Alvo de processo na Corregedoria do TJ, juiza Wandinelma dos Santos foi vítima de equívoco do colunista Fernando Baracat. Mesmo depois de esclarecimento prestado por Baracat, corregedor Ornellas sustenta pedido de afastamento da juiza

Uma nota publicada na coluna social de Fernando Baracat, um dos mais conceituados e respeitados de Mato Grosso, titular do respeitada coluna no jornal A Gazeta, de Cuiabá, transformou em ré, em processo administrativo que corre na Corregedoria de Justiça do TJ-MT, a juiza Wandinelma dos Santos, naquele que pode ser descrito como um dos mais esdrúxulos casos já registrado nos anais do Judiciário de Mato Grosso.

É que o colunista social, dentro do seu estilo sempre festivo, afirmou que a juiza foi até Salvador, na Bahia, em pleno periodo carnavalesco, se esbaldar no circuito da Ondina, sugerindo que ela saiu pulando e seguindo atrás de todos os trios elétricos possíveis. A nota publicada na coluna de Baracat acabou motivando denúncia anônima encaminhada ao atual corregedor de Justiça, desembargador Manoel Ornellas, segundo a qual a juiza Wandinelma dos Santos estaria caindo na farra em período de licença médica.

Ornellas resolveu abrir inquérito e, agora, está sugerindo a perda do cargo como punição para a juiza por conta única e exclusivamente deste fato. Acontece que, no decorrer do processo, o colunista Fernando Baracat, depondo diante do corregedor, atestou o equivoco de sua nota. Narrou que o simples fato de ter encontrado a juiza Wandinelma dos Santos em Salvador, motivou o tom carnavalesco do registro jornalistico que fez. Acontece que a juiza não estava participando da folia, estava em período de licença médica mas recolhida, tendo esbarrado por acaso com Baracat. Ela também argumenta que, além de problemas nas cordas vocais, viajou para a Bahia para fugir do ambiente estressante de Mato Grosso e também para se recuperar de um problema cardíaco, devidamente atestado pelo seu médico, razão pela qual não podia e efetivamente não se envolveu em qualquer festejo momesmo.

Apesar de todos estes esclarecimentos, prestados durante o inquérito na Corregedoria, o corregedor Manoel Ornellas e seu juiz auxiliar, Alexandre Elias, não se dobraram aos fatos alegados pela juiza Wandinelma dos Santos e mantém o pedido de puniçao para ela que será analisado pelo Pleno do Tribunal de Justiça. É mais uma situação esdrúxula que acontece, em Mato Grosso, envolvendo nossos magistrados e, mais diretamente, a Corregedoria de Justiça do Tribunal de Justiça, atualmente comandada pelo desembargador Manoel Ornellas. No anexo, publicamos inteiro teor da defesa que a juiza Wandinelma dos Santos apresentou diante da corregedoria, através de suas advogadas Danielle Garcia e Laila Allemand.

CLIQUE NO LINK ABAIXO E LEIA INTEIRO TEOR DA DEFESA DA JUIZA

Tjmt Pagina do E – Juiza Se Defende

http://www.scribd.com/TJ-Pagina-do-E-Moa-e-Baracat-no-caso-Wandinelma/d/35656407

 

Flash Animation

Categorias:Cidadania

Sem comentários. Seja o primeiro a comentar

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 200.163.50.5 - Responder

    Fugir do estresse, indo para Salvador no período de Carnaval! Isso é piada, não? Alegar isso como defesa é rir da nossa cara. Inventa outra pra ver se cola.

  2. - IP 187.25.138.167 - Responder

    Será que essas punições vai se estender a todos os servidores. Filhos, esposas, noras, genros………

  3. - IP 187.25.135.70 - Responder

    só por causa disso a juiza será condenada ? ela nao fez nada de mal e essa tal de baracat abacate nao tinha nada que falar da vida da juiza, dr vou orar e Deus lhe dará a vitória.faça o dna moa

  4. - IP 201.3.37.40 - Responder

    Pô, fala sério né Sr. Corregedor, vai se preocupar com coisas piores que acontece nesse “Judiciário”, que de justiça não tem nada. Isso tudo é pra dizer que faz alguma coisa, mas faz me rir né, isso que ela fez, se realmente fez, foi fichinha para as coisas que acontecem nesse tribunal. Faz o seguinte, pune ela com corte de subsídio, caso seja comprovado algo, agora perder o cargo é muita palhaçada, muitos outros são que merecem perder o cargo, agora essa Juíza perder por causa disso, é muita injustiça.

  5. - IP 173.244.197.210 - Responder

    Se alguém está doente, com problemas cardiácos que demandam descanso, precisando afastar-se do stress e a procura de sossego, uma coisa é certa:
    em Salvador, durante o carnaval, este doente vai acabar morrendo!! Então, que venha o julgamento!!

  6. - IP 189.59.62.203 - Responder

    Faz o DNA! Faz o DNA! Não fique pegando no pé dos outros.

  7. - IP 189.59.36.171 - Responder

    O POVO QUER SABER:
    Por que o Coregedor não aproveita a sessão do Pleno e coloca em julgamento o processo contra o Juiz Cirio Miotto ? ou esse processo também foi EXTINTO NO PLANTÃO PELO JUIZ AUXILIAR?

  8. - IP 189.59.36.171 - Responder

    VAMOS COMBINAR:
    Engraçado …quando a casa tá caindo, sevidores em greve há meses, escandalos e mais escandalos no TJMT , com o Pleno desfalcado, o MOA larga a Corregedoria à deriva e vai pescar….
    Isso POOOOOODE….

  9. - IP 189.73.196.50 - Responder

    Todos devem ser punidos, inclusive a juíza foliona.
    Fernando, quanto foi o jabá?

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

2 × 5 =