ALEXANDRE APRÁ: Denúncia da OAB contra juiz Roberto Seror não passa de grande presepada de Maurício Aude

Denúncia da OAB contra juiz Roberto Seror não passa de grande presepada de Maurício Aude

ALEXANDRE APRÁ / DA REDAÇÃO

Isso É Notícia

Roberto Seror

Juiz Roberto Seror

Douglas Trielli / Isso É Notícia

mauricio aude

Presidente da OAB/MT, Maurício Aude

Isso É Notícia foi conferir, in loco, a denúncia do presidente da seccional de Mato Grosso da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-MT), Maurício Aude, de que o juiz Roberto Teixeira Seror, titular da 5ª Vara Especializada da Fazenda Pública de Cuiabá, estaria impedindo o acesso de advogados em seu gabinete e os atendia apenas por meio de um interfone que estaria instalado na porta de seu gabinete.

 

E a conclusão é que tudo não passou de uma grande presepada de Maurício Aude ou por incompetência de sua assessoria ou por pura má-fé mesmo.

 

As fotos mostram que o interfone questionado está instalado, na verdade, na porta que dá acesso à secretaria da Vara, onde estão armazenados todos os processos. Além disso, há um aviso bem grande destacando que por aquela porta só passam funcionários que entrarão nas dependências da escrivania.

 

Isso É Notícia

Secretaria Roberto Seror

 

A porta do gabinete de Seror, na verdade, está a cinco metros da porta “flagrada” com o interfone e que rendeu até notícia no site da OAB e uma reclamação formal feita ao corregedor-geral de Justiça e ao presidente do TJ.

 

Isso É Notícia

Gabinete Roberto Seror

 

Funcionários da Vara ouvidos pelo blog contaram que a porta onde está o interfone dá acesso também à sala de audiência que não é utilizada porque nos processos da Vara da Fazenda Pública geralmente não são feitas audiências. Além disso, o local é utilizado para armazenar os milhares de processos que ali tramitam. Segundo um funcionário, o interfone foi colocado para impedir a entrada de pessoas estranhas no local para preservar os processos.

 

Será que Aude anda tão sumido do Fórum de Cuiabá que não consegue mais diferenciar a entrada da sala de audiência (que também dá acesso à escrivania) com a entrada dos gabinetes dos juízes?

 

O juiz Roberto Seror não quis comentar sobre o assunto. Se limitou a informar que já enviou as explicações ao corregedor e ao presidente do TJ e está analisando mover uma ação de reparação de danos morais contra a OAB e Maurício Aude.

1 Comentário

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 201.57.233.221 - Responder

    Pracabá! A OAB/MT está mais interessada em perseguir os juizes a, realmente, trabalhar por um melhor ambiente de trabalho para seus advogados. Agora, pergunto: ficou feio pra quem? Para o juiz que, como vimos, está agindo dentro da normalidade ou para o Aude que, como questionado acima, parace estar tão sumido do Fórum que não consegue mais diferenciar a entrada da sala de audiência com a entrada dos gabinetes dos juízes??? Se o Aude fez isso para chamar atençao da mídia, melhor seria PENDURAR UMA MELANCIA NO PESCOÇO, visitando os espaços do fórum que, ao que tudo indica, ele já esqueceu como é!

Deixe uma resposta para Marcela    ( cancelar resposta )

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

16 − doze =