(65) 99638-6107

CUIABÁ

A sociedade contra o crime

Polícia Civil prende em flagrante rapaz que matou jovem em cemitério no interior

Publicados

A sociedade contra o crime


Raquel Teixeira/Polícia Civil-MT 

A Polícia Civil de Porto dos Gaúchos (663 km a médio-norte de Cuiabá) prendeu em flagrante um homem de suspeito pelo homicídio de Mateus Riato, de 18 anos, ocorrido na noite do sábado.

A Delegacia da Polícia Civil do município foi comunicada sobre um corpo encontrado dentro de uma cova no cemitério da cidade, na manhã do domingo, 21 de fevereiro. A equipe foi até o local para checar as informações e descobriu que a vítima era irmão de um policial militar da cidade.

Em investigação para esclarecer o crime, os policiais civis localizaram uma testemunha ocular que presenciou a vítima e o suspeito, de 23 anos, discutindo na porta do cemitério na madrugada de sábado para domingo. Segundo a testemunha, o suspeito agrediu a vítima, forçando-a a entrar no cemitério e, após, escutou disparo de arma de fogo.

A partir das informações coletadas, a Polícia Civil identificou o suspeito e conseguiu prendê-lo quando tentava fugir da cidade. Ele foi encaminhado à delegacia, onde foi autuado em flagrante e permaneceu em silêncio durante o interrogatório.

Leia Também:  Roubo em residência de idosos é esclarecido com prisão de quatro pessoas envolvidas

Durante as diligências, os policiais coletaram diversos elementos de informação, como testemunhos e conversas em aplicativos que embasarão o inquérito.

O delegado de Porto dos Gaúchos, João Antônio Batista Ribeiro Torres, representou pela conversão do flagrante em prisão preventiva.

As investigações continuam para averiguar se há outros envolvidos e a motivação do crime. 

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

A sociedade contra o crime

Operação de combate à receptação de celulares prende 14 pessoas com aparelhos de origem ilícita

Publicados

em


Assessoria | Polícia Civil-MT

Quatorze pessoas foram presas em flagrante durante operação da Polícia Civil deflagrada na sexta-feira (26.02) pela Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Várzea Grande (Derf-VG),com objetivo de combater o crime de receptação de aparelhos celulares de origem ilícita,

A operação “Receptador” foi finalizada nesta segunda-feira (01.03), com o cumprimento a 14 mandados de busca e apreensão domiciliar que resultaram na recuperação de 14 aparelhos celulares de diferentes marcas e modelos, todos de origem ilícita.

As ordens judiciais foram decretadas com base em investigações da Derf-VG que conseguiram identificar pessoas envolvidas com a receptação de celulares produtos de roubo/furto cometidos entre os meses de novembro de 2020 e janeiro de 2021.

Segundo a delegada titular da Derf-VG, Elaine Fernandes da Silva, o trabalho operacional mostra a intensificação das diligências investigativas para combater o crime de receptação, responsável por fomentar os índices de roubo e furtos ocorridos na região metropolitana.

“O receptador é um criminoso covarde que financia a violência e por isso precisa ser fortemente combatido. O foco da operação é tentar minimizar o prejuízo das vítimas, que geralmente são abordadas a caminho do trabalho e tem o seu bem subtraído. Em muitos casos as vítimas ainda estão pagando as parcelas do aparelho que não poderão utilizar, ficando somente com o prejuízo”, disse.

Leia Também:  Após ameaçar de morte a ex-mulher e descumprir medida protetiva, homem é preso pela Polícia Civil

Crime e pena

O crime de receptação está previsto no artigo 180 do Código Penal Brasileiro (adquirir, receber, transportar, conduzir ou ocultar, em proveito próprio ou alheio, coisa que sabe ser produto de crime, ou influir para que terceiro, de boa-fé, a adquira, receba ou oculte. Pena de reclusão de 1 a 4 anos, e multa).

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CATEGORIA

CATEGORIA

CATEGORIA

CATEGORIA

MAIS LIDAS DA SEMANA