(65) 99638-6107

CUIABÁ

Brasil, mostra tua cara

Povo quer punir Renan e se esquece do Riva

Publicados

Brasil, mostra tua cara

Por que tanta gente, em Mato Grosso, que, na onda da grande midia, se lançou a espalhar petições em favor da cassação de Renan Calheiros, não se mobiliza, aqui mesmo, em Cuiabá e no Mato Grosso, para exigir prioridade no julgamento das centenas de ações que correm na Justiça de nosso Estado contra o deputado Geraldo Riva, cacique da Assembléia Legislativa e do PSD?!
Tá certo: nos lancemos contra Renan, vamos pedir a apuração do Mensalão Tucano, da Lista de Furnas, de todas as novas queixas de Marcos Valério contra Lula, dos possiveis crimes do Garotinha, trazer de volta o dinheiro exportado pelo Maluf, etc, etc, mas não nos esqueçamos dos problemas e dos desafios que temos aqui mesmo em nossa terrinha.
Eu abro o Facebook e fico matutando, querendo entender. Tá faltando coragem ou tá sobrando cumpradrio?
Temos que fazer dessa “causa” tão mato-grossense, uma  “causa” nacional. Ou será que, todo mundo vai acabar seguindo o triste exemplo do senador Pedro Taques (PDT) que, chegando a Brasilia, parece que se esqueceu do Riva?
Por enquanto, o jornalista Fábio Pannunzio continua tendo razão: o eleitor, o cidadão, o contribuinte mato-grossense parece insensível às inúmeras e sucessivas denúncias contra Riva. E parece só saber atuar em manada, quando tocado pela grande mídia.
Como a grande mídia, em Mato Grosso, parece ter feito uma espécie de “opção preferencial pelo Riva”, as mais de 100 ações impetradas pelo Ministério Público Estadual, através dos valorosos promotores do Núcleo de Defesa do Patrimônio, notadamente pelos promotores Célio Fúrio e Roberto Turin, seguem sem um deslinde.
 
 
 
 

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  JOÃO BATISTA HERKENHOFF: Árabes e judeus disputam no Brasil uma competição a serviço do bem. Em São Paulo, essa sadia rivalidade efetiva-se através da edificação de duas instituições primorosas: o Hospital Sírio-Libanês e o Hospital Albert Einstein. Quisera que, em plano mundial, árabes e judeus travassem uma competição para o bem, em vez de ficar jogando bombas uns nos outros

Propaganda
11 Comentários

11 Comments

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

Brasil, mostra tua cara

Saiba quem são os candidatos a governador da Rio de Janeiro

Publicados

em

A Justiça Eleitoral recebeu pelo menos 28 mil registros de candidaturas para as eleições de outubro. A campanha começou na terça-feira (16).

Foram recebidos 12 registros de candidaturas à Presidência e 12 a vice-presidente; 223 para governador e vice-governador, 231 para senador, 10.238 para deputado federal, 16.161 para deputado estadual e 591 para deputado distrital.

No Rio de Janeiro, nove candidatos concorrem ao cargo.

Confira lista completa:

Cláudio Castro (PL): formado em direito, tem 43 anos, foi chefe de gabinete da Assembleia Legislativa do Estado do Rio por 12 anos. Em 2016, foi eleito vereador da cidade do Rio. Em outubro de 2018, foi eleito vice-governador na chapa com Wilson Witzel. Após o impeachment de Witzel, Castro tomou posse como governador efetivo em 1º de maio do ano passado. Concorre à reeleição pela coligação Avante/DC/MDB/PL/PMN/Podemos/PP/PROS/PRTB/PSC/PTB/Republicanos/Solidariedade/União Brasil. O ex-prefeito de Duque de Caxias e ex-deputado federal Washington Reis (MDB), de 55 anos, é o candidato a vice da coligação.

Cyro Garcia (PSTU): formado em direito pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é mestre e doutor em história pela Universidade Federal Fluminense. Cyro Garcia tem 67 anos, foi deputado federal eleito em 1992 e presidente do Sindicato dos Bancários do Estado do Rio. Concorre pelo Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado  (PSTU). Sua vice é a servidora pública municipal Samantha Guedes, do mesmo partido, de 48 anos. 

