ADEMAR ADAMS: Não vou dizer que fiquei decepcionado com a filiação da ex-senadora Serys ao PTB, pois este sentimento com relação a ela eu já cultivo faz tempo. É o fim da picada. Talvez o fim da linha da professora na carreira política.

A ex-petista professora Serys Slhessarenko recepcionada no PTB por Chico Galindo e Luiz Antônio Pagot; à direita, o jornalista Ademar Adams

A ex-petista professora Serys Slhessarenko recepcionada no PTB por Chico Galindo e Luiz Antônio Pagot; à direita, o jornalista Ademar Adams

Serys no PTB. Será que a cara dela não ficou vermelha?
por Ademar Adams

Não vou dizer que fiquei decepcionado com a filiação da ex-senadora Serys ao PTB, pois este sentimento com relação a ela eu já cultivo faz tempo. Mas, para não ficar mais indignado com as mudanças para pior dos nossos políticos, de hoje em diante passo a chamar esta senhora de Marly Slhessarenko.

O fato dela sair do PT nem questiono, pois não sou petista. Também porque isso é um direito dela, principalmente porque esse partido virou carne de vaca. Não resistiu ao fato de ser governo e se melecou como qualquer partido fisiológico.

Mas eu me sinto no direito de recriminar a sua filiação ao PTB pelo fato de tê-la apoiado e votado nela durante muitos anos.

Ela foi uma grande deputada. Juntamente com Gilney Viana fizeram história na Assembleia, num tempo em que o PT era um partido sério.

O momento da saída da Marly de sua tradicional agremiação, no curso de uma eleição onde o candidato do seu partido foi escolhido em convenção partidária, da qual ela se manteve distante, já foi o começo da incoerência.

No seu tempo de “guerreira”, teve um episódio interessante no dia da eleição da Mesa, quando Riva e Abreu traíram Dante e se bandearam para o lado do time dos Campos, e elegeram como presidente o Gilmar Fabris (desculpem o palavrão). Pois é, nesse dia, num entrevero no começo da votação, Riva chegou a dar um tabefe na Marly.

O tempo passou e voou. Alguns anos depois, lá estava ela, candidata ao Senado recebendo apoio do Riva que então estava magoadinho com o Bezerra, que tirou dele a vaga de candidato a senador. Aliás, sorte do Riva, pois se fosse candidato e tivesse sido eleito senador em 2002, talvez teria sido cassado logo após a posse, pois foi no final daquele ano que estourou o bunker do bicheiro Arcanjo e o Baixinho estava no olho do furacão e, pelo cargo, não seria julgado pela velosíssima Justiça de Mato Grosso.

Eleita senadora, Marly ficou 8 anos na Câmara Alta em Brasília sem ter feito um pronunciamento se quer para denunciar a corrupção na Assembleia de Mato Grosso.

Uma vez, alguns anos atrás, fiquei umas duas horas falando com ela quando esperamos avião e fomos no mesmo voo até Brasília. Na conversa notei que ela não sabia nada das questões locais. Vivia tão deslumbrada com a vida de senadora, viajando para China, cuidando de temas universais, que Mato Grosso ficou longe. Não foi à toa que perdeu o comando do partido para um pangaré como o Abicallil.

E aí, Marly deixa o PT durante uma eleição, favorecendo o candidato empresário, renegando sua tradição política. Cai o ostracismo e de repente volta às manchetes ao adentrar ao PTB.

Se fosse o PTB do passado, o partido da massa trabalhadora antes da ditadura militar, vá lá. Mas esse partido, renascido de um golpe de Golbery do Couto e Silva contra Leonel Brizola, quando a injustiça eleitoral deu o partido à pelega Ivete Vargas. O objetivo era impedir o retorno do grande partido do povo, às mãos do seu legítimo herdeiro, o ex-governador gaúcho.

Esse PTB, parido pelo casal Golbery/Ivete é antítese do partido getulista. Nasceu como linha auxiliar do PDS(Arena) e sempre foi composto por gente conservadora, udenista e reacionária. Políticos que jamais estiveram com Getúlio, Jango e Brizola e nem sabem quem foi Alberto Pasqualini. Mas na propaganda eleitoral esse PTB fantoche se apropria das conquistas dos trabalhadores nos tempo de Vargas e se arroga de legítimo herdeiro dele.

Foi para esse partido, mero ajuntamento de políticos fisiológicos, seguidamente envolvidos em todos os tipos de falcatrua, que adentrou a outrora revolucionária Marly.

