(65) 99638-6107

CUIABÁ

A sociedade contra o crime

Padrasto acusado de estupro de vulnerável em Matupá tem prisão cumprida pela Polícia Civil

Publicados

A sociedade contra o crime

Um padrasto procurado pela Justiça por crime de estupro de vulnerável praticados contra a enteada, foi preso pela Polícia Civil, na quinta-feira (19.05), em Matupá (695 km ao norte de Cuiabá). A ação resultou na apreensão de uma arma de fogo.

O suspeito de 47 anos teve o mandado de prisão preventiva decretado pelo juízo da Vara Única da Comarca local, após investigação da Delegacia de Matupá visando apurar os crimes.

Além do cumprimento da prisão, o investigado também foi autuado em flagrante pelo crime de posse ilegal de arma de fogo.

As diligências iniciaram logo que o Conselho Tutelar acionou a Polícia Civil, comunicando os abusos sexuais que a vítima vinha sofrendo há anos dentro de casa.

Ao ser ouvida em depoimento especial, a vítima relatou os abusos cometidos pelo companheiro da mãe, bem como o agressor a tratava como se fosse “mulher”.

Diante da gravidade dos fatos, o Ministério Público Estadual representou pela prisão do padrasto, deferido pelo Poder Judiciário.

Leia Também:  Investigado por estupro de vulnerável é preso em Sorriso

Com a ordem judicial os policiais civis conseguiram localizar o investigado em uma região de garimpo. Na casa dele foi apreendida uma espingarda de calibre 28 sem registro.

Em seguida o suspeito foi conduzido até a Delegacia de Matupá, onde foi dado cumprimento ao mandado de prisão, bem como lavrado o flagrante por posse ilegal de arma de fogo.

Após a confecção dos autos, o preso foi colocado à disposição do Poder Judiciário.

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

A sociedade contra o crime

Autor de homicídio em Arenápolis é preso em flagrante pelo Polícia Civil

Publicados

em

Um homem apontado como autor do homicídio ocorrido na noite de quarta-feira (27.07), no município de Arenápolis (258 km a médio norte de Cuiabá), foi preso em flagrante pela Polícia Civil, durante atendimento da ocorrência.

Os investigadores de Arenápolis foram informados sobre uma situação de tortura e de homicídio por meio de arma cortante, que vitimou a pessoa de José Augusto Rodrigues de Souza, 20 anos.

Imediatamente a equipe acompanhada do delegado Hugo Abdon de Araujo Lima, foram até o hospital onde a vítima havia dado entrada, porém não resistiu aos ferimentos e foi a óbito.

Em seguida, os policiais civis foram até o local dos fatos para obterem mais detalhes acerca do ocorrido. Durante entrevista com populares foi possivel qualificar o autor do homicídio, o qual foi localizado nas proximidades, sentado em frente de uma residência.

O suspeito foi levado até a Delegacia de Arenápolis, e no interrogatório assumiu o crime. Ele alegou que foi cercado por três indivíduos de uma facção rival, e passou a ser espancado com capacetes e uma mangueira, momento em que conseguiu sacar uma faca e golpeou a vítima.

Leia Também:  Suspeito de tentativa de homicídio é preso pela Polícia Civil poucas horas após o crime

Conforme o delegado Hugo Abdon de Araujo Lima, os indícios apontam que o homicídio decorreu da legítima defesa, pelo fato que os três homens na função de “disciplina” dariam um salve no suspeito.

Após a confecção dos autos, o preso será apresentado e colocado à disposição do Poder Judiciário.

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MATO GROSSO

POLÍCIA

Economia

BRASIL

MAIS LIDAS DA SEMANA