AVANÇA REESTRUTURAÇÃO DO MT SAÚDE: Veja como foi a 2ª reunião dos sindicalistas do Fórum Sindical com o secretário da SAD. Avançam as negociações para a moralização do MT Saúde, o Plano de Saúde que vai enfrentar o monopólio. Terceira reunião acontece nesta segunda, dia 1º

Nos tempos de Blairo Maggi, o MT Saúde foi criado – e houve muita esperança de que o plano garantisse o melhor atendimento à Saúde dos servidoresdo Governo de Mato FGrosso e de seus familiares e dependentes. A verdade, todavia, foi bem diversa. Imperou a má gestão e até hoje se desdobrarm investigações, no ambito da Assembléia Legislativa, do Tribunal de Contas e do Ministério Público, com relação a possiveis irregularidades que marcaram a gestão de presidentes do MT Saúde como Yuri Bastos e de titulares da SAD, como o advogado César Zilio.

Um esforço para recuperar  a credibilidade do MT Saúde e garantir a punição de todos aqueles que cometeram ou facilitaram a ocorrencia de ilegalidades em sua gestão, começou a ser desenvolvido quando os sindicalistas que compõem o Fórum Sindical de Mato Grosso resolveram intervir e cobrar a moralização do Plano.

Desde que o advogado Francisco Faiad assumiu o comando da SAD, neste ano de 2013, o Fórum Sindical vem se esforçando para estabelecer e concretizar uma gestão compartilhada do MT Saúde. Neste video, divulgado pelo Fórum Sindical, você pode conferir os principais momentos da segunda reunião dos sindicalistas do Fórum Sindical com o secretário Faiad, que aconteceu no dia 4 de março. Veja que, em parceria com a nova direção do MT Saúde, representada pelo seu presidente, Flávio Taques, os sindicalistas já desenvolveram uma proposta de reestruturação da tabela de contribuições a serem pagas pelos servidores ao Plano.

Pela nova tabela, deixa-se de considerar a apenas a faixa salarial para se considerar, como principais fatores para o cálculo das mensalidades, a faixa salarial e também a idade dos contribuintes. Aqueles servidores com menor ganho salarial – até R$ 1 mil real por mês – serão beneficiados com um maior abono por parte do governo. Dentro desta proposta, que está sendo submetida à apreciação do governador Silval Barbosa, o Governo do Estado, que atualmente cobre mais de 50% dos gastos do MT Saúde, reduziria sua participação para apenas 30 por cento.

Veja o video e confira como andam as negociações entre os sindicalistas do Fórum Sindical de Mato Grosso e o Governo do Estado. É importante anotar que as negociações entre o Fórum Sindical e a SAD continuam – e a terceira reunião deste grupo já está marcada para a próxima segunda-feira, 1º de abril, no gabinete de Francisco Faiad.

Categorias:Cidadania

3 Comentários

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 177.65.147.32 - Responder

    O ENGRAÇADO É QUEM NINGUÉM COMENTA QUE A TAL DE GINAMARA QUE FOI BENEFICIADA COM OS CEM POR CENTOS DO MT SAÚDE É T~ÃO SÓMENTE IRMÃ DA ROSELI ESPOSA DO GOVERNADOR SILVAL, NÃO SEI PORQUE OMITEM O NOME E O PARENTESCO. DELA. MINISTÉRIO PÚBLICO E CEARAZINHA CADÊ VOCES……..

  2. - IP 177.41.89.21 - Responder

    Não se esqueçam que BLAIRO MAGGI,foi ressarcido em $600.000,oo pelo MTsaude pelas complicações que SUA ESPOSA teve após cirurgia estética-redução de estomago-e que nunca é detalhado por ninguém de direito.Além dele, teve o pai do yuri-Dr. Arthur-(750000) ;além de outras mazelas. É só seguir o caminho do dinheiro,falta só, HOMEM em MT para isso!

  3. - IP 177.39.129.210 - Responder

    Fomos todos.prejudicados pela essa corja que o governador colocou aí no MT saúde, também sabemos que não é por falta de competência da direção do plano e sim por má fé ,para com o dinheiro do trabalhador.Agora estamos aqui em Rondonópolis sem assistência médica porque nenhum médico quer atender pelo plano, devido aos calotes que levaram. O governo é o responsável por essa situação caótica que estamos vivendo! quem não tem competência não se estabelece.

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

catorze + 18 =