Foi juntar-se a Galindo, esse péssimo ex-prefeito, resultado da última sentada no trono do franguinho Wilton Santos, que largou o segundo mandato no começo, para uma aventura de ser candidato ao governo do estado em parceria com J. Veríssimo e seus demo-cráticos.

Marly foi juntar-se ainda a outros políticos menores. No espaço local, nem vou citar os parvos, pois nem merecem ser nominados. Já no plano nacional perfilhou-se com Roberto Jefferson e Fernando Collor. Que correligionários. É o fim da picada. Talvez o fim da linha da professora na carreira política.

 

ADEMAR ADAMS é jornalista em Cuiabá

Categorias:Direito e Torto

19 Comentários

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 177.64.235.119 - Responder

    Demorou hein Ademar, até que enfim deu uma dentro!

    • - IP 189.59.47.38 - Responder

      Parece, mas somente parece, que o Ademar, da Família Adams, deu uma dentro, porque na verdade continua equivocado.

      Ele não disse que seria o fim da linha para a Serys quando ela permaneceu no PT, mesmo quando esse partido ex-moralista se tornou o partido que patrocinou o Mensalão comandado por Dirceu, Delúbio, GEnoino e Cia Ltda.

      O Ademar, da Família Adams, também não disse que seria o fim da linha para outros petistas que também não saíram do PT.

      Então porque dizer que é o fim da linha para a Serys porque agora ela entrou em outro partido???? Pode até ser mas por outro motivo qualquer.

      Quem foi do PT não pode reclamar de partido algum.

      E o Abicaiu, caiu por que?? Por que ficou no PT???
      .

  2. - IP 177.5.234.118 - Responder

    É o DNA petista . Juntando-se aos seus.
    Melancólico para dizer o mínimo.

  3. - IP 177.41.86.104 - Responder

    Mas será que eu não vou ver nenhuma linha nesse saite comentando a ida do Juiz Julier na Assembleia Legislativa???????? Mas que olhar seletivo. O dono do saite tem focos certeiros.

    • - IP 189.59.69.195 - Responder

      Antônio, você tem razão. A ida do Julier à Assembleia tem um significado muito forte. Mesmo antes de entrar de vez na política ele já se comportou com um qualquer dessa catrefa de político que temos no Brasil. Virou carne de vaca antes de entrar no curral.

  4. - IP 177.221.96.140 - Responder

    A Serys foi gente boa mesmo quando estava no PT dos chefões Zé Dirceu, Zé Genoino, Delúbio Soares e grande Petralhão Lulão.

    • - IP 201.34.245.156 - Responder

      Zé Dirceu e Zé Genoino são aqueles que foram acusados SEM PROVAS?
      Baseado no tal “domínio do fato”uma tese que nunca foi aplicado antes e que só foi aplicando no julgamento do mensalão só para acusar os réus e atender a sanha da grande imprensa?
      Vc já se perguntou por que até hoje não foi sequer marcado o julgamento dos pilantras políticos tucanos de Minas Gerais que inventaram esse tal de “mensalão”?
      Acorda companheiro!

      • - IP 177.221.96.140 - Responder

        A condenação do Zé Dirceu por corrupção ativa já é definitiva, não adianta os petistas e petralhas chorarem.

        Quanto ao Zé Genoíno, falar em falta de provas é verdadeiro absurdo. Só se for para esquecer todos aqueles contratos fraudulentos que ele assinou. Uma parte da condenação do Genoino também já é definitiva, não sujeita à tentativa do golpe dos embargos infringentes.

  5. - IP 201.34.245.156 - Responder

    Serys nunca mais. Já era. Só não imaginei que ela fosse se rebaixar tanto, aliando-se a Galindo.

  6. - IP 179.252.12.178 - Responder

    PETRALHAS que andam por este site defendendo a ratazana mensaleira , oque vosmecês tem a dizer sobre essa matéria sobre o NOVATO?????

    http://prosaepolitica.com.br/2013/09/14/escritorio-do-novato-do-stf-recebeu-dispensa-de-licitacao-de-r-2-milhoes-da-uniao/#.UjTz_1LUikw

    Leiam , e não fiquem com essa conversinha de PIG , apenas digam se isso PARA VOCÊS É ÉTICO e moralmente aceitável para um ministro do STF.

    Para voces ( petralhas) o lewandounsky ser ex advogado do pt pode
    O tófolli ser ex advogado do pt pode .
    Ágora o NOVATO ter um contrato de dois milhoes com o governo petista PODE?

