(65) 99638-6107

CUIABÁ

A sociedade contra o crime

Duas pessoas da mesma família são presas por violência doméstica e posse de arma em Comodoro

Publicados

A sociedade contra o crime


Assessoria | Polícia Civil-MT

Duas pessoas de uma mesma família foram presas e uma arma de fogo foi apreendida pela Polícia Civil, na segunda-feira (13.10), no município de Comodoro (644 km a oeste de Cuiabá), durante atendimento de uma ocorrência de violência doméstica e familiar.

Uma mulher de 30 anos foi autuada em flagrante pelos crimes de lesão corporal e injúria no âmbito da Lei Maria da Penha. O padrasto dela, de 48 anos, foi autuado em flagrante por posse de arma de fogo de uso permitido.

Na manhã de segunda-feira (13) os policiais civis foram acionados para averiguar uma briga que estava ocorrendo na feira municipal, localizada na região central da cidade.

Após a denúncia, a equipe se deslocou até o local e verificou que se tratava de uma briga entre membros de uma família, os quais estavam com ânimos acirrados, bem como havia um casal (mãe e padrasto) lesionados pois foram agredidos pela moça.

Diante dos fatos, os policiais civis encaminharam as quatro pessoas envolvidas para prestarem esclarecimentos. Após depoimentos dos conduzidos, a moça que agrediu a mãe e o padrasto foi presa por lesão corporal enquadrada na violência doméstica.

Leia Também:  Esposa e amante são identificados pela Polícia Civil como autores de homicídio de servidor público

Durante a confecção dos autos de flagrante, a Polícia Civil recebeu informação que o padrasto da suspeita possuía uma arma de fogo em sua residência. Devido às brigas e desentendimento dos envolvidos, e para evitar que algo mais grave acontecesse, foi solicitado ao homem que indicasse onde estaria a suposta arma.

Em continuidade as diligências, os policiais civis foram até a residência no bairro Setor Industrial 2, onde foi localizada uma espingarda calibre 28. Após a apreensão da arma, o padrasto também foi preso em flagrante por posse irregular de arma de fogo de uso permitido.

Os dois presos (enteada e padrasto), foram apresentados e colocados à disposição da Justiça.

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

A sociedade contra o crime

Padrasto investigado por estupro de vulnerável tem prisão cumprida pela Polícia Civil

Publicados

em


Assessoria | Polícia Civil-MT

Um padrasto acusado de estupro de vulnerável no município de Peixoto de Azevedo (691 km ao norte de Cuiabá), foi preso pela Polícia Civil, na sexta-feira (03.12), em rápida ação para cumprimento de mandado de prisão.

O suspeito de 44 anos teve a ordem de prisão temporária decretada pelo juízo da 2º Vara da Comarca local, após investigação da Delegacia de Peixoto de Azevedo para apurar o crime.

A ocorrência foi registrada na quinta-feira (02), quando a genitora da vítima de 12 anos procurou a Polícia Civil. Conforme narrativa, a menina que possui autismo contou com detalhes para sua mãe, os abusos que vinha sofrendo por parte do padrasto.  

Diante da gravidade dos fatos, imediatamente a Polícia Civil representou pela prisão do investigado que foi deferida pelo Poder Judiciário. Com o mandado judicial, os policiais civis efetuaram a prisão do padrasto.

O suspeito foi conduzido à Delegacia de Peixoto de Azevedo, interrogado e em seguida apresentado e colocado à disposição da Justiça.

Leia Também:  Polícia Civil cumpre buscas na Capital e traficantes são presos com drogas e mais de R$ 4,1 mil em dinheiro

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MATO GROSSO

POLÍCIA

Economia

BRASIL

MAIS LIDAS DA SEMANA