(65) 99638-6107

CUIABÁ

A sociedade contra o crime

Polícia Civil aguardará exames de DNA para confirmar se restos mortais são de casal desaparecido

Publicados

A sociedade contra o crime


Raquel Teixeira/Polícia Civil-MT 

A Polícia Civil de Porto dos Gaúchos aguardará os laudos periciais de necropsia e confronto de DNA para confirmar se os restos mortais encontrados carbonizados dentro de uma camionete nesta segunda-feira (03.05), na zona rural do município, são do casal Valdir e Tatiane Medeiros Hennig, que está desaparecido desde o dia 28 de abril.

Na tarde desta segunda-feira, a Polícia Civil foi comunicada sobre uma camionete que foi localizada totalmente queimada, em uma área de mata, na região onde o casal tinha uma propriedade.

Duas equipes distintas formadas por policiais civis, PM e Corpo de Bombeiros realizavam buscas pelo terceiro dia consecutivo em busca do casal que está desaparecido desde a semana passada.

Dois parentes de Valdir Hennig que estavam na região das buscas encontraram uma trilha marcada por pneus de camionete e seguiram até um ponto, quando não tiveram mais coragem de ir adiante  e acionaram a equipe de buscas que estava mais próxima do local, formada por policiais militares e bombeiros.

A equipe da Polícia Civil reuniu todas as equipes em uma fazenda próxima e seguiram até o local onde foi encontrada a camionete queimada, que bate com as características do veículo das vítimas, uma L 200 Triton. Dentro do veículo estavam restos mortais totalmente carbonizados e pelo estado não é possível afirmar ainda que se trata dos corpos de Valdir e Tatiane Hennig.

Leia Também:  Polícia Civil recupera caminhão furtado em Cuiabá, menos de 24 horas após o crime

O delegado de Porto dos Gaúchos, João Antônio Batista Ribeiro Torres, explica que somente a checagem do número do chassi com os documentos de registro do veículo poderão comprovar que a camionete é a das vítimas. “Assim como a identificação dos restos mortais somente poderá ser confirmada com a extração de DNA e confrontação com parentes próximos das vítimas”.

Foram coletados materiais para realização de perícia e confronto de DNA, assim como a camionete que também será periciada pela Politec.

Desaparecimento 

Desde o último sábado, policiais civis de Porto dos Gaúchos, com apoio do Corpo de Bombeiros se mobilizaram nas buscas em uma região de mata para a localização do paradeiro do casal Valdir, de 45 anos, e Tatiane Medeiros Hennig, de 46 anos, desaparecidos desde o dia 28 de abril.

As buscas são realizadas em uma extensa área de mata na zona rural de Porto dos Gaúchos, na ‘região do 47’, onde o casal tem uma propriedade, e conta com auxílio de cães farejadores do Corpo de Bombeiros de Tangará da Serra e da equipe de Juína.

Leia Também:  Polícia Civil prende homem com 15 galões de defensivos em quarto de hotel em Primavera do Leste

Um irmão de Valdir procurou a delegacia de Porto dos Gaúchos na quinta-feira (29) relatando que o casal saiu da propriedade no dia 27 de abril para ir ao município de Itanhangá, combinando de retornar no dia seguinte. Diante da ausência dos dois, o irmão da vítima foi em busca deles em Itanhangá foi informado por familiares que os mesmos já haviam retornado a Porto dos Gaúchos na data combinada. O irmão de Valdir tentou contato no celular das vítimas e não conseguiu. Em seguida procurou a unidade da Polícia Militar.

Na estrada do trajeto até a propriedade da vítima foi encontrada uma árvore tombada para dificultar a passagem de veículos. Na sexta-feira, os policiais foram até a próriedade e próximo à estrada encontraram munições e cápsulas, um pedaço de relógio, uma máscara de tecido e vestígios de sangue.

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

A sociedade contra o crime

Depois de diversas tentativas de se esconder, foragido de MT por homicídio bárbaro é localizado no litoral catarinense

Publicados

em


Assessoria/Polícia Civil-MT 

A trajetória de fugas de um foragido da Justiça, que cometeu um bárbaro homicídio no interior de Mato Grosso, chegou ao fim com a captura do criminoso nesta segunda-feira (10), na cidade de Balneário Camboriú, no litoral catarinense. A prisão ocorreu depois de informações repassadas pela Gerência de Polinter e Capturas de Mato Grosso à Polícia Civil de Santa Catarina, que levaram à prisão do homem de 30 anos. 

A Polinter recebeu no início deste ano uma solicitação de apoio da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher de Cáceres para localizar o atual paradeiro do fugitivo, que foi identificado como autor de brutal homicídio ocorrido o em 11 de fevereiro de 2011, que vitimou Benedita de Paula Nunes, de 27 anos. A vítima foi cruelmente espancada e torturada até a morte e encontrada em sua residência totalmente despida e com várias lesões no corpo. O crime chocou moradores da cidade diante da gravidade e da forma cruel como a vítima foi morta.

Com o avanço das investigações realizadas pela DEDM de Cáceres e com a autoria do crime definida, após representação criminal da autoridade policial, o Poder Judiciário decretou em outubro de 2019 a prisão preventiva do investigado. Desde então, o autor do crime passou a ser considerado foragido da justiça.

Leia Também:  Ação integrada recupera em Campo Verde veículo roubado em cidade vizinha

Por diversas vezes, a Polícia Civil tentou capturá-lo, mas sem sucesso, pois ele se refugiava na Bolívia, de onde  retornou poucas vezes ao Brasil.

Em fevereiro deste ano, a Polinter chegou a enviar uma equipe a Cáceres, mas as buscas pelo foragido não tiveram êxito. Uma última tentativa foi realizada para localizá-lo em Goiânia, contudo, com os dados obtidos no decorrer das investigações, a equipe da Polinter conseguiu apurar o possível paradeiro do foragido, cujas informações levavam à região Sul do Brasil.

Em um trabalho em conjunto com a equipe do delegado Vicente Soares, da Divisão de Investigação Criminal de Balneário Camboriú, os policiais civis do município catarinense checaram prováveis locais onde ele poderia esta e com apoio da Polícia Militar local conseguiram realizar a prisão nesta segunda-feira.

As buscas pelo foragido contaram também com o auxílio da Delegacia Regional de Cáceres.

O mandado de prisão preventiva foi expedido pela 1ª Vara Criminal da Comarca de Cáceres, para onde o foragido deverá ser recambiado.

Leia Também:  Polícia Civil apreende mais uma arma de fogo pertencente ao autor do homicídio ocorrido em Nova Lacerda

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MATO GROSSO

POLÍCIA

Economia

BRASIL

MAIS LIDAS DA SEMANA