(65) 99638-6107

CUIABÁ

A sociedade contra o crime

Polícia Civil fecha ponto de venda de drogas no bairro Canjica na Capital

Publicados

A sociedade contra o crime


Assessoria | Polícia Civil-MT

Três pessoas envolvidas com a venda de entorpecentes no bairro Canjica, em Cuiabá, foram detidas pela Polícia Civil, na noite de sábado (25.09), durante diligências da Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE) para averiguar uma denúncia anônima. Na ação foram apreendidas porções de cocaína, pasta base e dinheiro. 

Dois suspeitos, de 18 e 19 anos, foram presos em flagrante por tráfico de drogas e associação para o tráfico. O terceiro detido, de 39 anos, responderá Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) por crime de menor potencial ofensivo de uso de drogas.

A DRE foi acionada para apurar uma denúncia sobre um endereço que funcionava como ponto de comércio ilícito sempre no horário noturno.

De posse das informações, a equipe passou a monitorar o local e constatou a veracidade dos fatos. Na ocasião, um dos jovens foi avistado saindo do imóvel e entregando entorpecente para o ocupante de um veículo Fiat Palio.

Ato contínuo os policiais civis entraram em um canal de esgoto aberto que dava acesso aos fundos da casa. No momento em que o homem de 39 anos chegou para comprar drogas, todos foram surpreendidos pelos investigadores.

Leia Também:  Polícia Civil cumpre mandados contra autores de tentativa de homicídio qualificado em Poconé

Na residência foram apreendidas 12 porções de pasta base, 4 porções médias de cocaína, R$ 460 em dinheiro proveniente do tráfico, além de uma capa de colete balístico e outros materiais utilizados para preparar e manusear as substâncias ilícitas.

Diante dos fatos, os três suspeitos foram encaminhados até a DRE e interrogados. Dois deles foram autuados em flagrante por tráfico e associação para o tráfico. O terceiro responderá pelo uso de drogas e foi liberado.  

Denúncias

Além do disque denúncia via 197 da Polícia Civil, a DRE conta com um canal exclusivo para recebimento de informações referentes ao tráfico de drogas. Pelo telefone (65) 9 9989-0071 (whatsapp) podem ser feitas denúncias à DRE. O sigilo é absoluto.

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

A sociedade contra o crime

Operação Capistrum cumpre medidas contra gestores da prefeitura de Cuiabá

Publicados

em


Assessoria/Polícia Civil-MT 

O Ministério Público, por meio do Núcleo de Ações de Competência Originária (NACO), e a Polícia Civil cumpriram nesta terça-feira (19.10), dentro da Operação Capistrum, medidas cautelares criminais de busca e apreensão e sequestro de bens em desfavor do prefeito de Cuiabá e sua esposa, do chefe de gabinete da prefeitura, da secretária-adjunta de Governo e Assuntos Estratégicos e do ex-coordenador de Gestão de Pessoas. A decisão judicial também determinou o afastamento da função pública em relação ao prefeito e aos servidores e a prisão temporária do chefe de gabinete.

As decisões são oriundas de investigações originadas no Núcleo de Defesa do Patrimônio Público e da Probidade Administrativa de Cuiabá relacionadas a ilícitos apurados na Secretaria Municipal de Saúde.

Os pedidos foram acolhidos pelo Tribunal de Justiça no âmbito do procedimento de nº 47.520/2021, que corre em segredo de justiça.

O Gaeco e a Delegacia Especializada de Combate à Corrupção da Polícia Civil prestaram apoio no cumprimento dos mandados judiciais.

Além da medida criminal determinada pelo Tribunal de Justiça, o Ministério Público propôs, através do Núcleo de Defesa do Patrimônio Público e da Probidade Administrativa, ação cível por ato de improbidade administrativa visando a aplicação das sanções da lei de improbidade, bem como apresentou pedidos de indisponibilidade de bens e afastamento de agentes públicos.

Leia Também:  Polícia Civil fecha festa com aglomeração de pessoas e prende quatro por fornecimento de bebidas a menores

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MATO GROSSO

POLÍCIA

Economia

BRASIL

MAIS LIDAS DA SEMANA