(65) 99638-6107

CUIABÁ

A sociedade contra o crime

Investigado por estupro de vulnerável ocorrido há 3 anos em MT é preso no interior do Paraná

Publicados

A sociedade contra o crime


Raquel Teixeira/Polícia Civil-MT 

Um homem de 34 anos, investigado pela Polícia Civil por estupro de vulnerável ocorrido em Sinop, há três anos, foi preso nesta quarta-feira (19.01), no interior do Paraná.

Após nformações repassadas pela Delegacia Especializada de Defesa da Mulher, Criança e Idoso de Sinop sobre o paradeiro do foragido, a Polícia Militar de Matelândia, cidade na região de Foz do Iguaçú, cumpriu o mandado de prisão contra o homem procurado pela Justiça de Mato Grosso.

L.S. era procurado desde 2018 peloc rime cometido contra sua enteada, que atualmente tem 12 anos. Depois da decretação da prisão pela Comarca de Sinop, ele ficou foragido até que a Polícia Civil conseguiu descobrir o paradeiro dele na cidade do interior paranaense.

Depois da prisão, ele foi encaminhado à Delegacia da Polícia Civil de Matelândia e aguardará a autorização para recambiamento a Mato Grosso.

Outra prisão

Na última semana, outro homem investigado por estupro de vulnerável foi preso pela Polícia Civil em Sinop. V.G., de 47 anos, teve a prisão decretada pela 2a Vara Criminal do município após investigação realizada pela Delegacia da Mulher, Criança e Idoso pelos crimes de estupro de vulnerável e ameaça.

Leia Também:  Projeto social proporciona mais uma modalidade esportiva para estudantes de Várzea Grande

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

A sociedade contra o crime

Autor de homicídio em Aripuanã é preso em flagrante pela Polícia Civil logo após o crime

Publicados

em

O autor do homicídio ocorrido em Aripuanã (1.002 km a noroeste de Cuiabá) foi preso em flagrante pela Polícia Civil, na quinta-feira (19.05), menos de seis horas após o crime. O suspeito confessou o crime e disse que o homicídio foi motivado pela vítima ter furtado seus pertences.

O corpo da vítima, Diego Costa Santos, de 30 anos, foi localizado em um barracão nos fundos de um posto, com o rosto desfigurado e o crânio esmagado. Ao lado do corpo havia uma lajota de concreta suja de sangue, possivelmente utilizada para golpear a vítima.

Assim que foi acionada dos fatos, a equipe da Polícia Civil iniciou as investigações conseguindo colher as informações sobre as características físicas do suspeito e conseguindo localizá-lo no bairro Vila Operária, poucas horas após o fato.

Questionado, o suspeito confessou o crime e disse que a motivação seria o fato de ter alguns pertences subtraídos pela vítima. Diante dos fatos, o suspeito foi conduzido à Delegacia de Aripuanã, onde após ser interrogado pelo delegado Flávio Leonardo Santana da Silva foi autuado em flagrante pelo crime.

Leia Também:  Menor autor de estupro de vulnerável em Poconé tem mandado de internação cumprido pela Polícia Civil em Cuiabá

Segundo o delegado, as diligências para apurar os fatos continuam, uma vez que há a possibilidade de ter mais uma pessoa envolvida no crime. “Graças ao empenho e dedicação da equipe, o crime foi esclarecido com a identificação da autoria e prisão do suspeito menos de seis horas após o crime”, destacou o delegado.

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MATO GROSSO

POLÍCIA

Economia

BRASIL

MAIS LIDAS DA SEMANA