(65) 99638-6107

CUIABÁ

A sociedade contra o crime

Polícia Civil detém suspeito de ameaçar coletores de lixo e apreende arma modificada e munições em Paranatinga

Publicados

A sociedade contra o crime


Assessoria/Polícia Civil-MT

Uma arma modificada para calibre 22 e 13 munições que estavam sendo utilizadas para ameaçar coletores de lixo foram apreendidas pela Polícia Civil, na manhã desta quinta-feira (08.03), no aterro sanitário da cidade de Paranatinga (373 km ao sul de Cuiabá).

As diligências iniciaram após denúncia da Secretaria de Meio Ambiente do Município informando que na área pública em que fica localizado o aterro sanitário da cidade (lixão municipal) estariam ocorrendo diversas brigas.

Segundo a denúncia, haveria um vídeo em um homem (que também trabalha como coletor) aparece com um facão na mão correndo atrás dos coletores. Nesta quinta-feira (07), o homem também teria ido ao local em posse do uma arma de fogo e novamente ameaçado outros coletores.

Autoridades da Secretaria já teriam ido até o local para tentar resolver o problema, porém, a situação pareceu só ter se agravado com o passar dos dias.

Com base nas informações passadas, os policiais da Delegacia de Paranatinga foram até a área onde do lixão municipal e em buscas no local conseguiram localizar a pistola de pressão preparada para calibre 22 e 13 munições calibre 22.

Leia Também:  Polícias civis e MJ deflagram operação de combate à violência doméstica em todo o País

O suspeito foi identificado e encaminhado para a Delegacia de Paranatínga para as providências de praxe.

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

A sociedade contra o crime

Réu pela morte da ex-convivente tem prisão cumprida pela Polícia Civil

Publicados

em


Raquel Teixeira/Polícia Civil-MT 

Um homem de 53 anos, réu pelo feminicídio da ex-convivente, ocorrido em 2018 na cidade de Castanheira, noroeste do estado, foi preso nesta segunda-feira (18.10) pela Polícia Civil, em Nova Lacerda. O mandado de prisão preventiva foi cumprido pela equipe do delegado Ricardo Marques Sarto.

O réu foi preso em sua residência, localizada no centro da cidade, e estava aguardando o julgamento em prisão domiciliar.
Contudo, a decisão foi revogada e um novo mandado foi expedido pela 3a Vara Criminal da Comarca de Juína, onde tramita o processo do feminicídio. Agora, ele aguardará o júri em regime fechado.

A vítima, Rosana Borges das Neves, 31 anos, foi morta pelo réu que invadiu a residência de familiares dela, em Castanheira, e a atingiu com vários disparos de arma de fogo. Conforme o registro da ocorrência, a vítima ainda gritou por socorro e tentou fugir do autor do crime, mas foi atingida pelas costas.

Após os trâmites legais de formalização do mandado de prisão na Delegacia de Comodoro, o preso foi encaminhado à unidade prisional, onde permanece à disposição da Justiça.

Leia Também:  Polícia Civil cumpre 24 ordens judiciais contra organização criminosa atuante no interior de MT

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MATO GROSSO

POLÍCIA

Economia

BRASIL

MAIS LIDAS DA SEMANA