(65) 99638-6107

CUIABÁ

A sociedade contra o crime

Polícia Civil prende preventivamente homem que voltou ameaçar ex-companheira em Várzea Grande

Publicados

A sociedade contra o crime


Assessoria/Polícia Civil-MT

Um homem que estava descumprindo as medidas protetivas impostas pela Lei Maria da Penha teve o mandado de prisão cumprido pela Polícia Civil, na segunda-feira (04.05), por policiais da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher, Criança e Idoso de Várzea Grande (DEDMCI-VG), após voltar a ameaçar a ex-companheira.

No mês de fevereiro, a vítima procurou a DEDMCI-VG relatando que sofreu crimes de lesão corporal e injúria praticadas então companheiro que chegou em casa embrigado, a ofendeu com adjetivos pejorativos e agrediu fisicamente com golpe de cabo de vassoura.

Na ocasião, a vítima representou criminalmente contra o autor e solicitou medidas protetivas contra ele, as quais foram deferidas pela Vara Especializada de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher de Várzea Grande.

No mês de abril, a vítima retornou à Delegacia da Mulher informando que o suspeito estava descumprido as restrições impostas pela Justiça, se dirigindo até a residência dela, a ameaçando e dizendo que se ela comunicasse os fatos às autoridades e ele fosse preso, iria acionar terceiros para agredi-la fisicamente.

Leia Também:  Policiais de Inteligência aprofundam conhecimentos em dois dias de capacitação on-line

Diante das graves ameaças e receio que algo mais grave acontecesse com a vítima, a delegada titular da DEDMCI-VG representou preventiva do suspeito que foi decretada pela Justiça na segunda-feira (03) e cumprida pelos policiais da especializada no mesmo dia.

“Apesar da pandemia e dos riscos de contaminação, a unidade continua trabalhando firme, com o propósito de reduzir índices de feminicídio e demais crimes cometidos em ambiente doméstico contra a mulher”, disse a delegada.

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

A sociedade contra o crime

Polícia Civil entrega armamentos para unidade especializada e anuncia nova sede para GCCO

Publicados

em


Assessoria/Polícia Civil-MT

A atuação da Polícia Civil de Mato Grosso no combate ao crime organizado foi fortalecida com a entrega, nesta terça-feira (11.05), de fuzis doados pela Secretaria Nacional de Segurança Pública, do Ministério da Justiça, à Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO). 

A entrega do armamento, modelo carabina 556, com três carregadores com capacidade para 30 munições e mais 200 munições calibre 556 foi realizada pela Diretoria da Polícia Civil e pela Gerência de Armas, Explosivos e Munições (Gaem). 

No evento, o delegado-geral adjunto, Gianmarco Paccola Capoani, e o diretor de Atividades Especiais, Fernando Vasco Pigozzi Spinelli, aproveitaram para conversar com os policiais da GCCO sobre a gestão da unidade, as ações desenvolvidas pela equipe nas últimas semanas e a previsão da nova sede. 

O delegado-geral adjunto falou das dificuldades enfrentadas pela Polícia Civil, principalmente durante o período de pandemia, quando ficou ainda mais evidente a dedicação e esforços dos policiais no combate ao crime organizado.

Gianmarco destacou que, mesmo diante do decreto de calamidade financeira, a Polícia Civil continuou buscando recursos e conseguiu alcançar inúmeras conquistas nas áreas de tecnologia e de  infraestrutura e que foco agora também é a melhoria das condições de trabalho para o servidor. 

Leia Também:  Polícia Civil conclui inquérito e indicia militar por tentativa de feminicídio

“Passamos por este período em que a aquisição de bens foi proibida, então buscamos recuperar os recursos, o que a princípio parece simples, mas é fruto de um esforço exaustivo da equipe da Diretoria de Execução Estratégica que manteve contato com o Ministério da Justiça para conseguir trazer esse armamento para a Polícia Civil de Mato grosso, fortalecendo ainda mais o trabalho da instituição”, disse.

O diretor de Atividades Especiais frisou que as armas atendem um deficit da unidade e que o objetivo é que em breve venham novas armas, veículos, além de pedir o reforço do efetivo.

“Estamos trabalhando para tentar melhorar cada dia mais as condições de trabalho da equipe. Sabemos que os trabalhos desenvolvidos pela GCCO são extremamente complexos, envolvendo investigação em todo o estado e que o reforço tanto de aparelhamento quando de efetivo é fundamental para o bom desempenho dos trabalhos”, ressaltou o delegado Fernando Spinelli. 

A diretora de Execução Estratégica, Daniela Silveira Maidel, pontuou que mesmo atuando em várias frentes, a DEE procurou buscar alternativas para a crise pela qual o Estado passou, ressaltando que atualmente a situação é outra. Daniela falou sobre a nova sede da GCCO, que será instalada no antigo prédio da Procuradoria-Geral do Estado (PGE), no Centro Político, e da aquisição de novos armentos por meio de emenda parlamentar que atenderá unidades do interior do e também unidades especializadas como a gerência. 

Leia Também:  Policiais de Inteligência aprofundam conhecimentos em dois dias de capacitação on-line

“Agora, um dos nossos focos com a GCCO é trabalhar a questão estrutural, com a entrega da nova sede. Estamos com todo mobiliário comprado para atender a unidade, que será uma das melhores unidades da região metropolitana”, destacou.

O delegado titular da GCCO, Vitor Hugo Bruzulato Teixeira, agradeceu a entrega das armas e destacou que a gerência tem valorosos policiais e o reconhecimento do trabalho desenvolvido pela unidade é um grande motivador.

“Todo esse reforço estrutural é fundamental para equipe da GCCO, uma vez que unidade presta apoio e orientação para as unidades do interior do estado. Sabemos da luta da diretoria para atender tudo o que é necessário, que são muitas coisas, armamento, viaturas, capacitação, para manter essa equipe forte que estamos construindo. Lembrando que ninguém trabalha sozinho e por isso esse apoio é essencial para o desenvolvimento dos trabalhos”, destacou o delegado.

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MATO GROSSO

POLÍCIA

Economia

BRASIL

MAIS LIDAS DA SEMANA