CELSO MARQUES: A partir de segunda-feira, 15, teremos um novo Judiciário em Mato Grosso, no TJ e TRE – não em termos de estrutura física ou sob novas normas mas em termo de oxigenação dos comandos

Celso Marques, advogado matogrossense, saúda a posse dos desembargadores Juvenal Pereira e Maria Helena Póvoas no comando da Justiça Eleitoral de Mato Grosso

UM NOVO JUDICIÁRIO EM MATO GROSSO
Celso Marques

Poderia se dizer que estou delirando ao intitular esta matéria, dando idéia que um novo judiciário está surgindo em Mato Grosso. Na realidade existe o adágio , “ passam os homens e fica a instituição” mas é justamente neste ciclo de troca de comandos das intituições que elas ressurgem aprimoradas com os novos tempos, conforme o êxito administrativo da autoridade que sai e a continuidade com o que entra. Tal ciclo chama-se democraticamente de “ oxigenação de comando de instituição”.
Anos passados , eu , o advogado Baleroni e o advogado Amaral (os dois últimos, acho que já aposentados ) , abrindo dissidência nas eleições da OAB-MT , saindo da situação , resolvemos compor com a oposição , ficando ao nosso cargo escolher um candidato para concorrer com o candidato da situação.

Após deliberações, resolvemos apostar em uma candidata mulher proveniente da cuiabania , quando então escolhemos para candidata da oposição a então advogada Maria Helena Gargaglione Póvoas, filha do saudoso Lenine Póvoas ( ex-governador) que, após ser sabatinada, foi ungida por uma grande grupo de advogados para entrar no embate eleitoral.

Ora, tenho o maior orgulho de ter participado das negociações e embate eleitoral que elegeram a primeira e única mulher (até esta data) a ocupar a presidência da OAB-MT , não somente uma , mas duas vezes, em reeleição, em um pioneirismo sem precedentes.

Escolhida como desembargadora na lista sêxtupla , nesta segunda feira , 15 de abril de 2013 , Dra. Maria Helena tomará posse como vice-presidente e corregedora do Tribunal Regional Eleitoral, em conjunto com o impoluto, respeitável e honorável desembargador Juvenal Pereira da Silva para presidente, dois ícones da magistratura de Mato Grosso.

Por outro lado, o TJMT já tinha sido premiado com a eleição e posse da nova diretoria, nas pessoas dos impolutos, sábios, honestos e honrados Desembargadores Orlando de Almeida Perri como presidente , Desembargador Márcio Vidal como vice e o Desembargador Sebastião de Moraes Filho , como Corregedor.

Não é preciso se detalhar a hombridade , retidão e sabedoria do Desembargador Perri , conhecido pela sociedade como inimigo número um da corrupção , cujo objetivo maior é administrar o TJMT com o fim de bem servir a sociedade, somando-se aos demais desembargadores , após termdepurado a instituição.

Tenho pois a ousadia de dizer , que a partir de segunda feira teremos um novo judiciário em Mato Grosso ( TJMT e TRE) , não em termos de estrutura física ou sob novas normas , mas em termo de oxigenação dos comandos , pois a eleição política de 2014 será uma das mais aguerridas da história do Brasil em Mato Grosso , pois se terá eleição para presidente da república, eleição para governador , para senador e para deputado federal, e a missão de presidir uma eleição deste nível , depende de denodo e tenaz capacidade profissional , e creio que as autoridades escolhidas para tal designio contaram com a direção divina , por esta razão , tudo dará certo e os advogados e a sociedade matogrossense estarão plenamente satisfeitos.

CELSO MARQUES é advogado com mais de 30 anos de atividade profissional no Estado de Mato Grosso

3 Comentários

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 177.65.158.21 - Responder

    Deixo também meus parabens a doutora Maria Helena, uma mulher que sempre se destacou em tudo que faz e que honra todas as mulheres deste mato grosso.

  2. - IP 189.72.232.251 - Responder

    VEREMOS. SE OS PROCESSOS CONTRA O HAMSTER ANDAR, AI EU POSSO ATE ACREDITAR…
    DO CONTRARIO…PIOR PRA ELE…

  3. - IP 189.11.247.188 - Responder

    TJ/MT novo?? é o que nós servidores esperamos, vai ter uma paralisação dia 25/04, sabe porque? pela não aplicação de nossos DIREITOS, LEIS que nos garantem uma PROGRESSÃO FUNCIONAL, que ainda é reinvindicação desde a gestão passada, que ja deveria ter sido aplicado desde 2010. nós servidores também torcemos para uma gestão que não privilegie ninguem e de a Cezar o que é de Cezar. até agora ainda não vimos isso agontecer, estamos aguardando…

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

2 × 4 =