  7. - IP 177.3.50.80 - Responder

    Antonio Fortes e Ademar, vocês são verdadeiros cegos políticos ou acham que O Juiz Federal Julier Sebastião vai ser eleito Governador apenas conversando com vocês?!!Está correto o Juiz Julier,ele já conversou com várias entidades dos Movimentos Populares e Sociais,com setores da Igreja Católica e Protestante,com vários partidos Políticos que compõem a base da Presidenta Dilma,com o Ministro Gilberto Carvalho,homem de confiança de Lula e Dilma e tem que conversar sim com os Deputados Estaduais da Base na Assembléia.Todos os Deputados foram votados pelo voto popular.Caso contrário vão apoiar Pedro Taques que acha que é dono da verdade,que basta conversar conversar com o seu núcleo político composto de Antero,Wilson Santos,Júlio Campos,Aldo Locatelli,Pivetta,F. Mendonça Agiota e outros membros da Direita de MT. Ia esquecendo Pedro Taques só não conversa com o Riva,mas janta no apartamento de Júlio Campos,réu denunciado no STF por Homicídio duplo qualificado,com Nilson Leitão o Parlamentar Federal mais processado de MT,preso pela Min. Eliana Calmon,com Valtenir o homem da Internet fácil e por aí vai…Acorda seus bobinhos!!!

    • - IP 177.145.228.61 - Responder

      Não conheço você Luciana. mas parece que você é um “Rivagirl”. Se me chamas de bobinho, posso dizer isso de ti. Mas quanto a Pedro Taques e seus “nuevos muy amigos”, me inclua fora desse time. Nessa batida, eu não vote nem no ex-procurador nem no ainda Juiz. Voto em branco, nesse tipo de político nunca mais!

  8. - IP 177.64.249.101 - Responder

    Vai ser legal ver a Velha Senhora no mesmo palanque de Julio Pinheiro, Pagot, Galindo, Antero, e outros mais, Quanta coerencia!!!!!!

  9. - IP 200.140.40.117 - Responder

    Prezada Luciana Arruda
    Você disse tudo: sou um bobinho. Acreditei muitos anos em gente do PT pra ver Alexandre César ser esse deputado pífio na Assembléia. Para ver Lúdio se aliando a Riva (e ainda votei nele nos dois turnos, dei um crédito). E agora vendo que em nome de um pragmatismo petista que é vomitado do esgoto Julier vai pedir benção pra Riva de novo. Realmente sou muito bobinho. Ou melhor, fui.

  10. - IP 189.11.230.185 - Responder

    Próxima eleição promete ser um verdadeiro filme de terror: Serys com Galindo, Julier com Riva, Pedro traque e cia. Quem salvará nosso pobre Mato Grosso.
    Sem falar na possibilidade de mais 4 anos da petralhada, pqp está difícil viver nesse país.
    Em 2014 tecle tudo 9 e após tecle confirma (tecla verde).

  11. - IP 186.213.225.64 - Responder

    Os petistas há muitos anos se aliaram a tudo quanto é porcaria.

    Vai continuar na mesma coisa.

  12. - IP 177.64.248.44 - Responder

    Todos os partidos políticos são importantes e têm em seus estatutos princípios, postulados e objetivos saudáveis.
    As diversas colorações partidárias compõem o buquê de nossa democracia. E isto é bonito!
    O fato de as pessoas negligenciarem aos princípios, postulados e objetivos partidários não autoriza críticas à agremiação. Quem condena o partido por atos de seus integrantes, é como “matar a vaca para pegar o carrapato”.
    A opção partidária é inerente à liberdade de associação, assegurada pelo Estado Democrático de Direito. A Serys escolheu o PTB e poderia ter escolhido outro. O que há de errado nisso? Tenho certeza que ela levará para o PTB todo o seu arsenal de luta, toda a experiência de guerreira que foi, que é e que será!
    De minha parte, …

    Não preciso esconder
    A minha opção política
    E se alguém me critica
    Por eu escolher o PT
    Eu quero apenas dizer
    Minhas escolhas, faço eu
    E se você não entendeu
    Com respeito, eu explico
    Veja bem, eu não critico
    O que você escolheu!

    • - IP 177.221.96.140 - Responder

      Ainda bem que o Valfran dos Anjos é advogado competente, porque se dependesse do seu talento de poeta…

  13. - IP 179.118.86.113 - Responder

    Enock ficou mamando como assessor da serys, agora fica publicando artigos contra ela ah hominhoo…. Uma pena professoara, conhecemos as pessoas apenas quando o poder acaba. Isso é a política que os petralhas pregam!!

Deixe uma resposta para Evaldo    ( cancelar resposta )

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

dezesseis − catorze =