“MAU CARÁTER” – Antero baixa o cacete em Romilson Dourado

Para desmentir que esteja a serviço de Dorileo Leal cuidando da montagem de um “comitê da maldade” que ficaria encarregado de detonar com a candidatura de Mauro Mendes a Prefeito, o jornalista Antero Paes de Barros baixou o cacete no também jornalista Romilson Dourado, que veiculara esta informação no seu site RD News. Segundo Antero, Romilson fabrica a notícia, é um jornalista vendido, interessado, no momento, em faturar uma grana em cima do empresário Mauro Mendes. Os xingamentos de Antero pra cima do Romilson demonstram que, com compra de candidaturas, conchavos milionários e outras armações que certamente virão por aí, o jogo político em Mato Grosso e, mais particularmente, em Cuiabá, continua em estilo bastante rasteiro. (EC)

Antero se revolta e afirma que dono do Rdnews é “gangster do jornalismo” de MT

CLÁUDIO MORAES
Da Editoria – O DOCUMENTO

O ex-senador Antero Paes de Barros (PSDB) teceu há pouco contundentes críticas ao comportamento profissional do jornalista Romilson Dourado, diretor-presidente do site Rdnews. A ira de Antero foi despertada após a notícia veiculada no grupo de comunicação afirmando que o tucano seria candidato a vereador e também estaria articulando a montagem da reedição do “Comitê da Maldade” contra o empresário Mauro Mendes (PSB) – Veja Aqui.

Em comentário no programa “CBN Cuiabá” (AM-590) na manhã de hoje, em que é apresentador, Antero Paes de Barros afirmou que Romilson Dourado é “mentiroso e desonesto sobrevivendo da venda de notícias”. O tucano anunciou que ingressará com ações judiciais contra o proprietário do portal.

“Não tenho o hábito de criticar colegas, mas o mau caratismo, gangsterismo, mentiras e desonestidade intelectual de Romilson ultrapassou qualquer fronteira do bom senso ao publicar uma nota ontem sobre minha atuação e também da desistência da candidatura do empresário Dorileo Leal”, afirmou, ao considerar a “mente” do profissional como doentia.

Irônico, Antero ainda considerou que Romilson Dourado “ainda insiste em se intitular jornalista” diante do fato de ter publicado a notícia sem checar a informação “que saiu de sua mente devidamente remunerada até porque as ilações que ele cria e tenta vender aos seus patrocinadores”. O ex-senador tucano garantiu que nunca se reuniu para criar um “comitê da maldade”.

Antero Paes de Barros frisou que o jornalista plantou a informação numa demonstração de que deseja “vender o site durante a campanha” para o candidato favorito ao palácio Alencastro, o empresário Mauro Mendes (PSB). “Paciência tem limite e o mau jornalismo tem que ser denunciado. O que eu tenho a ver que o PMDB apoiará o PSB. Eu sou só do PSDB”.

O ex-senador tucano lembrou que já havia declarado que se Dorileo Leal, dono do grupo Gazeta de Comunicação, fosse candidato iria apoiá-lo se licenciando do partido. “Sou amigo e irmão do Dorileo. Com a desistência do Dorileo, é claro que o meu candidato será do meu partido – deputado estadual Guilherme Maluf (PSDB). A ética não faz parte da consciência e cotidiano de Romilson”, assinalou, ao descartar assumir uma candidatura a vereador porque assumiu o compromisso profissional de ser o marketeiro da campanha a reeleição do prefeito de Sinop, Juarez Costa (PMDB).

Ao final, Antero Paes de Barros afirmou que Romilson Dourado “deslustra o jornalismo brasileiro”. “As notícias dele não tem aspas. Ele não divulga notícias, mas fabrica notícias. A informação divulgada por ele mostra claramente: atenção Mauro Mendes, o senhor Romilson está batendo as portas e quer um dinheiro ai”, finalizou.

————–
VEJA O QUE PUBLICOU O RD NEWS

Dorileo ignora PMDB, já procura Maluf e lança Antero a vereador
Romilson Dourado e Patrícia Sanches

Missão do partido do governador Silval agora será conter a ira do empresário, que foi levado ao forno e teve a pré-candidatura a prefeito queimada e, no mesmo dia, se juntou a Antero de Barros para criar o “comitê da maldade” contra Mauro Mendes, mesmo que tenha apoio do PMDB, e deve aderir à candidatura de Maluf e ainda incentiva o ex-senador a disputar a vereador, tudo para confrontar o pré-candidato do PSB

O maior desafio da cúpula do PMDB agora é “desarmar” o empresário Dorileo Leal, que desistiu da pré-candidatura a prefeito de Cuiabá por causa do processo de “fritura” e já começou a disparar a metralhadora verbal até para o lado do governador Silval Barbosa. Dono de um dos maiores grupos de comunicação do Estado, agregando rádios AM e FM, jornal, emissora de TV, agência de propaganda e instituto de pesquisa, Dorileo pode conduzir uma parte da legenda peemedebista para outro rumo, vindo a contrariar a aliança oficial, principalmente se o partido compor com o também empresário Mauro Mendes (PSB). Aliás, essa é a tendência mais provável, inclusive com os peemedebistas tendo direito de indicar o vice da chapa. Francisco Faiad, Totó Parente e Domingos Sávio já se lançaram como postulantes à vaga de vice.

Dorileo está raivoso. Nos bastidores, ele tem feito críticas tanto ao governador, para quem nada se articulou para ajudá-lo a viabilizar o projeto majoritário, quanto aos irmãos Paulo e Carlos Bezerra e ainda ao ex-vereador Totó.

Para se ter ideia da rebeldia, nesta segunda, horas depois de comunicar a Silval e também ao presidente do diretório municipal Clovis Cardoso, de que não seria mais candidato, Dorileo, acompanhado do amigo e ex-senador Antero de Barros (PSDB), se reuniu com o deputado estadual Guilherme Maluf, pré-candidato do PSDB ao Palácio Alencastro. Do encontro nasceu o que se batizou nas últimas duas eleições de comitê da maldade – grupo de articuladores que se juntam nos bastidores para lançar ações e manobras, fomentar discórdia e criar dossiês para detonar adversários.

Dorileo, que tem simpatia pelo tucanato desde a época em que Dante de Oliveira (já falecido) foi governador, tende a apoiar Maluf, que vive expectativa de atrair o PTB do prefeito Chico Galindo e o PP de Pedro Henry, já que o deputado federal se tornou amigo e sócio de Maluf nos negócios na área de saúde. Estuda-se até a possibilidade do ex-senador Antero entrar na disputa para vereador, com a missão de, mesmo na proporcional, fazer oposição dura ao majoritário Mauro Mendes. São sinais de que o PMDB rachou em Cuiabá e seus pré-candidatos a vereador podem sentir nas urnas esse reflexo negativo em decorrência da falta de unidade.

Categorias:Imprensa em debate

2 Comentários

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 177.116.142.43 - Responder

    AAAHHHHHHHHHHHHH, não! Mais um comite da maldade? Será que nao aprenderam que jogo baixo nao da certo? Olha só a surra que tomaram os candidatos que, à época, formataram esse tal comitê? Acoooorda, gente! O povo está mudando o seu conceito.

  2. - IP 187.116.239.29 - Responder

    MAU CARÁTER, QUEM?

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

quinze + três =