(65) 99638-6107

CUIABÁ

A sociedade contra o crime

Três são presos em flagrante e pontos do tráfico são desarticulados durante operação em Campos de Júlio

Publicados

A sociedade contra o crime


Assessoria/Polícia Civil-MT

A Polícia Civil deflagrou nesta quarta-feira (22) a operação “Euphractus”, em Campos de Júlio (553 km a noroeste da Capital), para cumprimento de dois mandados de busca e apreensão que visam desarticular pontos de venda de entorpecentes.

Três suspeitos foram presos em flagrante e apreendidas entorpecentes, celulares, arma, dinheiro e apetrechos para embalar drogas. A operação contou com apoio da Delegacia de Comodoro. 

Em investigações realizadas pela equipe da Delegacia de Campos de Júlio, os policiais civis identificaram o comércio de substâncias ilícitas em dois endereços na cidade.

Após monitoramento e a coleta de indícios sobre as atividades criminosas, o delegado Ricardo Marques Sarto representou pelos pedidos de buscas e apreensões domiciliares deferidos pelo juízo da Comarca de Comodoro.

O primeiro alvo das buscas foi um endereço no bairro Águas Claras, onde os investigadores localizaram fR$ 500 provenientes da venda de entorpecentes, além de porções de maconha e pasta base de cocaína. Dois jovens de 20 e 23 anos foram presos em flagrante.

Leia Também:  Suspeito investigado por atuar com tráfico de drogas em Rondonópolis é preso em flagrante

O suspeito de 23 anos responde a dois homicídios e estava com mandado de prisão em aberto, expedido pela Comarca de Vitorino Freire, no Maranhão, onde cometeu um homicídio a golpes de facão motivado por dívida de drogas.

Na segunda residência alvo de mandado judicial, no centro da cidade, os policiais civis apreenderam porções maconha e de crack, balança de precisão, R$ 430 em dinheiro e um simulacro de arma de fogo (tipo pistola). O morador de 21 anos foi preso em flagrante por tráfico de drogas.

O delegado Ricardo Sarto destacou o êxito da operação, tendo em vista que os principais alvos da investigação foram presos em flagrante.“Os presos foram conduzidos até a Delegacia de Campos de Júlio, interrogados e após serem autuados pelos crimes, foram colocados à disposição do Poder Judiciário”.

O nome da operação “Euphractus” faz alusão ao nome científico do tatupeba, que refere-se ao modus operandi utilizados pelos alvos para esconder as drogas, enterradas no quintal das casas.

Leia Também:  Polícia Civil participa de palestras da Campanha Agosto Lilás em Alto Araguaia

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

A sociedade contra o crime

EMANUEL PINHEIRO AFASTADO: Operação Capistrum cumpre medidas contra gestores da prefeitura de Cuiabá

Publicados

em

 

Assessoria/Polícia Civil-MT 

O Ministério Público, por meio do Núcleo de Ações de Competência Originária (NACO), e a Polícia Civil cumpriram nesta terça-feira (19.10), dentro da Operação Capistrum, medidas cautelares criminais de busca e apreensão e sequestro de bens em desfavor do prefeito de Cuiabá e sua esposa, do chefe de gabinete da prefeitura, da secretária-adjunta de Governo e Assuntos Estratégicos e do ex-coordenador de Gestão de Pessoas. A decisão judicial também determinou o afastamento da função pública em relação ao prefeito e aos servidores e a prisão temporária do chefe de gabinete.

As decisões são oriundas de investigações originadas no Núcleo de Defesa do Patrimônio Público e da Probidade Administrativa de Cuiabá relacionadas a ilícitos apurados na Secretaria Municipal de Saúde.

Os pedidos foram acolhidos pelo Tribunal de Justiça no âmbito do procedimento de nº 47.520/2021, que corre em segredo de justiça.

O Gaeco e a Delegacia Especializada de Combate à Corrupção da Polícia Civil prestaram apoio no cumprimento dos mandados judiciais.

Além da medida criminal determinada pelo Tribunal de Justiça, o Ministério Público propôs, através do Núcleo de Defesa do Patrimônio Público e da Probidade Administrativa, ação cível por ato de improbidade administrativa visando a aplicação das sanções da lei de improbidade, bem como apresentou pedidos de indisponibilidade de bens e afastamento de agentes públicos.

Leia Também:  Polícia Civil cumpre 43 ordens judiciais contra organização investigada por roubos de cargas em MT e SP

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MATO GROSSO

POLÍCIA

Economia

BRASIL

MAIS LIDAS DA SEMANA