Eduardo Serra (PCB): é professor da Escola Politécnica e do Instituto de Relações Internacionais e Defesa da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Tem 66 anos e é dirigente estadual e nacional do Partido Comunista Brasileiro. A candidata a vice na chapa é a professora do ensino superior Bianca Novaes, do mesmo partido, de 45 anos. 

Leia Também:  Desembargador Evandro Stábile reafirma direito das vítimas de desabamento de arquibancada na Feicovag a receberem indenização por danos morais e materiais

Juliete (UP): Juliete Pantoja Alves nasceu em Saracuruna, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, tem 32 anos e coordena o Movimento de Luta nos Bairros, Vilas e Favelas (MLB), em defesa do direito à moradia. Começou a atuar na política aos 15 anos, na Associação dos Estudantes do Rio de Janeiro. Atualmente é vice-presidente estadual da Unidade Popular (UP). A estudante Juliana Alves, do mesmo partido, de 30 anos, é a candidata a vice.

Luiz Eugênio (PCO): Luiz Eugênio Honorato concorre pelo Partido da Causa Operária. Nasceu em Volta Redonda, no sul fluminense, e tem 61 anos. É metalúrgico aposentado da Companhia Siderúrgica Nacional. O candidato a vice é o motorista particular Guilherme de Lima, do mesmo partido, de 35 anos.

Marcelo Freixo (PSB): formado em história pela Universidade Federal Fluminense, foi deputado estadual por três mandatos. Em 2012 e 2016, Freixo se candidatou a prefeito do Rio. Em 2018, foi eleito deputado federal. Em 2021, filiou-se ao PSB. Marcelo Freixo concorre ao governo do Rio pela federação Brasil da Esperança, formada por PT/PC do B/PV, pela federação PSDB e Cidadania e pela federação PSOL/Rede. O candidato a vice da coligação é o vereador e ex-prefeito da cidade do Rio Cesar Maia (PSDB), de 77 anos.

Leia Também:  Adriana Vandoni responde a Antonio Joaquim: "Depois de acolher Humberto Bosaipo e Campos Neto, o Tribunal de Contas não precisa de mim para achincalhar"

Paulo Ganime (Novo): deputado federal eleito em 2018. Tem 39 anos, é formado em engenharia de produção pelo Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca, e tem MBA em Gestão Empresarial pela Pontifícia Universidade Católica do Rio. O biólogo Helio Secco, do mesmo partido, de 33 anos, é o candidato a vice da chapa.

Rodrigo Neves (PDT): tem 46 anos, foi vereador de Niterói por dois mandatos, deputado estadual e prefeito de Niterói duas vezes. Em 2000, foi eleito para o primeiro mandato como vereador. Em 2004, foi reeleito. Em 2006, foi eleito deputado estadual. Em 2012, foi eleito prefeito de Niterói. Em 2016, foi reeleito prefeito de Niterói. É candidato pela coligação Patriota/PDT/PSD/AGIR, que tem como candidato a vice o advogado Felipe Santa Cruz (PSD), de 50 anos.

Wilson Witzel (PMB): concorre pelo Partido da Mulher Brasileira. Tem 54 anos, é advogado e ex-juiz federal. Ele foi eleito governador do Rio em 2018 pelo PSC. Em agosto de 2020, foi afastado do cargo pelo Superior Tribunal de Justiça  por suspeitas de corrupção. No dia 30 de abril do ano passado, Witzel perdeu definitivamente o cargo após a aprovação de seu impeachment pelo Tribunal Especial Misto. O advogado Sidclei Bernardo (PMB), de 42 anos, é o candidato a vice.

Atualizado com dados do TSE até 14h46 do dia 16/08/2022

Edição: Aline Leal

Fonte: EBC Política Nacional

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MATO GROSSO

POLÍCIA

Economia

BRASIL

MAIS LIDAS DA SEMANA