(65) 99638-6107

CUIABÁ

A sociedade contra o crime

Polícia Civil recupera R$ 53 mil subtraídos de vítima durante compra de gado

Publicados

A sociedade contra o crime


Assessoria | Polícia Civil-MT

Uma ação da Polícia Civil realizada em parceria entre a Delegacia de Polícia de Ribeirão Cascalheira (900 km a leste de Cuiabá) e Delegacia Especializada de Repressão a Crimes (DRCI) Informáticos, resultou na recuperação de R$ 53 mil, subtraídos de uma vítima na negociação de cabeças de gado que não foram entregues após o pagamento.

A ocorrência foi registrada na manhã de sábado (25.09), quando a vítima procurou a Polícia Civil relatando que foi até a cidade de Nova Xavantina pois estava negociando a compra de bezerros com um vendedor desta cidade.

A negociação estava sendo feita entre o comunicante, representado por um corretor, que por sua vez negociava os animais com outras três pessoas. Os bezerros que estavam em uma chácara foram mostrados à vítima, a qual aceitou firmar o acordo de compra. 

Segundo o comunicante, os donos dos bezerros estiveram o tempo todo juntos, inclusive ajudando no manejo durante a marcação e embarque do gado, sendo a nota fiscal efetivada pelos vendedores após a transferência via TED do valor da negociação.

Leia Também:  Polícia Civil prende em flagrante idosa de 73 anos e filho pela prática de tráfico de drogas

Então a vítima realizou o pagamento na conta bancária de uma mulher. Em seguida os vendedores viram o comprovante da transferência do valor e permitiram que a carreta com os bezerros deixasse a fazenda até o Posto de Combustível, onde deveriam aguardar a liberação mediante confirmação do crédito.

Já no Posto de Combustível os donos dos animais disseram que pegariam o gado de volta, pois o  pagamento não havia sido debitado na conta deles. 

Diante das informações, rapidamente a equipe da DRCI foi acionada para dar apoio nas investigações, e com base nas informações passadas pela vítima conseguiu recuperar o valor subtraído da vítima, com o bloqueio de R$ 53 mil transferido para a conta da suspeita.

As investigações seguem em andamento para identificar os envolvidos no crime.

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

A sociedade contra o crime

Operação Capistrum cumpre medidas contra gestores da prefeitura de Cuiabá

Publicados

em


Assessoria/Polícia Civil-MT 

O Ministério Público, por meio do Núcleo de Ações de Competência Originária (NACO), e a Polícia Civil cumpriram nesta terça-feira (19.10), dentro da Operação Capistrum, medidas cautelares criminais de busca e apreensão e sequestro de bens em desfavor do prefeito de Cuiabá e sua esposa, do chefe de gabinete da prefeitura, da secretária-adjunta de Governo e Assuntos Estratégicos e do ex-coordenador de Gestão de Pessoas. A decisão judicial também determinou o afastamento da função pública em relação ao prefeito e aos servidores e a prisão temporária do chefe de gabinete.

As decisões são oriundas de investigações originadas no Núcleo de Defesa do Patrimônio Público e da Probidade Administrativa de Cuiabá relacionadas a ilícitos apurados na Secretaria Municipal de Saúde.

Os pedidos foram acolhidos pelo Tribunal de Justiça no âmbito do procedimento de nº 47.520/2021, que corre em segredo de justiça.

O Gaeco e a Delegacia Especializada de Combate à Corrupção da Polícia Civil prestaram apoio no cumprimento dos mandados judiciais.

Além da medida criminal determinada pelo Tribunal de Justiça, o Ministério Público propôs, através do Núcleo de Defesa do Patrimônio Público e da Probidade Administrativa, ação cível por ato de improbidade administrativa visando a aplicação das sanções da lei de improbidade, bem como apresentou pedidos de indisponibilidade de bens e afastamento de agentes públicos.

Leia Também:  Segunda fase de operação bloqueia bens e valores no valor de R$ 15 milhões de indiciados por fraude em licitação

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MATO GROSSO

POLÍCIA

Economia

BRASIL

MAIS LIDAS DA SEMANA