(65) 99638-6107

CUIABÁ

A sociedade contra o crime

Polícia Civil identifica criminosos que assaltaram agência de cooperativa de crédito em Cuiabá

Publicados

A sociedade contra o crime


Raquel Teixeira/Polícia Civil-MT 

A Polícia Civil, por meio da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO) identificou os dois criminosos que assaltaram a agência de uma cooperativa de crédito, nesta semana, em Cuiabá.

A identificação da dupla foi possível após os investigadores da GCCO analisarem imagens de câmeras de segurança da área da agência e coletar informações com as vítimas.

Os policiais localizaram o endereço onde os criminosos se esconderam no bairro Dom Aquino. Uma pessoa com as mesmas características físicas de um dos assaltantes foi vista entrando no imóvel.

Nesta quinta-feira, a equipe da GCCO foi até a quitinete e no local encontrou duas camisetas e os dois bonés utilizados na ação criminosa e o simulacro de uma pistola, além de porções de entorpecentes.

A pessoa que estava no local, um homem de 30 anos, identificado como irmão de um dos assaltantes, foi preso em flagrante por tráfico e resistência à prisão. Contra ele também foi cumprido um mandado de prisão decretado pela 9a Vara Criminal por tráfico de drogas.

Leia Também:  Polícia Civil esclarece roubo em distribuidora de bebidas e prende três dos autores

O delegado Vitor Hugo Bruzulato Teixeira destaca que as diligências continuam para localizar os dois autores do assalto. “Essa pessoa presa na quinta-feira vai responder por tráfico e resistência e, até o momento, não foi identificada a participação dele no assalto. A arma que encontramos será analisada para checar se foi a mesma utilizada pelos assaltantes”, apontou o delegado da GCCO.

Assalto

Os assaltantes entraram na agência localizada no bairro Jardim Califórnia, na Capital, no fim da manhã de terça-feira, ambos armados, e quando um deles foi passar pela porta detectora, o equipamento emitiu sinal de que ele estava portando algo em metal. O criminoso alegou que tinha um pino de metal na perna e diante disso, o segurança liberou a entrada. Depois que estava do lado de dentro dos caixas, o criminoso sacou a arma e rendeu o vigilante, enquanto o outro ladrão, pelo vidro, mantinha o segurança sob a mira de uma arma de fogo.

Um dos ladrões recolheu o dinheiro que estava na agência e o outro rendia os clientes que entravam no local. Depois, eles mandaram todas as vítimas para o fundo da agência e fugiram do local.

Leia Também:  Em rápida ação Polícia Civil prende autor de furto e recupera os produtos furtados

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

A sociedade contra o crime

Policiais civis apreendem madeira ilegal e veículos em área de reserva indígena, em Comodoro

Publicados

em


Assessoria/Polícia Civil-MT 

A Polícia Civil apreendeu no último fim de semana uma camionete e um trator escondidos em uma área onde foram encontrados resquícios de retirada ilegal de madeira, dentro de uma reserva indígena, no município de Comodoro.

A Delegacia de Comodoro recebeu denúncias de que em uma área da reserva indígena Vale do Guaporé, a oeste de Comodoro, havia estradas abertas para a retirada de madeira. A equipe de investigação contou com a ajuda de um drone para sobrevoo na mata em busca de indícios de remoção de madeira da reserva.

Em um determinado ponto,foi localizada, escondida entre a vegetação, uma caminhonete D10 branca e um trator sem identificação, comumente utilizado para arrastar toras derrubadas. No mesmo dia, após incursão em trilhas na região, a equipe policial localizou outras entradas e duas esplanadas contendo madeiras em lascas e descascadas da espécie Aroeira.

Esse tipo de madeira tem alto valor comercial e são vendidas para a construção de cercas e currais. Todo o material e os veículos foram removidos e depositados no pátio da Secretaria de Obras do município. A equipe permanece com as investigações para apurar os possíveis autores do crime ambiental.

Leia Também:  Policiais civis prendem criminoso da camisa listrada que roubava mulheres idosas

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MATO GROSSO

POLÍCIA

Economia

BRASIL

MAIS LIDAS DA SEMANA