PREFEITURA SANEAMENTO

ADVOGADO RENATO GOMES NERY: Militares, nunca mais!

Renato Nery

 

 

MILITARES NUNCA MAIS…..

Por Renato Gomes Nery

 

Tenho sido questionado sobre diversos assuntos depois que passei a escrever nesta coluna. E o mais frequente é um suposto e pretenso retorno dos militares ao poder para por fim a este período de incertezas que vivemos.

 

É, entretanto, preciso contextualizar esta questão. Na década de 60 quando aconteceu a tomada do poder pelos militares no Brasil, havia uma conjuntura favorável para isto. A grande maioria dos países da América do Sul era governada por ditaduras. Havia um receio de que a Revolução Comunista Cubana se espalhasse pelo continente. O EUA apoiava golpes temendo o comunismo.

 

No plano interno o Governo de esquerda propalava e prometia uma República Sindicalista. A classe média, onde está incluída a maioria do militares,  fazia passeatas contra o regime. Os militares, temendo, pela paz e pela ordem ameaçada com propagação de ideias e comícios radicais, estavam em alerta. Daí ao golpe foi um passo.

 

Não temos, hoje, quaisquer dos fatores acima que pudessem se pensar para romper a ordem estabelecida. Pelo contrário, os militares voltaram aos quartéis e não tem nada que indique que eles queriam sair de lá. Não existe ambiente externo e nem interno que possa influenciar na mudança de rumo. Pelo contrário, floresce no mundo inteiro democracias representativas. A população preocupada com o desemprego e com a crise econômica luta heroicamente para sobreviver, passando ao largo e indiferente para com as estripulias políticas.

Neste contexto, me parece que a ordem estabelecida  corra risco. Sem ambiente propício não haverá golpe e nem os militares embarcariam numa empreitada desta. Entretanto, no olho do furacão algumas pessoas acham que a saída seria a tomada do poder pelos militares, pensando do lado bom e esquecendo-se da face cruel. E isto seria repetir a história e quando isto acontece – “ela se repete, pela primeira vez como  tragédia e pela segunda vez em forma de farsa”, como afirmou Karl Marx.

 

Já pensou, por hipótese, a Dilma sendo torturada outra vez! O Lula voltando do exílio! Bem como nas pretensas  vítimas e injustiçados do regime a pleitearem anistia! E esquerda propalando soluções mágicas para salvar o Brasil! Este filme nós já vimos!

 

Não esqueçamos de que o poder embriaga. Ninguém que o tenha quer perde-lo. Ir-se-á entrar na mesma armadilha do passado. A promessa era o golpe e, em seguida, a entrega do poder aos civis com eleições livres. A retomada foi difícil e dolorosa 20 anos depois.

 

O desafio é grande. Os políticos são frutos desta sociedade onde a ordem é tirar vantagem. A realidade que temos é esta! O povo que temos é este!

 

Estamos com uma chance de ouro para purgar nossos  erros e desacertos em busca de um futuro promissor. Nunca se apurou ou se puniu tanto. Para se chegar ao paraíso é preciso passar pelo inferno. Não há mal que sempre dure e bem que nunca acabe –  como dizia a minha mãe. Portanto, é preciso enfrentar as  dificuldades e resolvê-las com razão, talento, lógica, sabedoria e competência. Não se pode ficar procurando soluções mágicas ou pedindo socorro extremo toda vez que surge um problema ou um  desafio.

 

A esperança é nossa companheira de jornada e o voto ainda é uma arma poderosa! Não esqueçamos que, nos regimes de força, a primeira coisa que se perde é o direito de votar.

 

O resto é pedir a Deus que nos ilumine e nos guie.

 

                                      Renato Gomes Nery é advogado em Cuiabá – E-mail – [email protected]

Categorias:Cidadania

Sem comentários. Seja o primeiro a comentar

Assinar feed dos Comentários

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

dezessete + onze =