(65) 99638-6107

CUIABÁ

A sociedade contra o crime

Empresário suspeito de aplicar golpe em sócia é indiciado por estelionato e falsificação de documento particular

Publicados

A sociedade contra o crime

A Polícia Civil, por meio da Delegacia Especializada de Estelionato e Outras Fraudes de Cuiabá, indiciou um empresário do ramo de mineração pelos crimes de estelionato e falsificação de documento particular, praticados contra a sócia, causando um prejuízo de mais de R$ 1 milhão para a vítima.

As investigações do inquérito policial presidido pelo delegado Pablo Carneiro conseguiram provar que o suspeito adulterou o documento que utilizou para retirar a vítima do quadro societário.

O inquérito policial foi instaurado na Delegacia de Estelionato no mês de abril, para apurar suposto crime de estelionato, após a vítima registrar o boletim de ocorrência, narrando que no ano de 2018 abriu uma sociedade com o suspeito em uma empresa da área de mineração, na qual investiu aproximadamente R$ 1 milhão, entre imóvel, dinheiro e transações financeiras.

Após divergências com o sócio, a vítima decidiu fazer o distrato da sociedade assinando e reconhecendo firma em cartória no mês de setembro de 2021. Na ocasião, o suspeito deveria fazer o mesmo procedimento, porém reteve o distrato, dizendo que só entragaria uma via para a sócia quando o nome dela saísse da sociedade.

Leia Também:  Polícia Civil prende funcionário por tentativa de latrocínio contra dono de distribuidora em Várzea Grande

No mês de março de 2022, o suspeito fez uma procuração específica perante a Junta Comercial do Estado de Mato Grosso, colocando a comunicante como outorgante e ele como outorgado, retirando a assinatura do distrato que ela havia assinado e colocando na procuração, falsificando o texto que continua a assinatura e o reconhecimento de firma da vítima.

Após a oitiva de testemunhas somadas a análise pericial ficou comprovado que o suspeito falsificou o documento para retirar a vítima da sociedade empresarial. “O indiciamento do suspeito se deu com base em todos os elementos levantados nas investigações, sendo verificado que o investigado não só praticou o crime de estelionato como também o crime de falsificação de documento particular”, disse o delegado

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

A sociedade contra o crime

Autor de homicídio em Arenápolis é preso em flagrante pelo Polícia Civil

Publicados

em

Um homem apontado como autor do homicídio ocorrido na noite de quarta-feira (27.07), no município de Arenápolis (258 km a médio norte de Cuiabá), foi preso em flagrante pela Polícia Civil, durante atendimento da ocorrência.

Os investigadores de Arenápolis foram informados sobre uma situação de tortura e de homicídio por meio de arma cortante, que vitimou a pessoa de José Augusto Rodrigues de Souza, 20 anos.

Imediatamente a equipe acompanhada do delegado Hugo Abdon de Araujo Lima, foram até o hospital onde a vítima havia dado entrada, porém não resistiu aos ferimentos e foi a óbito.

Em seguida, os policiais civis foram até o local dos fatos para obterem mais detalhes acerca do ocorrido. Durante entrevista com populares foi possivel qualificar o autor do homicídio, o qual foi localizado nas proximidades, sentado em frente de uma residência.

O suspeito foi levado até a Delegacia de Arenápolis, e no interrogatório assumiu o crime. Ele alegou que foi cercado por três indivíduos de uma facção rival, e passou a ser espancado com capacetes e uma mangueira, momento em que conseguiu sacar uma faca e golpeou a vítima.

Leia Também:  Foragido por furto qualificado contra idoso em Goiás é preso pela Polícia Civil em Primavera do Leste

Conforme o delegado Hugo Abdon de Araujo Lima, os indícios apontam que o homicídio decorreu da legítima defesa, pelo fato que os três homens na função de “disciplina” dariam um salve no suspeito.

Após a confecção dos autos, o preso será apresentado e colocado à disposição do Poder Judiciário.

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MATO GROSSO

POLÍCIA

Economia

BRASIL

MAIS LIDAS DA SEMANA