PREFEITURA SANEAMENTO

Advogadas Emanuelle Hachmann, Márcia Figueiredo, Meire Venceslau, Marta Lúcia e Helaine Moreira, da AMM, conversaram sobre advocacia pública com Luciana Serafim

O encontro de Luciana Seraim com as advogadas da AMM serviu para reforçar o papel da mulher no comando de importantes instituições como a OAB, por exemplo. “Somos capazes e não necessitamos de cota para isso", destacou Luciana

Luciana Serafim se reúne com advogadas da AMM
Advocacia pública e o resgate do orgulho profissional foram os temas centrais do encontro, em Cuiabá

Seguindo o cronograma de reuniões de apoio à chapa ‘Orgulho de ser Advogado’, a candidata à presidência da OAB-MT, Luciana Serafim, se reuniu com a assessoria jurídica da Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM). Recebidas pelas advogadas Emanuelle Hachmann, Márcia Figueiredo, Meire Venceslau, Marta Lúcia e Helaine Moreira, Luciana Serafim apresentou sua plataforma de gestão que, segundo ela, contempla os anseios de mudança de toda a classe. “Falo em nome de todos os advogados e não apenas de um pequeno grupo, como acontece atualmente com a gestão da Ordem em Mato Grosso”, disse ela.
Luciana Serafim destacou a importância da Advocacia Pública na análise das contas dos gestores que tramitam no Tribunal de Contas do Estado (TCE). Em alguns casos, observou ela, ações contra prefeituras e gestores públicos recebem apenas defesa contábil, não se observando a importância da defesa por um advogado. “E muitas condenações ocorrem por ausência de uma defesa técnica”, concordou Márcia Figueiredo. Nesse contexto, Luciana Serafim defende que a Escola Superior de Advocacia cumpra seu papel com cursos específicos em áreas estratégicas do Legislativo e do Executivo.
Neste momento em que a troca de prefeitos e vereadores se aproxima, com as eleições de outubro, Marta Lucia destaca que essa preocupação com a Advocacia Pública se faz necessária. “Os novos gestores precisam desse apoio jurídico especializado e os próprios advogados precisam ocupar esse espaço”, completa Luciana.
Antes de tudo, destaca Luciana, é precisamos resgatar o orgulho de ser advogado. “Precisamos fazer com que nossos colegas se sintam valorizados com apoio total e irrestrito por parte da Ordem. E não apenas na advocacia pública, mas, também, no direito privado”.
O encontro na AMM serviu, ainda, para reforçar o papel da mulher no comando de importantes instituições como a OAB, por exemplo. “Somos capazes e não necessitamos de cota para isso. Sabemos administrar e cuidar coletivamente dos interesses da Ordem e dos advogados de Mato Grosso”, finalizou Luciana Serafim.

Categorias:Jogo do Poder

Sem comentários. Seja o primeiro a comentar

Assinar feed dos Comentários

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

1 × 2 =