Adolfo Grassi diz que sua candidatura representa a esquerda

Adolfo Grassi, do PPL, terá dois minutos no horário de propaganda eleitoral na televisão

“Minha candidatura e meu partido vieram para ocupar um vazio que existe à esquerda, dentro da política, em Mato Grosso e no Brasil”. Quem garante isso é o advogado Adolfo Grassi, do Partido Pátria Livre, o sexto candidato a prefeito lançado em Cuiabá – e que vai se bater, nesta eleição, contra nomes mais balados como os de Mauro Mendes, Lúdio Cabral, Guilherme Maluf, Carlos Brito e Mauro Lara.

Segundo Grassi, os antigos partidos de esquerda foram para o poder e perderam as suas caracteristica. Ficou um vazio que o PPL veio agora para suprir. Na verdade, o PPL está legalizado desde o ano de 2009 e reúne militantes do antigo Movimento Revolucionário 8 de Outubro – o MR-8, que se expressa nacionalmente através do jornal Hora do Povo.

Servidor público, lotado na secretária comandada pela primeira dama Roseli Barbosa, Grassi é também presidente licenciado do Sindicato do Desenvolvimento Econômico e Social de Mato Grosso, que conta com mais mil associados.

Ele diz estar muito satisfeito com o espaço que terá no horário de propaganda eleitoral gratuita. “Dois minutos é muito bom para um partido que, como o nosso, está começando”, afirmou Grassi. Ele se apresenta como fundador do Partido da Pátria Livre, no Brasil, tenho sido o 11º a assinar o livro de filiados à nova agremiação.

Categorias:Jogo do Poder

1 Comentário

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 187.123.2.189 - Responder

    esquerda que piada é essa

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

20 − 4 =