(65) 99638-6107

CUIABÁ

A sociedade contra o crime

Polícia Civil identifica mulher envolvida em golpe utilizando foto da primeira-dama do estado

Publicados

A sociedade contra o crime


Assessoria/Polícia Civil-MT

A Polícia Civil, por meio da Delegacia Especializada de Repressão a Crimes Informáticos (DRCI), identificou uma mulher envolvida em crime de estelionato aplicado pela internet, em que estavam utilizando a fotografia da primeira-dama do estado de Mato Grosso para aplicação de golpes pelo aplicativo whatsapp.

A suspeita de 36 anos foi localizada e interrogada, na manhã desta quinta-feira (13.01), na DRCI e será indiciada pelo crime de fraude eletrônica. Segundo as investigações da Delegacia de Crimes Informáticos, a mulher seria a responsável por receber o valor solicitado pelos estelionatários em sua conta bancária.

As investigações iniciaram após a equipe da DRCI tomar conhecimento da tentativa de golpe, aplicado por meio do aplicativo whatsapp, em que um número de telefone utilizando a foto da primeira-dama, solicitava dinheiro aos seus contados, alegando que não estava conseguindo realizar uma transação bancária.

Após solicitação do valor, os criminosos passavam uma chave pix para qual o dinheiro deveria ser transferido. Com base nessa informação, os policiais conseguiram identificar a suspeita, moradora do bairro São João Del Rey, em Cuiabá.

Leia Também:  Polícias Civil e Militar prendem dono e gerente de tabacaria em Campos de Júlio

A mulher, que já foi presa anteriormente por tráfico de drogas, foi interrogada pelo delegado, Ruy Peral, na manhã desta quinta-feira (13), na DRCI e será indiciada em inquérito policial pelo crime de fraude eletrônica, com pena de reclusão, de quatro a oito anos.

Segundo o delegado, a fraude eletrônica é cometida com a utilização de informações fornecidas pela vítima ou por terceiro induzido a erro por meio de redes sociais, contatos telefônicos ou envio de correio eletrônico fraudulento, ou por qualquer outro meio.

“As investigações estão em andamento para apurar a prática de outros crimes relacionados ao fato, assim como para identificação de outros suspeitos envolvidos”, disse o delegado.

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

A sociedade contra o crime

Foragido da Justiça do Paraná por estupro de vulnerável é preso pela Polícia Civil em Sinop

Publicados

em


Assessoria/Polícia Civil-MT

Um homem foragido da Justiça do Paraná teve o mandado de prisão cumprido pela Polícia Civil, no sábado (22.01), em ação realizada pela equipe plantonista da Delegacia de Sinop (499 km ao norte de Cuiabá).

O suspeito, de 42 anos, estava com o mandado de prisão em aberto pelo crime de estupro de vulnerável expedido pela Vara Criminal da Família, da Comarca de São Miguel do Iguaçu (PR).

As diligências iniciaram logo após os policiais plantonistas receberem informações sobre o mandado de prisão em aberto contra o suspeito, que estaria residindo nos fundos de um posto, no bairro Setor Residencial Norte.

Em diligências no endereço, os policiais conseguiram localizar o suspeito que foi comunicado sobre a ordem de prisão e conduzido à Delegacia de Sinop para as providências cabíveis, sendo posteriormente colocado à disposição da Justiça.

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Polícia Civil deflagrada operação, indicia 19 pessoas por receptação e recupera 19 aparelhos celulares
Continue lendo

MATO GROSSO

POLÍCIA

Economia

BRASIL

MAIS LIDAS DA SEMANA