(65) 99638-6107

CUIABÁ

A sociedade contra o crime

Polícia Civil apreende 12 toneladas de defensivos em propriedade em Chapada dos Guimarães

Publicados

A sociedade contra o crime


Assessoria/Polícia Civil-MT

Aproximadamente 12 toneladas de defensivos agrícolas possivelmente de origem ilícita foram apreendidos pela Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), da Polícia Civil, no final da tarde de terça-feira (14.09), em uma propriedade rural em Chapada dos Guimarães (67 km ao norte de Cuiabá).

No local, também foram apreendidas embalagens, equipamentos e produtos utilizados para falsificação de defensivos agrícolas. Um homem responsável pela guarda dos produtos foi preso em flagrante pelo crime ambiental de armazenamento ilegal de defensivos.

Durante diligências relacionadas a crimes de roubos de agrotóxicos, os policiais da GCCO receberam informações de que em uma propriedade rural em Chapada dos Guimarães estava armazenada grande quantidade agrotóxico, possivelmente de origem ilícita.

Diante das informações, a equipe de investigadores iniciou o trabalho investigativo, realizando diversas diligências, conseguindo identificar a propriedade em que foi localizado o material.

Em buscas no local, foi encontrada em um quarto ao lado do barracão, a grande quantidade de fungicida, totalizando aproximadamente 12 toneladas, além de embalagens, rótulos, equipamentos para misturar produtos, utilizado para a falsificação de defensivos.

Leia Também:  Polícia Civil prende 2 e apreende veículo Honda HRV clonado

Questionado sobre a procedência dos produtos, o responsável pelo local não soube explicar. Diante das evidências, todo material ilícito foi apreendido e um suspeito que fazia guarda dos produtos foi conduzido à GCCO, onde após ser interrogado, foi autuado em flagrante pelo crime ambiental.

As investigações preliminares apontam que parte do produto encontrado na propriedade está ligado a crime de roubo/furto e outra parte possivelmente trata-se de material falsificado.

O delegado titular da GCCO, Vitor Hugo Bruzulato Teixeira, disse que as investigações estão em andamento para identificar a origem dos agrotóxicos aprendidos.

“Os trabalhas continuam com objetivo de esclarecer todos os fatos, principalmente em relação a identificação de outras pessoas envolvidas no crime, uma vez que na propriedade foram encontrados diversos materiais utilizados para falsificação de defensivos”, disse o delegado.

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

A sociedade contra o crime

Polícia Civil intensifica ações sociais inseridas no programa De Cara Limpa Contra as Drogas

Publicados

em


Assessoria | Polícia Civil-MT

Em continuidade ao ciclo de ações sociais em Barra do Bugres (168 km a médio norte de Cuiabá), a Polícia Civil realizou mais duas atividades inseridas no programa “De Cara Limpa Contra as Drogas”. 

A primeira palestra foi ministrada na terça-feira (21.09), no plenário da Câmara de Vereadores, onde foi apresentado aos parlamentares municipais o programa “De Cara Limpa Contra as Drogas”, desenvolvido na região pela Delegacia de Barra do Bugres. Na ocasião foram falados sobre a forma de execução, objetivos e resultados alcançados com esse trabalho desenvolvido desde 2015.

Na segundo evento de cunho preventivo, o ciclo de palestras foi estendido a Unidade do Senai de Barra do Bugres onde foi dialogado sobre os temas: Violência Doméstica, Violência Infantil e Prevenção ao uso de drogas.

Conforme o investigador de polícia Marcos Antonio de Moura, a aceitação foi excelente inclusive contamos com o apoio na confecção de camisetas que serão doadas e distribuídas durante o evento aos participantes.

“No próximo dia 03 de outubro, acontecerá a abertura das palestras sobre drogas com duração de 3 a 4 meses, e o encerramento se dará com o Passeio Ciclístico Diga Não às Drogas e Sim a Vida, promovido pela Delegacia de Polícia Civil de Barra do Bugres e Paróquia Santa Cruz”, disse o policial civil.

Leia Também:  Polícia Civil recebe homenagem do Conseg de Rondonópolis e fortalece parcerias com federação

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MATO GROSSO

POLÍCIA

Economia

BRASIL

MAIS LIDAS DA SEMANA