CARNAVAL 2015: Parceria entre ONU Mulheres e Escola de Samba demonstra que OABMT está na vanguarda

A parceria entre a ONU Mulheres e a Escola de Samba Estação Primeira da Mangueira, do Rio de Janeiro, para tratar do empoderamento da mulher no carnaval 2015, demonstra que a OAB Seccional Mato Grosso está na vanguarda dos debates pelos direitos da mulher diante da criação do OABMT Mulher que já percorreu 11 subseções. O projeto tem o apoio de toda a diretoria da Ordem.

 “A OABMT tem se preocupado com uma questão atual, de extrema importância que é a valorização da força feminina em diversas áreas. Temos vistos bons frutos do projeto e a escolha do tema pela escola de samba vem confirmar que estamos no caminho certo”, sublinhou o presidente da Seccional, Maurício Aude.

 A vice-presidente da Seccional e coordenadora do Comitê Gestor do OABMT 80 anos no qual o OABMT Mulher está inserido, Cláudia Aquino de Oliveira, comemorou. “O tema é bastante atual e em total sintonia com o que estamos desenvolvendo desde o ano passado em todo o Estado. A ONU pensou muito bem. Através da cultura do carnaval, vão discutir igualdade entre homens e mulheres, não à violência. É importante demais e já dissemos isso desde o ano passado. É uma forma brilhante de levar essa mensagem para o mundo”.

 O convite especial para o engajamento na campanha é para os homens e meninos, em consonância com a campanha mundial da ONU – HeForShe (EleporEla). “Estamos falando repetidas vezes: OABMT Mulher é para advogados e advogadas. A Comissão de Direito da Mulher precisa de homens”, finalizou a advogada.

 Esta semana foi realizada mais uma plenária do OABMT Mulher em Jaciara para definir novas diretrizes de trabalho e dar prosseguimento ao projeto. As subseções que já realizaram os debates foram: Cuiabá, Colíder, Primavera do Leste, Sinop, Sorriso, Juara, Nova Mutum, Peixoto de Azevedo, Várzea Grande e Mirassol D’Oeste.

 

OABMT Mulher

 As ações consistem em reunir advogadas, advogados, operadores do direito e profissionais de outras áreas para debater violência doméstica, empoderamento da mulher, seu engajamento nos processos de liderança e desenvolvimento de políticas de igualdade de gêneros. Desse encontro é elaborada a Carta da OAB/MT Mulher com ações a serem implantadas e com um convite para os homens integrarem ao propósito.

 Desses debates já resultaram campanhas de conscientização, palestras, a luta para a implantação de delegacias especializadas da mulher em municípios cuja violência é muito grande (como no caso de Sorriso, em que já havia aprovação, mas não foi instalada). A reabertura dos conselhos municipais dos direitos das mulher ou reestruturação dos já existentes também é uma bandeira encampada pelo OABMT Mulher, entre outros.

 Parceria por um ano

 O anúncio da parceria entre a Mangueira e a ONU Mulheres para o carnaval 2015 foi feito em outubro do ano passado. A escola assumiu o reforço à campanha “O Valente Não é Violento”, da ONU. Através de ações para educadores e formadores de sua comunidade, a Mangueira incentiva o apoio masculino à igualdade de gênero e ao enfrentamento à violência contra mulheres e meninas. Com o enredo “Agora chegou a vez, vou cantar: Mulher de Mangueira, Mulher Brasileira em primeiro lugar”, a escola inaugurou, em setembro de 2014, o Ano das Mulheres na Mangueira, que se estenderá até setembro de 2015 com ações em projetos sociais.

 A parceria com a ONU Mulheres no carnaval 2015 da Mangueira passou a integrar o calendário de celebrações de Pequim+20, que busca apoio global ao cumprimento da Plataforma e do Plano de Ação de Pequim. Com o lema “Empoderar as Mulheres. Empoderar a Humanidade. Imagine!”, a campanha internacional é liderada pela ONU Mulheres e usa a linguagem do samba para transmitir a mensagem de igualdade na Sapucaí – e em mais de 200 países em todo o mundo, que é o alcance da transmissão dos desfiles.

 

Pequim+20

 A campanha Pequim +20 “Empoderar Mulheres, Empoderar a Humanidade: Imagine!” se propõe a mobilizar governos, sociedade civil, mídia, ativistas, especialistas e o Sistema das Nações Unidas em torno dos direitos das mulheres e meninas. A mobilização se baseia nas 12 áreas prioritárias da Plataforma de Ação de Pequim:

 – Mulheres e pobreza;

– Educação e Capacitação de Mulheres;

– Mulheres e Saúde;

– Violência contra as Mulheres;

– Mulheres e Conflitos Armados;

– Mulheres e Economia;

– Mulheres no Poder e na liderança;

– Mecanismos institucionais para o Avanço das Mulheres;

– Direitos Humanos das Mulheres;

– Mulheres e a mídia;

– Mulheres e Meio Ambiente;

– Direitos das Meninas.

 

 

 

Assessoria de Imprensa OAB/MT

Categorias:Plantão

Sem comentários. Seja o primeiro a comentar

Assinar feed dos Comentários

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

dezenove + dezenove =