(65) 99638-6107

CUIABÁ

A sociedade contra o crime

Operação de combate o tráfico de drogas em Tangará da Serra cumpre mandados de prisão em seis cidades do estado

Publicados

A sociedade contra o crime


Assessoria/Polícia Civil-MT

Uma operação com objetivo de desarticular uma associação criminosa voltada para o tráfico de drogas que atuava em Tangará da Serra (239 km a médio-norte de Cuiabá) foi deflagrada pela Polícia Civil, na manhã desta quarta-feira (16.06), para cumprimento de 12 mandados de prisão preventiva.

Os mandados da “Operação Avenida Brasil” foram cumpridos nas cidades de Tangará da Serra, Barra do Bugres, Cáceres, Mirassol D’Oeste, Acorizal e Cuiabá.

Até o momento, 10 alvos (oito homens e duas mulheres) já tiveram os mandados de prisão cumpridos. Um homem e uma mulher continuam procurados pela Polícia. Entre os procurados está o líder da associação criminosa. O suspeito possui três mandados de prisão em aberto e está foragido no estado do Rio de janeiro.

As ordens judiciais começaram a ser cumpridas na tarde de terça-feira (15) contra os suspeitos que estavam em liberdade. Nesta quarta-feira (16), foram cumpridos os mandados contra alvos que já se encontravam presos por outros crimes em presídios do estado.

Leia Também:  Escrivão descobre amor pela carreira policial em ações operacionais e no trabalho investigativo

Investigações

As investigações que resultaram na desarticulação do grupo criminoso iniciaram em maio de 2020, tendo como alvo 66 pessoas investigadas, das quais 24 foram indiciadas e decretada a prisão preventiva de 12 envolvidos.

Segundo o delegado responsável pelas investigações, Adil Pinheiro de Paula, a associação criminosa está intimamente ligada a uma facção atuante em diferentes crimes em todo estado de Mato Grosso, que atua do lado de dentro e de fora de presídios.

O nome operação “Avenida Brasil” faz referência a avenida principal de Tangará da Serra. O tráfico de drogas dividiu a cidade em duas áreas de influência, tendo a avenida como divisor.

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

A sociedade contra o crime

Réu pela morte da ex-convivente tem prisão cumprida pela Polícia Civil

Publicados

em


Raquel Teixeira/Polícia Civil-MT 

Um homem de 53 anos, réu pelo feminicídio da ex-convivente, ocorrido em 2018 na cidade de Castanheira, noroeste do estado, foi preso nesta segunda-feira (18.10) pela Polícia Civil, em Nova Lacerda. O mandado de prisão preventiva foi cumprido pela equipe do delegado Ricardo Marques Sarto.

O réu foi preso em sua residência, localizada no centro da cidade, e estava aguardando o julgamento em prisão domiciliar.
Contudo, a decisão foi revogada e um novo mandado foi expedido pela 3a Vara Criminal da Comarca de Juína, onde tramita o processo do feminicídio. Agora, ele aguardará o júri em regime fechado.

A vítima, Rosana Borges das Neves, 31 anos, foi morta pelo réu que invadiu a residência de familiares dela, em Castanheira, e a atingiu com vários disparos de arma de fogo. Conforme o registro da ocorrência, a vítima ainda gritou por socorro e tentou fugir do autor do crime, mas foi atingida pelas costas.

Após os trâmites legais de formalização do mandado de prisão na Delegacia de Comodoro, o preso foi encaminhado à unidade prisional, onde permanece à disposição da Justiça.

Leia Também:  Autor de roubo foragido da Justiça tem prisão cumprida pela Polícia Civil em Cáceres

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MATO GROSSO

POLÍCIA

Economia

BRASIL

MAIS LIDAS DA SEMANA