PREFEITURA SANEAMENTO

CABIDÃO DA ASSEMBLÉIA: Guilherme Maluf e Nininho assinam decreto legislativo moralizador e demitem, de uma só vez, nada menos que 800 servidores comissionados (DAS’s). Total de comissionados atingira a marca estratosférica dos 2.200 para atender aos 24 parlamentares da Casa. Menor salário pago era de R$ 4 mil. CLIQUE E CONFIRA, NOME POR NOME, NO LISTÃO DO CABIDÃO

Nininho e Guilherme Maluf adotam medida moralizado, começando a desmontar o "cabidão" de empregos onerosos aos cofres do Estado que era mantido na Assembleia

Nininho e Guilherme Maluf adotam medida moralizadora, começando a desmontar o “cabidão” de empregos onerosos aos cofres do Estado que era mantido na Assembleia

O Diário Oficial que circulou nesta segunda-feira (9) estampou o decreto legislativo assinado pelo presidente da Assembleia Legislativa, Guilherme Maluf (PSDB), e pelo 1º Secretário, Ondanir Bortolini (o Nininho), exonerando nada menos que 800 servidores comissionados naquela Casa que esteve, por longos anos, submetida ao poder de José Geraldo Riva (PSD). São pessoas não concursadas que atuavam como assessores parlamentares, gerentes de diversos setores do Parlamento, superintendentes, assessores de imprensa, entre outros cargos habilmente encaixados, que apareciam para trabalhar ou não, e que tinham salários que, partindo de um mínimo de R$ 4.000 chegavam até a respeitável cifra de R$ 10 mil mensais.

“A exoneração dos comissionados foi uma decisão conjunta da Mesa Diretora. Uma medida necessária nesse início de ano de gestão para que nós, deputados, possamos reformular todo o quadro funcional do Parlamento”, disse Maluf que, além da pressão dos 172 aprovados em cadastro de reserva, tem anunciado que adotará a postura de seguir o Regimento Interno da Casa e manter uma maioria de servidores efetivos, diminuindo o percentual de cargos em comissão. O número de servidores comissinados na ALMT, que conta com apenas 24 parlamentares, chegou a atingir, nos bons tempos de Riva, a marca dos 2,2 mil, digna do Guinessa.

Uma Comissão, composta pelos deputados Eduardo Botelho (PSB), Wilson Santos (PSDB) e Emanuel Pinheiro (PR), foi instalada para auxiliar a Mesa Diretora no levantamento e reorganização da estrutura da Assembleia. A medida visa gerar economias aos cofres do Legislativo, como os mais R$ 5 milhões/ ano que a AL terá com as demissões oficializadas nessa segunda. Em 2013, o Poder Legislativo teria gasto R$ 221 milhões só com pessoal. O recurso economizado será devolvido ao Executivo estadual em forma de emenda parlamentar.

Ao assumir o mandato, no início do mês, Maluf declarou que iria reduzir despesas e investir na comunicação para melhorar a imagem do poder, e que todos os atos do parlamento terão publicidade para que o cidadão tenha conhecimento de tudo que acontece naquela Casa de Leis. “Para reduzir as despesas, a tarefa é simples, basta desligar os não concursados na Assembleia e chamar os aprovados no último concurso”, comentou o presidente.

A comissão terá 60 dias para trabalhar a reestruturação. Esse trabalho contará com o apoio dos Tribunais de Contas do Estado (TCE/MT) e de Justiça (TJ/MT). A AL também negocia a participação das Fundações Dom Cabral e Getúlio Vargas (FGV) no processo, sem que gere algum custo à Casa.

Com informações da ALMT

 

PARA CONFERIR O LISTÃO DO CABIDÃO, E NOME POR NOME DOS DEMITIDOS CLIQUE NO LINQUE ABAIXO:
http://www.iomat.mt.gov.br/visualizar_pdf.php?reload=ok&edi_id=00003918&page=34&search=assembleia%20legislativa

Categorias:Cidadania

3 Comentários

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 201.67.99.36 - Responder

    As máquinas partidárias que elegeram Taques e essa gente aguardam as recontratações… Depois disso vamos ver como será a festa dos que chegam…

  2. - IP 191.11.188.18 - Responder

    O Pedro Ah…
    Tem amor pela lei…
    Certamente ele ira implantar todos os sistemas necessarios para que Governo e autarquias cumpram a lei da transparencia e entao teremos disponibilizadas todas as folhas de pagamento de todos orgaos publicos na NET a disposicao de nossas consultas e vigilancia…

  3. - IP 177.7.77.183 - Responder

    Uma característica ficou bastante clara e já marca esse povo que chegou ao Poder: Primeiro age, depois pensa. Estamos nos encaminhando para o final do segundo mês e ainda não se viu o Governador e o Parlamento Estadual se ativarem naquilo que deveriam… Ainda batem cabeça e não acham um modo de governar…

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

9 − 2 =