(65) 99638-6107

CUIABÁ

A sociedade contra o crime

Dois são presos prevetivamente por homicídio de técnico de segurança em Sorriso

Publicados

A sociedade contra o crime


Raquel Teixeira/Polícia Civil-MT 

A Polícia Civil cumpriu nesta terça-feira, 20 de julho, em Sorriso (420 km ao norte de Cuiabá) as prisões de dois homens investigados pelo homicídio de José Rinaldo Leonel da Silva, 36 anos. As prisões foram efetuadas pela Divisão de Homicídios da Delegacia de Sorriso.

A investigação da Delegacia de Sorriso apurou que homicídio de José Rinaldo ocorreu por motivação homofóbica.

A vítima foi morta por disparos de arma de fogo na noite do dia 11 de julho, depois que sofreu agressões físicas por parte dos investigados, quando estava em um clube da cidade.

Instante em que o investigado saca arma e atira contra a vítima

Um dos suspeitos teve um desentendimento com o namorado de José Leonel, que supostamente teria tentado tocá-lo, minutos antes, no banheiro do clube. Em seguida, o rapaz de 25 anos chamou alguns colegas e foi até a mesa da vítima para tirar satisfação, quando ocorreu uma discussão e na sequência, o suspeito sacou uma arma e atirou contra José Leonel, dentro do salão.

Leia Também:  Polícia Civil incinera em Sapezal 50 quilos de entorpecentes apreendidos na região

Um dos disparos atingiu a perna de um funcionário do clube, que foi socorrido a uma unidade de saúde e liberado posteriormente.

Oitivas de testemunhas e imagens de câmeras de segurança que foram reunidas durante a investigação do crime confirmaram a sequência de ações que terminaram com a morte de José Leonel.

Após o cumprimento dos mandados, os dois investigados foram encaminhados para realização de exame de corpo de delito e em seguida foram enviados à unidade prisional de Sorriso, onde permanecem à disposição do poder Judiciário.

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

A sociedade contra o crime

Polícia Civil apreende 5 tijolos de maconha, arma de fogo e prende 7 suspeitos durante averiguação de uma denúncia

Publicados

em


Assessoria | Polícia Civil-MT

A Polícia Civil prendeu sete pessoas, entre elas dois adolescentes, e apreendeu cinco tijolos de maconha e uma arma de fogo, na manhã de sábado (24.07), no município de Colniza (1.065 km a noroeste de Cuiabá), durante diligências para averiguar uma denúncia anônima.

Quatro homens e uma mulher foram autuados em flagrante por tráfico de drogas, associação para o tráfico e corrupção de menores. Um deles responderá também por posse ilegal de arma de fogo. Já os adolescentes, ambos de 16 anos, responderão ato infracional análogo aos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico.

As diligências iniciaram logo que a Delegacia de Polícia de Colniza recebeu denúncia sobre certa quantidade de drogas que seria entregue na cidade. De posse das informações, os policiais civis passaram a diligenciar para apurar os fatos.

Na investigação a equipe foi até uma empresa transportadora, onde em campana foi avistado o momento em que um menor de idade chegou no local para pegar uma encomenda suspeita. Ato contínuo foi feito acompanhamento do adolescente, o qual seguiu até uma residência. . 

Leia Também:  Irmãos identificados como autores de homicídio em Sapezal são presos nos estados de AL e GO

Assim que os policiais civis se aproximaram da casa, foi de imediato encontrado no terreno uma balança de precisão, uma porção de entorpecentes, além da mercadoria contendo quatro tijolos grandes e mais um tijolo médio de maconha. 

Todos os indivíduos que estavam no endereço (incluindo o menor de idade) foram detidos e conduzidos. Durante o procedimento na delegacia, foi percebido que o aparelho celular do adolescente tocava insistentemente. Perguntado quem era, o infrator contou que se tratava da pessoa que seria o destinatário do carregamento de droga, bem como indicou o endereço do mesmo. 

Com base nos relatos, os investigadores foram até a casa do suspeito que receberia a mercadoria ilícita, e quando chegaram encontraram outro adolescente na frente do imóvel com um simulacro de arma de fogo.

No interior da casa foi apreendida uma espingarda de pressão modificada para calibre 22. Diante do flagrante, o maior e o menor de idade, também foi encaminhados para a unidade policial.

Os conduzidos foram interrogados, sendo autuados em flagrante e ato infracional respectivamente. Após a confecção dos autos os suspeitos foram apresentados e colocados à disposição da Justiça.

Leia Também:  Polícias civis e MJ deflagram operação de combate à violência doméstica em todo o País

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MATO GROSSO

POLÍCIA

Economia

BRASIL

MAIS LIDAS DA SEMANA