo nas alturas a comissária cobrava R$ 8 mil. A atividade paralela foi exercida, segundo o jornal, durante dois anos.

A comissária foi demitida após ser flagrada fazendo sexo com um passageiro. Por ser ocidental, ela foi deportada.

No início deste ano, o jornal “Shukan Post” noticiou que aeromoças no Japão estão recorrendo à prostituição para incrmentar os seus salários. Os seus clientes seriam pilotos, que pagariam até R$ 2.800 por 90 minutos de sexo.

Categorias:Plantão

Sem comentários. Seja o primeiro a comentar

Assinar feed dos Comentários

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

quinze − 4 =