(65) 99638-6107

CUIABÁ

A sociedade contra o crime

Polícia Civil cumpre mandados em operação de combate ao tráfico em Guarantã do Norte

Publicados

A sociedade contra o crime


Uma operação com objetivo de coibir o tráfico de drogas em Guarantã do Norte (715 km ao norte de Cuiabá) foi deflagrada pela Polícia Civil, na manhã desta quinta-feira (07.04), para cumprimento de 20 ordens judiciais, sendo 13 mandados de prisão e sete de busca e apreensão.

A operação “Leyeda”, deflagra pela Delegacia de Guarantã do Norte e parceria da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) de Rondonópolis, contou com o apoio de policias de todo o estado, com equipes de Tangará Da Serra, Juína, Sinop, Peixoto de Azevedo, Matupá, Cuiabá, Itaúba, Terra Nova do Norte, Nova Mutum, Marcelândia e Alta Floresta, contando com mais de 80 policiais civis envolvidos.

No total, foram cumpridos 12 mandados em Guarantã do Norte, quatro mandados dentro de presídios em Sinop, Colíder e Peixoto de Azevedo, dois mandados de prisão em Rondonópolis e um em Juara.

Em Rondonópolis, foram cumpridos mandados contra os chefes do tráfico de drogas em Guarantã do Norte, um deles considerado foragido da Justiça com dois mandados de prisão em aberto por homicídios.

Leia Também:  Suspeito de encurralar vítimas com faca dentro de loja tem prisão cumprida pela Polícia Civil

A esposa do suspeito também foi presa como responsável pela arrecadação advindos das “bocas de fumo” na cidade. Nas contas bancárias da suspeita foram bloqueados e sequestrados os valores referentes ao crime.

Na casa do casal responsável por gerir a distribuição de entorpecentes e a contabilidade do tráfico de drogas nos dois municípios, localizada no bairro Paiaguás em Rondonópolis, foram apreendidos entorpecentes e apetrechos para o tráfico de drogas, além de um simulacro de arma de fogo.

Durante o cumprimento dos mandados na cidade de Guarantã do Norte, foram apreendidos entorpecentes, balanças de precisão, embalagens de drogas e quase 10 mil reais em dinheiro.

Segundo o delegado responsável pelas investigações, Victor Hugo Caetano de Freitas, com a operação, há o sentimento de entrega de paz social à sociedade, uma vez que o tráfico de droga fomenta outros crimes. “A desarticulação do tráfico na cidade é uma ação efetiva de combate à criminalidade, uma vez que o comércio de drogas deriva em roubos, furtos, homicídios e outros crimes que foram e serão evitados”, destacou o delegado. .

Leia Também:  Polícia Civil de MT cumpre mandados de buscas em apoio à operação de combate a fraudes eletrônicas
Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

A sociedade contra o crime

Autor de homicídio em Arenápolis é preso em flagrante pelo Polícia Civil

Publicados

em

Um homem apontado como autor do homicídio ocorrido na noite de quarta-feira (27.07), no município de Arenápolis (258 km a médio norte de Cuiabá), foi preso em flagrante pela Polícia Civil, durante atendimento da ocorrência.

Os investigadores de Arenápolis foram informados sobre uma situação de tortura e de homicídio por meio de arma cortante, que vitimou a pessoa de José Augusto Rodrigues de Souza, 20 anos.

Imediatamente a equipe acompanhada do delegado Hugo Abdon de Araujo Lima, foram até o hospital onde a vítima havia dado entrada, porém não resistiu aos ferimentos e foi a óbito.

Em seguida, os policiais civis foram até o local dos fatos para obterem mais detalhes acerca do ocorrido. Durante entrevista com populares foi possivel qualificar o autor do homicídio, o qual foi localizado nas proximidades, sentado em frente de uma residência.

O suspeito foi levado até a Delegacia de Arenápolis, e no interrogatório assumiu o crime. Ele alegou que foi cercado por três indivíduos de uma facção rival, e passou a ser espancado com capacetes e uma mangueira, momento em que conseguiu sacar uma faca e golpeou a vítima.

Leia Também:  Polícia Civil de MT cumpre mandados de buscas em apoio à operação de combate a fraudes eletrônicas

Conforme o delegado Hugo Abdon de Araujo Lima, os indícios apontam que o homicídio decorreu da legítima defesa, pelo fato que os três homens na função de “disciplina” dariam um salve no suspeito.

Após a confecção dos autos, o preso será apresentado e colocado à disposição do Poder Judiciário.

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MATO GROSSO

POLÍCIA

Economia

BRASIL

MAIS LIDAS DA SEMANA