(65) 99638-6107

CUIABÁ

Brasil, mostra tua cara

Bolsonaro visita primeira feira brasileira do grafeno

Publicados

Brasil, mostra tua cara


O presidente Jair Bolsonaro visitou nesta sexta-feira (9), em Caxias do Sul, na região da Serra Gaúcha, a primeira edição da Feira Brasileira do Grafeno, promovida pela Universidade de Caxias do Sul (UCS). O evento conta com o apoio do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) e de empresas privadas, e vai até o dia 16 de julho, no campus sede da universidade.

O grafeno é um nanomaterial com estrutura hexagonal de átomos de carbono, considerado um dos materiais mais fortes e leves do mundo, tido como 200 vezes mais resistente que o aço, que é o material mais fino que existe, entre outras propriedades. Possui alta resistência mecânica, maleabilidade a alta condutividade térmica e elétrica. O Brasil tem a segunda maior reserva mundial da grafita, matéria-prima do grafeno, e é atualmente o terceiro maior fornecedor mundial do produto.

O Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações estima que, nos próximos cinco anos, o grafeno deve movimentar mais de US$ 3 bilhões.

“Temos por volta de um terço das reservas de grafite, ou grafita, em vários estados. Temos aproximadamente 97% do nióbio, que, casado com o grafeno, vão realmente revolucionar o destino da humanidade”, destacou Bolsonaro, em discurso no evento.

Leia Também:  Bruno Covas passa por radioterapia para controlar sangramento residual

Bolsonaro, ministros e outras autoridades também participaram da inauguração oficial da UCSGraphene, a primeira e maior planta de produção de grafeno em escala industrial da América Latina. Vinculada à Universidade de Caxias do Sul, a fábrica entrou em operação em abril de 2020, e atua na prestação de serviços tecnológicos inovadores voltados a produção, caracterização e aplicação de grafeno e seus derivados.

“Nós temos aqui uma universidade que produz conhecimento, que transforma esse conhecimento em produtos. E isso é o que a gente precisa no Brasil, transformar o conhecimento em nota fiscal, em empregos”, disse o ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações, Marcos Pontes.

Agenda

Após a visita em Caxias do Sul, o presidente e sua comitiva se deslocaram para a cidade de Bento Gonçalves, também na Serra Gaúcha, onde terão um jantar com produtores locais de vinho. O presidente dormirá na cidade e, na manhã de sábado (10), cumpre agenda em Porto Alegre. Ele se reunirá com empresários na capital e, em seguida, deve participar de um passeio de motocicleta com apoiadores, como vem fazendo nos últimos meses em diversas cidades.

Leia Também:  Brasil enviará comitiva a Israel para conhecer spray contra a covid-19

Edição: Fernando Fraga

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Brasil, mostra tua cara

Decreto regulamenta prorrogação de contratos do Proinfra

Publicados

em


O presidente Jair Bolsonaro editou decreto para regulamentar prazos, competências e condições para a prorrogação do Programa de Incentivo às Fontes Alternativas de Energia Elétrica (Proinfra). Esta prorrogação, válida por 20 anos, está prevista na lei de desestatização da Eletrobras, sancionada em julho. A norma foi publicada em edição extra do Diário Oficial da União nesta sexta-feira (17).

O decreto estabelece que o gerador contratado no âmbito do Proinfa que tenha interesse em prorrogar o contrato de compra e venda de energia deverá apresentar requerimento à Eletrobras até 11 de outubro deste ano. Caberá à Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) a aferição dos benefícios tarifários até o dia de 11 de novembro. Pela norma, a apuração dos benefícios tarifários deverá considerar a redução dos custos totais para os consumidores em relação a não prorrogação dos contratos.

O decreto também define condições do novo preço de energia para a prorrogação dos contratos, o fim dos descontos na Tarifa de Uso do Sistema de Transmissão (TUST) e na Tarifa de Uso do Sistema de Distribuição (TUSD) e alteração do índice de reajustes dos contratos, que passará de Índice Geral de Preços Mercado (IGPM) para Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

Leia Também:  Bruno Covas passa por radioterapia para controlar sangramento residual

Edição: Fábio Massalli

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MATO GROSSO

POLÍCIA

Economia

BRASIL

MAIS LIDAS DA SEMANA